Dona de Farm e Animale define preço de IPO e vai estrear na Bolsa valendo R$ 4,7 bilhões

Scroll down to content

Por Rennan Setti

Loja da Farm em Ipanema | Marcos Ramos / Agência O Globo

O grupo carioca de moda Soma, dono das marcas Farm, Animale e Maria Filó, definiu nesta quarta-feira o preço final do seu IPO (oferta inicial de ações) e vai estrear na Bolsa valendo cerca de R$ 4,7 bilhões, segundo fontes que acompanharam a operação.  

As ações vão começar a ser negociadas no segmento Novo Mercado da B3 na sexta-feira, ao preço inicial de R$ 9,90. A operação saiu exatamente no meio do intervalo de preço indicativo na oferta, que era entre R$ 8,80 e R$ 11,00.

Segundo as fontes, a demanda sólida pelas ações permitiu que a oferta movimentasse R$ 1,8 bilhão, incluindo lotes adicional e suplementar de ações.

Algumas horas antes da oferta, a demanda declarada pelos investidores era equivalente a sete vezes o tamanho do IPO — muitos gestores pedem alocação muito maior do que realmente querem, em uma estratégia para não perderem espaço. Cerca de 35% da demanda vinham de gestores estrangeiros. 

De acordo com fontes, quatro gestoras “ancoraram” o IPO — ou seja, entraram como espécie de garantidoras de que a transação teria sucesso. Entre os “âncoras” estão as cariocas Opportunity Asset e Atmos.     

Coordenaram a oferta o Itaú BBA, o JP Morgan, o Bank of America Merrill Lynch e a XP Investimentos. 

Apelo das vendas on-line  

Com as vendas nas lojas físicas abaladas pela pandemia, o grupo tentou chamar a atenção dos investidores para o desempenho on-line na crise. A participação do varejo on-line nas vendas do grupo subiu de 14% para 22% no período de 2017 a 2019 e, durante a quarentena, se tornou praticamente sua única fonte de receita.  

No ano passado, o grupo lucrou R$ 129 milhões. No primeiro trimestre deste ano, porém, registrou um prejuízo de R$ 43,5 milhões. 

Antes da oferta, aproximadamente 83% do capital da empresa estavam nas mãos das famílias Jatahy, fundadora do Grupo Animale, além de Kátia Barros e Marcello Bastos, que criaram a Farm. Com o IPO, os sócios-fundadores terão participação reduzida para cerca de 50%. 

O maior acionista individual será Roberto Jatahy, fundador da Animale e diretor-executivo do Grupo Soma, com 16,45% das ações. Na estreia dos papéis, na sexta-feira, essa participação valerá quase R$ 780 milhões na Bolsa. Assumindo que os lotes adicional e complementar foram de fato exercidos, Jatahy também embolsou R$ 122 milhões líquidos com o IPO.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: