Amber Riley, de ‘Glee’, se pronuncia após Lea Michele ser acusada de racismo

Scroll down to content

Atriz participou de live com influenciadora e falou abertamente pela primeira vez sobre atitudes de Lea Michele

Amber Riley e Lea Michele (Foto: Reprodução/ Instagram)

Amber Riley se pronunciou sobre as acusações de racismo contra Lea Michele, com quem atuou em Glee. A atriz participou de uma live com a influenciadora Danielle Young e afirmou que seria a primeira e última vez que falaria sobre o caso.

“Eu não sei qual é o melhor jeito de falar sobre isso porque eu não sou uma pessoa vingativa e mesquinha. Não sou. Minha resposta no Twitter foi apenas porque eu sou uma palhaça e achei que ia ser engraçado”, explicou Amber sobre os gifs publicados por ela na acusação feita por Samantha Marie Ware, que expôs o comportamento de Lea nos bastidores da série.

“[Mas] Nós já vimos outras pessoas dizerem que não era o ambiente mais confortável”, declarou. Eu vou dizer isso pela Samantha Ware. Eu estou muito orgulhosa dela por ter se imposto. Eu falei com ela por FaceTime. Tenho orgulho dela não ter tido medo disso e ter falado a verdade dela de: ‘Não vou deixar você pular nesse movimento agora, sendo que você não me tratou direito'”, disse Amber.

Amber Riley e Lea Michele em Glee (Foto: Divulgação)
Amber Riley e Lea Michele em Glee (Foto: Divulgação)

“Eu não vou dizer que a Lea Michele é racista. Isso não é o que eu estou dizendo. Isso foi o que assumiram por causa do que está acontecendo neste momento no mundo e porque aconteceu com uma pessoa preta. Mas eu não vou dizer que ela é racista. Ela também está grávida e acho que não pode se estressar neste momento, ela já está sendo detonada”, justificou ela.

“Ao mesmo tempo, nas minhas mensagens, tinham muitos atores e atrizes pretos me contando suas histórias e contando que já lidaram com as mesmas coisas em um set e que morriam de medo das garotas brancas que eram as protagonistas de suas séries, porque todos nós sabemos que uma pessoa de cor e uma pessoa negra são sempre as substitutas, número 3, 4 ou 5 na folhas de chamada. É muito raro elas serem as primeiras, se não for um elenco todo negro”, continuou Amber.

“As histórias que eu estou lendo sobre garotas brancas usarem seu privilégio e o fato de não ‘poderem’ ser demitidas – algo que já me disseram no set, depois de eu ter minhas próprias reclamações – elas usam isso para aterrorizar suas co-estrelas. Estou falando sobre a cultura de Hollywood e como eles tratam personagens pretos, homens pretos, mulheres pretas”, disse.

“Eu não ligo pra essa coisa da Lea Michele. Não dou a mínima. Eu não quero ser questionada sobre isso. As pessoas estão morrendo. Sendo assassinadas pela polícia. Mulheres trans estão sendo assassinadas nas mãos de homens. Eu desejo o bem para a Lea Michele, espero que ela tenha uma ótima gravidez, espero que ela tenha crescido e entendido”, acrescentou.

“Eu não li o que ela escreveu, porque eu realmente não dou a mínima. Esse é meu desejo pra ela. Ela veio falar comigo, eu respondi e isso acabou ali. Eu não converso com ela há dois anos. Minha vida e o que eu falo não vai ser sobre isso. Essa vai ser a primeira e última vez que eu falo sobre isso”, finalizou Amber.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: