Apple Watch, iPad e assinaturas: tudo o que rolou no evento da Apple

Maior empresa do mundo fez evento virtual hoje para anunciar novos produtos; relógio inteligente terá medição de nível de oxigênio no sangue, enquanto setor de serviços da empresa terá ‘streaming de atividade física’

Em evento virtual, Tim Cook, presidente executivo da Apple, apresentou as novidades

Maior empresa do mundo, a Apple realizou nesta terça-feira, 15, mais um de seus tradicionais eventos de lançamento de produtos. Costumeiramente, a empresa anuncia um novo modelo de iPhone na primeira quinzena de setembro. Mas 2020 é um ano diferente – e o aguardado smartphone da Apple só deve surgir em outubro. O que não significa que não aconteceram anúncios imporantes, com direito a novos modelos de Apple Watch e iPad, atualizações de sistema e até mesmo um novo serviço de streaming. Neste texto, reunimos as principais novidades do evento. 

Apple Watch

Vendido no Brasil por preços a partir de R$ 5,3 mil, o novo Apple Watch Series 6 é o modelo topo de linha dos relógios inteligentes da empresa. Sua principal novidade é um recurso que permite medir o nível de oxigênio no sangue dos usuários – mas também tem processador mais veloz e tela mais brilhante, duas boas notícias para quem gosta de praticar esportes ao ar livre. 

Para quem não quiser gastar tanto, outra novidade da empresa é o Apple Watch SEAqui no Brasil, ele vai custar a partir de R$ 3,8 mil. Tem especificações atualizadas, mas não traz os mesmos recursos que o Apple Watch Series 6 – uma das coisas que ficou de fora é a nova pulseira sem presilha, toda feita em silicone.  

Fitness+

Nos últimos anos, a Apple investiu bastante no setor de serviços, com streaming de música, vídeo e biblioteca de jogos. Agora, de olho em um público cada vez mais interessado em atividades físicas, a empresa anuncia o Fitness+, plataforma que terá treinos em vídeo com atualizações semanais e integração entre o iPhone e o Apple Watch. Vai custar US$ 10 ao mês, mas ainda não tem data de lançamento prevista para o Brasil – nos EUA, chega até o final do ano. 

Apple One

Ainda no setor de serviços, outra novidade bem importante da Apple é o Apple One, um pacotão de assinaturas para quem utiliza diversos serviços da empresa. Serão três modalidades: o Plano Individual, por R$ 26,50 ao mês, inclui música (Apple Music), games (Apple Arcade), séries e filmes (Apple TV+) e armazenamento na nuvem (iCloud). Já o Plano Família, por R$ 37, 90 ao mês, inclui mais espaço no iCloud – são 200 GB, contra 50 GB no plano individual. 

Uma terceira faixa, chamada de Plano Premier, estará disponível apenas em países selecionados – por US$ 30 ao mês, incluirá os serviços anteriores, bem como o Fitness+ e o News+, que reúne jornais e revistas nos Estados Unidos. 

iPad

Após completar 10 anos de existência em janeiro, o iPad viu nesta quarta-feira uma renovação de sua linha de produtos. Mais acessível, o iPad 8 é uma atualização do modelo mais simples da empresa, com preços que começam em US$ 329 nos EUA – aqui no Brasil, ele vai custar a partir de R$ 4 mil. 

Mais parrudo, mas não tanto a ponto de invadir o espaço do iPad Pro lançado no ano passado, o novo iPad Air custa a partir de R$ 7 mil no País, dependendo de configurações de armazenamento e conectividade. Tem chip atualizado (o novo A14 Bionic, que deve estar no próximo iPhone) e mudanças na parte de segurança, com um sensor de impressão digital indo para o botão lateral do aparelho. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.