Ex-jurada Gabrielle Union do America’s Got Talent registra queixa de racismo nas gravações do reality

Scroll down to content

Gabrielle Union diz que foi ameaçada por presidente da NBC para que não denunciasse casos

Gabrielle Union – The America’s Got Talent season 14 kick-off

A atriz Gabrielle Union, 47, prestou queixa por discriminação racial na Justiça do estado da Califórnia ​contra os produtores e a emissora NBC, responsáveis pelo reality America’s Got Talent, na qual ela trabalhou como jurada.

Os acusados na queixa feita são as produtoras Syco, de Simon Cowell, e FremantleMedia, bem como a NBCUniversal, dona da emissora NBC.

À revista Variety, a atriz revelou que o presidente do canal, Paul Telegdy, chegou a ameaçá-la para que ela não denunciasse os casos de racismo que sofria durante as gravações.

Union foi demitida do programa em 2019 e, desde então, denúncias têm surgindo sobre o ambiente das gravações do reality. Dentre as denúncias estão casos de racismo, como críticas ao cabelo da atriz e apresentações com “blackface” aprovadas por produtores.

Um porta-voz da NBCUniversal enviou uma nota oficial à Variety, dizendo que as acusações de ameaça são falsas, e que todas as reclamações de Union foram levadas a sério. Bryan Freedman, o advogado da atriz, diz que a emissora usa um “jogo de palavras” para negar a acusação, e que a ameaça foi feita a um dos agentes de Union.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: