Youtuber sul-coreana Boki rebate acusações de que joga comida fora em vídeos

Scroll down to content

A sul-coreana Boki é conhecida por fazer o mukbang, prática na qual uma pessoa se grava comendo uma grande quantidade de comida
JOÃO PEDRO MALAR – O ESTADO DE S.PAULO

A youtuber Boki é uma mukbanger, produtora de conteúdo que se grava comendo grandes quantidades de comida Foto: YouTube / Eat with Boki

youtuber sul-coreana Boki, do canal Eat with Boki (Coma com a Boki), publicou um vídeo no domingo, 23, para rebater acusações de que ela editaria seus vídeos para não mostrar o momento em que cospe comida e dar a impressão de que ela consome grandes refeições.

As acusações surgiram nas redes sociais nos últimos dias, e dizem que a youtuber usa técnicas de edição para cortar o momento em que cuspiria a comida, ao invés de engoli-la. Boki pratica o mukbang uma tendência popular em especial no YouTube e no TikTok, em que uma pessoa se grava comendo muita comida sozinha.

O vídeo publicado por Boki tem uma hora de duração, e mostra a jovem comendo toda a comida, sem cortes na gravação. Ela ressaltou que edita os vídeos por ter uma preocupação estética com os mesmos: “a cena em que a comida fica presa na minha boca e parece suja quando eu como não é boa visualmente. Então essa parte é editada para aumentar a beleza visual”.

“Eu irei produzir mais conteúdos em vídeos valiosos como uma criadora. Desejo que todos fiquem cheios de alegria em suas vidas e casas”, disse a youtuber.

Boki possui mais de 4 milhões de inscritos em seu canal no YouTube, mas ela e outros mukbangers, como ficaram conhecidos os criadores de conteúdo que realizam a prática, também foram acusados em agosto de gravar vídeos com comidas enviadas por patrocinadores sem informar o público da exibição de conteúdo patrocinado. 

A agência de notícias sul-corena Yonhap e o site Korea Now informaram que as acusações sobre os patrocínios foram feitas por outro mukbanger, o youtuber Cham pd, em agosto e que eles acabam enganando os espectadores com a ideia de que os próprios youtubers compram as comidas que comem. Vários acusados pediram desculpas pela prática.

O mukbang surgiu em 2010, na Coreia do Sul, e ganhou popularidade em diversos países, incluindo a China, o Japão e o Vietnã. Mas além das acusações na Coreia do Sul, a prática também tem enfrentado problemas na China.

De acordo com a empresa estatal de informação CGTN, o governo chinês tem restringido o conteúdo nas redes sociais do país, como parte de uma campanha contra o desperdício de comida. Informações do veículo, confirmadas pela BBC, dizem que ao pesquisar termos ligados ao mukbang em aplicativos como o Douyin – versão chinesa do TikTok – o usuário recebe um aviso destacando a importância de não desperdiçar comida. 

Ainda segundo informações da BBC, alguns usuários chineses já estão removendo vídeos em que aparecem comendo grandes quantidades de comida. Uma mukbanger disse em entrevista que a prática é positiva, já que muitos espectadores gostam de acompanhar os vídeos e ver alguém comendo como uma forma de aliviar a solidão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: