Galaxy Z Fold 2: novo celular dobrável da Samsung custará US$ 2 mil

Scroll down to content

Fabricante diz ter reforçado o aparelho, que chama a atenção pelo novo tamanho de tela fechada
Por Giovanna Wolf – O Estado de S. Paulo

Nova geração do Z Fold ganha tela maior quando fechada

Após mais de um ano do lançamento conturbado do celular dobrável Galaxy Fold, a Samsung apresenta a nova versão do aparelho. Anunciado no começo de agosto, o Galaxy Z Fold 2, que chega ao mercado em 18 de setembro por US$ 2 mil, teve seus detalhes revelados durante evento virtual nesta terça-feira, 1. Assim como seu antecessor, o smartphone funciona como uma espécie de tablet que dobra na horizontal, mas traz melhorias no design e em recursos multitarefas, além de prometer maior resistência. 

O Galaxy Z Fold 2 tem tela de 7,6 polegadas quando aberto e, quando fechado, parece um smartphone comum, com 6,2 polegadas. À primeira vista, essa é a maior mudança: o primeiro Galaxy Fold assumia o tamanho de 4,6 polegadas quando dobrado, dimensões estranhas para quem está acostumado a manusear um smartphone tradicional. 

Outra diferença visível no design é o espaço para câmera frontal, que no Fold era como uma faixa preta. Agora no Z Fold 2 é um “buraco” na tela. A câmera frontal do Z Fold 2 é de 10 MP, enquanto a câmera traseira possui três lentes de 12 MP. É possível também tirar selfies usando as lentes traseiras, por meio de um preview na tela. 

Além de poder ser usado completamente fechado ou aberto, o Z Fold 2 também funciona no meio termo, dobrado entre 75º e 115º. A empresa fez uma séries de demonstrações de como esse modo flexível pode ser usado para posicionar o celular para fotos e também para assistir um vídeo e deixar parte da tela só para comandos, por exemplo. 

A bateria é de 4.500 mAh, com carregamento rápido. O aparelho está disponível em duas cores, bronze (uma aposta da Samsung também para a linha do Note 20) e preto, com 12 GB de memória RAM e 256 GB de armazenamento. 

Refinamento

Segundo a Samsung, o Galaxy Z Fold 2 aguenta ser dobrado 200 mil vezes em 5 anos, considerando 100 aberturas por dia. A grande expectativa em relação ao Z Fold 2 é justamente a durabilidade: no ano passado, o Fold teve sua estreia adiada depois que apresentou defeitos em suas telas, durante testes com jornalistas e influenciadores. Depois disso, a Samsung fez mudanças na estrutura do aparelho, reforçando a dobradiça e protegendo a camada plástica da tela. 

No novo celular, a empresa substitui a tela de plástico por um vidro flexível — algo que já tinha sido feito no Galaxy Z Flip, smartphone dobrável que, diferentemente da linha Fold, dobra na vertical, resgatando a ideia dos antigos celulares de flip. A estreia do Galaxy Z Fold 2 responderá se as mudanças deram certo. 

Outra coisa que a Samsung aprendeu com o Fold foi o potencial de aparelhos dobráveis para funções multitarefas, em que usuários podem acessar diferentes aplicativos ao mesmo tempo. A empresa turbinou essas capacidades no Z Fold 2, que incluem adaptações no pacote Office feitas pela própria Microsoft. Com as funções multitarefas, é possível por exemplo, responder a um e-mail olhando para a mensagem original ao lado, e arrastar uma foto direto da galeria de imagens para o corpo do e-mail. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: