YouTube permite retirar trechos de vídeos que violem direitos autorais

Scroll down to content

Nova ferramenta chega junto de maior transparência nos alertas sobre o assunto
André Fogaça

O YouTube passou a permitir que criadores de conteúdo recortem partes de vídeos que violem direitos autorais na plataforma. Até então, a única forma de remoção era eliminando todo o vídeo, levando todo o restante que passou pelo pente fino do maior repositório de vídeos de todo o planeta.

A mudança adiciona a opção de cortar a parte do vídeo que foi detectada pelo filtro do YouTube, que fica dentro da própria área da página onde os vídeos do canal são gerenciados, chamada de YouTube Studio. Mesmo assim, ainda é possível entrar em uma disputa para resolver algum falso positivo ou uma reivindicação de conteúdo que não condiz com a realidade.

Por enquanto o início e o fim do trecho do vídeo que foi identificado não pode ser alterado para a retirada do conteúdo, mas o YouTube diz que está trabalhando para que a ferramenta permita que o usuário escolha os limites do trecho que será removido de vídeos que violem direitos autorais.

youtube cortar video

Além disso, os alertas e strikes que o canal receber ficarão agrupados logo na primeira página do Painel do YouTube Studio, que ainda permanece em estágio beta de testes – vai que ele fica assim por anos, como ficou o Gmail. Esta nova ferramenta foi anunciada no dia 19 de dezembro e agora está chegando para a grande maioria dos usuários.

Com informações: Google.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: