Netflix ganha 10 milhões de assinantes, mas ação cai 10% com previsões

Scroll down to content

Empresa chegou a 193 milhões de contas, mas prevê desaceleração de crescimento nos próximos meses da pandemia; Ted Sarandos assume como co-presidente executivo
Por Agências – Reuters

Ted Sarandos, diretor de conteúdo da Netflix

O serviço de streaming de vídeo Netflix chegou à marca de 193 milhões de assinantes no final do segundo semestre de 2020, em um crescimento de 10 milhões de novas contas em meio ao período de isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus. Os números fazem parte dos resultados financeiros da empresa para o 2º trimestre, divulgados no final da tarde desta quinta-feira, 16. 

Apesar dos bons números, porém, a empresa viu suas ações caírem 10% após o fechamento do mercado com a previsão de que vai ganhar apenas 2,5 milhões de assinantes no período entre julho e agosto deste ano. A expectativa do mercado era de que o número ficasse em torno de 5 milhões de novas contas. 

Segundo a empresa, a previsão pessimista se deve ao crescimento acima do normal no primeiro semestre, impulsionado por conta da quarentena. “As restrições levaram a um crescimento forte no início do ano”, afirmou a companhia a acionistas, “e como resultado esperamos que o segundo semestre de 2020 seja mais lento.”. 

Além da retomada econômica e reabertura em muitos países, a empresa também está vendo a concorrência aumentar – no ano passado, a Disney e a Apple lançaram seus serviços de streaming, o Disney+ e o Apple TV+. Em maio, foi a vez da Warner lançar o HBO Max, enquanto a NBC Universal colocou no ar o Peacock. Destes, apenas o Apple TV+ está disponível no Brasil por enquanto. 

Em termos financeiros, a empresa registrou lucro de US$ 720 milhões no segundo trimestre, em alta de 165% contra o mesmo período do ano passado. Já a receita subiu 25% no período entre abril e junho de 2020, saltando para US$ 6,15 bilhões. 

Empresa fez mudanças na liderança

Além disso, a empresa também anunciou uma mudança importante em sua liderança: atual chefe de conteúdo da empresa, Ted Sarandos vai se tornar co-presidente executivo, comandando a companhia ao lado do atual líder, Reed Hastings. 

É um sinal de que Sarandos, um dos nomes mais fortes da mídia atual, será o presidente executivo da empresa quando o fundador Hastings decidir deixar o posto – no mercado, havia a expectativa de que o diretor de produtos da empresa, Greg Peters, também disputasse o cargo no futuro. 

Nesta quinta-feira, Peters também se torna o diretor de operações da empresa, acumulando cargos. Em comunicado a acionistas, porém, Hastings deixou a disputa entre os dois em aberto: “eventualmente, ele precisa saber cada esquina da Netflix melhor que eu”, disse. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: