Juíza dos EUA suspende decisão de Trump de banir WeChat

Aplicativo chinês não poderia ser baixado em território americano a partir deste domingo; medida havia sito determinada por Trump em meio à guerra diplomática entre Washington e Pequim
Por Agências iternacionais – O Estado de S.Paulo

Para banir apps, Trump alega questões de segurança nacional

Uma juíza dos Estados Unidos suspendeu a decisão do governo de Donald Trump de proibir downloads no território americano do WeChat, aplicativo chinês que reúne ferramentas semelhantes às do WhatsApp, do Facebook e do Instagram.  

A proibição entraria em vigor neste domingo, 20, e havia sido determinada em meio à guerra diplomática entre Estados Unidos e China. Trump alega que os aplicativos chineses WeChat e TikTok ameaçam a segurança nacional.

A decisão da juíza Laurel Beeler, de São Francisco, atendeu a um pedido feito por usuários do WeChat. Segundo ela, “o interesse do governo na segurança nacional certamente é significativo. Mas, embora o governo tenha estabelecido que as atividades da China levantam preocupações de segurança nacional significativas, ele apresentou escassas evidências de que o banimento do WeChat para todos os usuários dos EUA resolveria a questão”.

O WeChat tem cerca de 19 milhões de usuários ativos diários nos Estados Unidos, segundo dados da empresa Apptopia do início de agosto. Ele é popular entre estudantes chineses, americanos que vivem na China e alguns americanos que têm relacionamentos pessoais e corporativos com chineses. 

O TikTok, outro aplicativo chinês que seria proibido a partir deste domingo nos EUA, também conseguiu adiar o banimento. Ontem, Trump afirmou ter aprovado um acordo para a Oracle comprar uma participação minoritária do TikTok, de acordo com a agência de notícias Bloomberg. “Eu dei minha bênção ao negócio. Se eles conseguirem, é ótimo. Se não o fizerem, tudo bem também”, disse Trump a jornalistas. “Eu aprovei o conceito do acordo ”.

O negócio entre as empresas é uma resposta a um decreto do presidente assinado no início de agosto, que proibiu transações no país com os proprietários chineses do TikTok. O governo americano deu o prazo de 12 de novembro para a ByteDance, dona do app, firmar um acordo para a venda de suas operações nos EUA. A nova empresa se chamará TikTok Global, afirmou Trump. 

A Bytedance deverá manter a maioria dos ativos da TikTok e o controle sobre o algoritmo do app. A gigante de softwares Oracle e outros investidores americanos assumirão participações minoritárias. O negócio, porém, ainda depende da aprovação do governo chinês.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.