Afetado pela crise, Ebanx demite 62 funcionários

Scroll down to content

‘Unicórnio’ de Curitiba disse que vários de seus parceiros foram afetados pela crise do coronavírus, o que se refletiu na empresa

Ebanx fez demissões por causa do coronavírus 

primeira crise das startups brasileiras bateu à porta de outro importante nome do ecossistema nacional. A curitibana Ebanx, que processa transações financeiras digitais, anunciou que no último dia 18 de maio desligou 62 de sua equipe de 780 funcionários.

“Começamos 2020 prontos para um ano de crescimento e novos projetos, mas a crise da covid-19 também se refletiu no Ebanx. Vários dos nossos clientes foram impactados”, afirmou a empresa em nota. Alguns dos parceiros da empresa estão Airbnb e Uber. A primeira já anunciou corte de 25% nos funcionários em todo o mundo, enquanto o Uber revelou na terça, 26, que demitiu 150 pessoas no Brasil dentro seu pacote global de cortes.   

O Ebanx é um dos 11 unicórnos brasileiros, empresas com avaliação de mercado acima de US$ 1 bilhão, e não é o único afetado no seleto grupo. QuintoAndarLoggi, Gympass e Stone já haviam feito cortes nos últimos meses. Além deles, entre outros nomes afetados pelo coronavírus estão os bancos digitais Neon e C6 Bank e as startups mineiras MaxMilhas e RockContent. Já a americana Eventbrite, de eventos, fechou suas portas no Brasil. 

O Ebanx afirmou que dará auxílio financeiro e extensão do plano de saúde e dos vales alimentação/refeição, além de manter e um programa de recolocação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: