Créditos finais de ‘Mulan’ acendem nova polêmica sobre o filme da Disney

Scroll down to content

Produção teve cenas rodadas em Xinjiang, província onde o governo chinês instalou campos de detenção para prender minoria muçulmana

‘Mulan’, grande aposta da Disney para 2020, tem trajetória marcada por polêmicas. Na foto, publicidade do filme em Bangcoc, na Tailândia. Foto: LILLIAN SUWANRUMPHA / AFP

Não bastasse um passado recente marcado por campanhas pró-boicote e todo o imbróglio de lançamento atrapalhado pela pandemia, surge uma nova polêmica no caminho de “Mulan”, que vem gerando críticas mais específicas à Disney.

Lançado na última sexta-feira em streaming pela plataforma Disney+, o filme apresenta em seus créditos finais alguns agradecimentos a agências governamentais da China que viabilizaram filmagens do longa na província de Xinjiang. O local é povoado majoritariamente por uma minoria muçulmana do país (os uigures), e seria palco de inúmeras violações de direitos humanos cometidas pelo governo central chinês.

Liu Yifei, atriz que interpreta a protagonista de 'Mulan', em première realizada em Hollywood, no dia 9 de março Foto: FREDERIC J. BROWN / AFP
Liu Yifei, atriz que interpreta a protagonista de ‘Mulan’, em première realizada em Hollywood, no dia 9 de março Foto: FREDERIC J. BROWN / AFP

Uma vasta investigação divulgada em 2019 e tocada por 17 veículos de imprensa internacionais, como a BBC e os jornais Le Monde e The New York Times, teve acesso a documentos que mostram que cerca de 1 milhão de uigures passaram por campos de reeducação em Xinjiang.

Os moradores afirmam ter sido submetidos a regimes de doutrinação política exaustiva, trabalho forçado e esterilização — parte de um suposto programa para suprimir as taxas de natalidade na população muçulmana. O governo central, por sua vez, afirma que os campos de detenção têm como objetivo pacificar a região e acelerar seu desenvolvimento econômico.

No total, oito entidades governamentais de Xianjiang, incluindo o departamento de segurança pública, aparecem na lista de agradecimentos dos creditos finais de “Mulan”. Assim como o departamento de publicidade do Partido Comunista Chinês responsável pela propaganda do regime na província de Xinjiang.PUBLICIDADEhttps://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

Créditos finais de 'Mulan' tecem agradecimentos a várias entidades governamentais de Xinjiang Foto: Reprodução Twitter
Créditos finais de ‘Mulan’ tecem agradecimentos a várias entidades governamentais de Xinjiang Foto: Reprodução Twitter

Importante ativista pró-democracia de Hong Kong, o jovem Joshua Wong foi ao Twitter tecer críticas aos agradecimentos da Disney ao governo chinês.

“Só piora! Agora, quando você assiste #Mulan, não só está fechando os olhos para a brutalidade policial e a injutiça racial (algo que o elenco principal defende), mas também é potencialmente cúmplice do encarceramento em massa de uigures muçulmanos. #BoicoteMulan”, escreveu Wong.

Joshua Wong, ativista pró-democracia de Hong Kong, prega boicote a 'Mulan'. Foto: JOSHUA WONG VIA TWITTER / JOSHUA WONG VIA TWITTER
Joshua Wong, ativista pró-democracia de Hong Kong, prega boicote a ‘Mulan’. Foto: JOSHUA WONG VIA TWITTER / JOSHUA WONG VIA TWITTER

Em 2019, quando algumas peças publicitárias de “Mulan” foram divulgadas, o filme já havia sido atingido por uma onda virtual de pedidos de boicote. O motivo principal passava por uma declaração da atriz Liu Yifei, que dá vida à protagonista.

Yifei, que nasceu na China e se mudou ainda jovem para os EUA, demonstrou publicamente seu apoio às forças policiais de Hong Kong durante os violentos protestos que já se prolongam por vários meses no território semiautônomo chinês.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: