CRÍTICA I Coffee & Kareem

Despretensiosa, comédia policial da Netflix entretêm com personagens exagerados e atores com timing cômico impecável
NICOLAOS GARÓFALO

Explorado à exaustão por quase 30 anos, o gênero de comédia escrachada perdeu, ao longo da década passada, a boa vontade que recebia por parte da crítica durante os anos 2000. Filmes cada vez mais parecidos estrelados por Seth RogenMelissa McCarthyLeandro HassumBen Stiller e principalmente Adam Sandler até iam bem de bilheteria, mas eram massacrados pela mídia especializada, cansada de repetições de piadas escatológicas e ultrapassadas.

Ao mesmo tempo, os anos 2010 mostraram uma queda brutal na qualidade de longas do subgênero buddy-cop, nome dado a comédias policiais protagonizadas por duplas improváveis, com produções que contavam com Sandra BullockBruce Willis e Reese Witherspoon caindo no esquecimento. Em 10 anos, foram poucos os exemplos que realmente mereceram alguma atenção, como Dois Caras Legais ou a franquia Anjos da Lei. Logo, o cenário do lançamento de Coffee & Kareem, nova produção da Netflix, é um pouco arriscado.

Na comédia, o jovem Kareem (Terrence Little Gardenhigh), um garoto negro de Detroit, encontra sua mãe (Taraji P. Henson) transando com o policial branco James Coffee (Ed Helms). Bravo, o menino arma para que o membro de uma das mais perigosas gangues da cidade ataque o policial, quando testemunha o assassinato de outro agente e dá início a uma sequência de eventos exagerados e cada vez mais perigosos.

Embora a impressão passada pelo trailer é de que Coffee & Kareem será apenas mais uma produção medíocre do gênero, o diretor Michael Dowse (Stuber) consegue usar o talento cômico de seu elenco, além de criar uma atmosfera autorreferente que se desapega completamente da realidade. O elenco, que inclui também nomes como Betty Gilpin (GLOW) e David Alan Grier (Desventuras em Série), abraça sem vergonha o ridículo do roteiro de Shane Mack e entrega atuações igualmente extrapoladas e hilárias.

A ação do filme também é exagerada. Em clara homenagem a filmes como Máquina Mortífera e Duro de Matar 3, clássicos do gênero, Coffee & Kareem traz explosões, perseguições em alta velocidade, carros atravessando lanchas e troca de socos e tiros em meio a uma chuva de cocaína. Riscando item a item de sua lista de desejos, Dowse permite que Helms manuseie granadas, Henson atire sem piedade ou consequência no grande vilão e Gardenhigh xingue a torto e a direito com um sorriso no rosto.

O filme, é claro, também não é perfeito. Embora seus exageros proporcionem risadas e a direção alucinante traga boa diversão às cenas de ação, o longa ainda escorrega em uma reviravolta óbvia, antecipada já em seus primeiros minutos. Mesmo que essa obviedade não tire a graça das piadas ou das atuações, ela faz com que a grande revelação do vilão seja recebida com indiferença.

Além disso, o filme usa a relação entre Vanessa (Henson), Kareem e Coffee como uma resolução mágica para o grave problema de violência policial contra cidadãos negros em Detroit, uma das cidades com o maior número de casos reportados de abuso de autoridade dos Estados Unidos. Embora não ignore o problema, Coffee & Kareem também pouco faz para explorá-lo além do relacionamento dos protagonistas. Citada em diálogos soltos no primeiro ato, a discussão tem impacto mínimo nos personagens e na trama, algo consideravelmente difícil na cidade em que a comédia se passa.

Ainda assim, a produção nunca se propôs a ser séria. De seu primeiro take, focado em um copo de café e um donut de creme, à bizarramente satisfatória cena final, Coffee & Kareem cumpre o papel que poucas comédias de grande alcance – e poucos originais filmes da Netflix – conseguiram fazer. Divertido, engraçado e escrachado na medida certa, o longa é uma grande opção para quem precisa se desligar do mundo e dar algumas risadas.

Coffee & Kareem
ANO: 2020
PAÍS: Estados Unidos
CLASSIFICAÇÃO: 16 anos
DURAÇÃO: 88 min
DIREÇÃO: Michael Dowse
ROTEIRO: Shane Mack
ELENCO: Taraji P. Henson, Betty Gilpin, Terrence Little Gardenhigh, David Alan Grier, Ed Helms
NOTA DO CRÍTICO
Ótimo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.