Gigi Hadid | Vogue Russia February 2020

Photographer: Zoey Grossman Stylist: Celia Azoulay

Imari | Revue Spring 2020

Photographer: Nicolas Kantor Stylist: Jack Borkett

Gal Gadot mostra sua dublê australiana Christiaan Stanni Bettridge em ‘Mulher-Maravilha’

Christiaan Stanni Bettridge trabalhou com Gadot no filme de 2017 e na continuação com lançamento marcado para junho de 2020

A dublê de Gal Gadot nos filmes da franquia Mulher-Maravilha, Christiaan Stanni Bettridge, em foto nos bastidores das produções (Foto: Instagram)

A atriz Gal Gadot fez um post em homenagem à sua dublê nos filmes da heroína ‘Mulher-Maravilha’. A celebridade israelense de 34 anos compartilhou uma foto na qual aparece beijando o rosto da dublê australiana Christiaan Stanni Bettridge. Gadot não revelou se o registro foi feito nos bastidores do primeiro ‘Mulher-Maravilha’, lançado em 2017, ou da continuação prevista para junho de 2020.

“Ela está comigo desde o primeiro ‘Mulher-Maravilha’ e eu sei que temos um longo futuro à frente”, escreveu Gadot na legenda da imagem. “Ela está sempre ao meu lado para ter certeza que estou segura, ao mesmo tempo levando os socos e sendo jogada contra paredes. Ela é uma mãe, uma atleta e seus movimentos são como nada que você já viu em um dublê. Obrigada Stanni por dar o seu melhor, todo dia e com tanta graça e carinho”.

Na foto compartilhada por Gadot, a dublê aparece com vários pontinhos de captura de movimento em seu rosto, para que sua face seja posteriormente substituída pela de Gadot.

A dublê de Gal Gadot nos filmes da franquia Mulher-Maravilha, Christiaan Stanni Bettridge, em foto nos bastidores das produções (Foto: Instagram)

Na conta de Christiaan Stanni Bettridge no Instagram constam vários registros feitos nos bastidores de ‘Mulher-Maravilha’. Nas imagens, ela aparece brincando com os cavalos utilizados no primeiro filme e brincando com outras dublês e atrizes das duas produções.

A dublê de Gal Gadot nos filmes da franquia Mulher-Maravilha, Christiaan Stanni Bettridge (Foto: Instagram)

A continuação de ‘Mulher-Maravilha’ foi batizada de ‘Mulher-Maravilha 1984’ e, assim como o primeiro filme, será dirigida pela cineasta Patty Jenkins. A história mostrará o retorno de Steve Trevor, par romântico da heroína no primeiro filme. A atriz Kristen Wiig viverá a vilã Mulher-Leopardo e o ator Pedro Pascal será o vilão Max Lord.

A dublê de Gal Gadot nos filmes da franquia Mulher-Maravilha, Christiaan Stanni Bettridge, em foto nos bastidores das produções (Foto: Instagram)

Assista ao trailer do filme:

Alphabet, dona do Google se torna a quarta companhia americana a valer US$ 1 trilhão

Alphabet se junta às big techs trilionárias Apple, Amazon e Microsoft
Amrith Ramkumar

Logo do Google na sede de Pequim, China.
Google se torna a quarta big tech a valer US$ 1 trilhão – REUTERS/Thomas Pete

NOVA YORK | THE WALL STREET JOURNAL – A matriz do Google, Alphabet Inc., tornou-se a quarta companhia dos Estados Unidos a atingir um valor de mercado de US$ 1 trilhão na quinta-feira (16), pontuando uma poderosa recuperação das ações de grandes empresas da internet para iniciar 2020.

A gigante das máquinas de buscas se junta a seus pares Apple, Amazon e Microsoft como as únicas empresas a atingir esse patamar durante as negociações intraday. Apple e Amazon realizaram esse feito no verão de 2018, enquanto a Microsoft atingiu US$ 1 trilhão pela primeira vez em abril do ano passado. A Amazon nunca fechou acima de US$ 1 trilhão e ficou muito atrás da Apple e da Microsoft, que dispararam além desse nível recentemente.

Os enormes ganhos das ações de tecnologia vêm com as empresas do Vale do Silício ascendendo à vanguarda da economia mundial e flexionando seus músculos em novas áreas, como assistência médica e transporte. Apesar das preocupações com um escrutínio regulatório mais rígido, as maiores empresas de tecnologia continuaram subindo em valor, salientando que os investidores preferem empresas que melhoram constantemente as vendas em um mundo com crescimento econômico morno e baixas taxas de juros.

“O Google é um desses líderes críticos e importantes em várias áreas”, disse Michael Lippert, administrador do Baron Capital Opportunity Fund, que conta com a Alphabet entre suas maiores participações. “Você quase não pode viver sem pesquisar no Google.”

As ações de empresas menores vistas como perturbadoras e com potencial de crescimento excessivo também subiram no novo ano, incluindo a fabricante de automóveis elétricos Tesla Inc. e a produtora de carne alternativa, de origem vegetal, Beyond Meat Inc. Os amplos ganhos ajudaram a levar os principais índices a níveis recordes.

A Alphabet teve que combater os crescentes custos e preocupações com a privacidade nos últimos anos, mas a resiliência de seu principal negócio de publicidade online continuou a impulsionar a ação.

“Foi realmente uma vaca leiteira”, disse Dan Morgan, gerente sênior de portfólio dedicado a tecnologia na Synovus Trust Co., proprietária de ações da Alphabet. “Elas continuam apresentando constantemente um crescimento de 15% a 20%, o que é bastante surpreendente quando se considera a maturidade desse modelo.”

Em dezembro, a estatal Saudi Aramco já abriu capital trilhonária, no maior IPO (oferta inicial de ações, na sigla em inglês) da história em dezembro, e desde então vale US$ 1,8 trilhão.

Alexis Ruby | MARC JACOBS S/S 2020

Publication: Marc Jacobs Photographer: Steven Meisel Stylist: Katie Grand Hair:Guido Palau Make-Up: Pat McGrath

Empresa recusa transportar HQ ‘A Louca do Sagrado Coração’ por causa de mamilos à mostra na capa

‘A Louca do Sagrado Coração’ teria sido confundida com pornografia e teve exemplares devolvidos

HQ "A Louca do Sagrado Coração"
Capa da HQ “A Louca do Sagrado Coração”, da editora Veneta – Divulgação

O que era para ser um mero procedimento burocrático entre duas editoras se tornou a mais nova polêmica das redes sociais, com mais de 1.300 compartilhamentos até esta quinta-feira (16).

O caso começa com a publicação no Brasil da HQ “A Louca do Sagrado Coração”, de Alejandro Jodorowsky e Moebius, em outubro do ano passado, pela editora Veneta. Como é uma tradução, a casa tinha por contrato a obrigação de enviar cinco exemplares da edição brasileira para a editora francesa Les Humanoïdes Associés, que tem os direitos da obra. A prática é praxe no mercado.

Para fazer o transporte, a Veneta escolheu a transportadora DHL —só que a encomenda foi recusada e retornou. Com o pacote, foi entregue um recado que dizia que “o conteúdo enviado não é permitido para transporte via DHL Express”. Questionada pela editora, a transportadora afirmou que não transportava esse tipo de livro.

O motivo? Na capa da HQ há uma personagem com os seios à mostra, o que teria feito o material ser considerado pornográfico. 

Segundo os termos e condições de transporte da empresa, alguns itens são proibidos —de armas e drogas a pornografia, categoria na qual a HQ de Moebius e Jodorowsky teria sido enquadrada. Além disso, em nota enviada à reportagem, a DHL afirmou que pode inspecionar qualquer objeto enviado.

De acordo com a editora, os cinco exemplares de “A Louca do Sagrado Coração” foram enviados lacrados dentro de uma caixa. A única maneira de ter acesso à capa seria abrir a encomenda.

A HQ é um clássico do cineasta Alejandro Jodorowsky e de Moebius, um dos principais nomes dos quadrinhos franceses, e faz uma jornada mística e bem-humorada sobre autoconhecimento e filosofia, regada a diversas cenas de erotismo e sexo.

Isso bastou para inflamar as redes sociais, que caracterizaram a recusa da transportadora como censura e ecoaram casos recentes de tentativa de censura, como a uma HQ na Bienal do Livro do Rio de Janeiro e ao especial de Natal do Porta dos Fundos.

À Folha, porém, a empresa disse que houve apenas um erro de avaliação. “Ao reanalisar o caso, avaliando maiores detalhes do envio, como país de origem e destino, […] informamos que a remessa não se enquadra na categoria de produto restrito para transporte. Esclarecimento já realizado com a editora”, escreveu a DHL em nota.

A transportadora afirmou que abriu a possibilidade de refazer o transporte dos exemplares. Mas a Veneta disse que vai aproveitar uma viagem de seu diretor editorial à França para entregar as HQs pessoalmente. Por isso, disse que considera o caso encerrado e que não irá processar a transportadora.

NEW Arturia Keylab 88 ESSENTIAL vs MK2

Neste vídeo, comparo o Arturia Keylab 88 Essential com o Keylab 88 Mkii. Ambos os teclados são novos da Arturia e apresentam controle DAW, controle de sintetizador de hardware e controle total do software Analog Lab e V Collection da Arturia. Examino todos os recursos e os comparo entre os dois teclados. Também discuto a diferença entre as teclas de ação do martelo do Mkii e as teclas mais leves do Essential. Acompanho todos os recursos e sons de demonstração do Analog Lab e os recursos DAW.

Alek Wek | CR Calendar 2020

Photographer: Brianna Capozzi Stylist: Carine Roitfeld

Sem medo de misturar

Reunindo alguns dos atuais ‘hits’ da decoração, projeto se transforma em recanto de tranquilidade e estilo
ANA LOURENÇO – O ESTADO DE S. PAULO

Cris Farhat
Vista a partir da sala de TV com vista para a cozinha. Ao fundo, bar ganha destaque com mapa na parede. Foto: Cris Farhat

Tentar manter a casa atualizada com as últimas novidades do mundo da decoração não é tarefa fácil. Em se tratando de um mesmo espaço, muitas vezes pode ser até desaconselhável. No entanto, a arquiteta Flávia Cavalcanti, do Estúdio Itinerante, resolveu encarar o desafio de reunir, com equilíbrio, linguagens aparentemente conflitantes, neste apartamento de 100 m², na Barra Funda.

Sob o mesmo teto, convivem hoje um pouco de estilo industrial, a integração quase total entre os ambientes, o farto uso da madeira, cores claras, e a presença de muitas plantas. Claro que o desejo dos futuros moradores de começar do zero e montar um apartamento totalmente novo foi um poderoso incentivo.

“A planta original do apartamento trazia muitas divisões e ambientes compactos. Para personalizarmos e proporciornarmos aos moradores espaços mais generosos, a marcenaria ganhou papel-chave”, esclarece Flávia. Assim, a madeira freijó assume múltiplas feições ao longo do projeto. Às vezes usada de forma mais delicada, como nos armários. Em outras, de forma mais vibrante no painel ripado que esconde o lavabo, na entrada.

“Um dos aspectos que mais gosto do projeto é o desenho fino da marcenaria em contraposição à rusticidade do concreto aparente. Esse contraste garantiu um visual mais contemporâneo, amplo e funcional”, ressalta. De fato, o concreto divide importância com a madeira e, empregados, lado a lado, ambos dialogam com os ambientes. Como em um dos grandes destaques do projeto, o bar, que ganhou um mapa fixado sobre um dos pilares deixado à mostra.

Confira as fotos do local: 

Cris Farhat
Entrada do apartamento. Ao fundo, living. Foto: Cris Farhat
Cris Farhat
A varanda ganhou grandes janelas de vidro para usufruir da luz natural e dar sensação de amplitude. Foto: Cris Farhat
Cris Farhat
Porta ripada de madeira ajuda a esconder o lavabo, logo na entrada. Foto: Cris Farhat
Cris Farhat
Lavabo continua com toques de madeira freijó e, ainda, ganha piso de ladrilhos que remetem ao tapete da sala. Foto: Cris Farhat
Cris Farhat
A varanda integrada com a sala de jantar. Ao lado, cozinha americana com banquetas para refeições rápidas. Foto: Cris Farhat
Cris Farhat
Marcenaria desenhada para o rack da TV tem continuidade para o banco da sala de jantar e alcança a espreguiçadeira na varanda. Foto: Cris Farhat
Cris Farhat
O home-office vira uma espécie de quadro com a marcenaria planejada
Foto: Cris Farhat
Cris Farhat
A cozinha do apartamento, que junta as três cores de destaque do apartamento: marrom, cinza e branco. Foto: Cris Farhat