Microsoft compra Bethesda, de jogos como Doom e Quake, por US$ 7,5 bi

A aquisição dá à Microsoft acesso a uma série de franquias de jogos de sucesso, como Doom e Fallout

A aquisição é uma das mais notáveis ​​da história da Microsoft na história de videogames

Microsoft anunciou nesta segunda-feira, 21, que vai comprar a ZeniMax, dona da produtora de games Bethesda Softworks, que possui títulos como Doom, Quake e Fallout. De acordo com a empresa, a aquisição custará US$ 7,5 bilhões. A aquisição dá à Microsoft acesso a uma série de franquias de jogos de sucesso, bem como a oito estúdios diferentes de jogos. “Com a Bethesda, a Microsoft crescerá de 15 para 23 equipes de estúdio criativo e adicionará as franquias icônicas da Bethesda ao Xbox Game Pass”, disse a Microsoft, em referência ao seu serviço de assinatura de biblioteca de jogos.

Segundo a empresa, o plano é trazer para o Xbox Game Pass os futuros jogos da Bethesda, como o Starfield, no mesmo dia em que forem lançados no mercado. Trata-se de uma das aquisições mais notáveis ​​da história da Microsoft no ramo dos games. Em 2014, a empresa comprou a Mojang, o estúdio por trás do Minecraft, por US$ 2,5 bilhões.

A Microsoft disse que o negócio com a ZeniMax será fechado no segundo semestre do ano fiscal de 2021 e terá um impacto mínimo no lucro operacional ajustado nos anos fiscais de 2021 e 2022. Ao todo, 2,3 mil pessoas trabalham hoje nos estúdios da Bethesda em todo o mundo. Por enquanto, todos os jogos da Bethesda que foram anunciados para os rivais PlayStation e Nintendo Switch seguem de pé, sem nenhuma alteração – segundo analistas, a estratégia da Microsoft pode ser de continuar vendendo os jogos para os consoles concorrentes, mas dando prioridade para seu ecossistema, com lançamento antecipado ou então a inclusão dentro do Game Pass. 

A aquisição é anunciada semanas antes de lançamentos importantes da Microsoft na área de games. A empresa confirmou neste mês que o lançamento do Xbox Series S e Xbox Series X vai acontecer no próximo dia 10 de novembro, ao menos nos EUA. O primeiro modelo não tem leitor de mídia física, mas custará US$ 299, enquanto o Series X sairá pelos mesmos US$ 499 nos EUA. Os novos modelos do Xbox não têm preço nem data prevista para chegar ao Brasil. 

O setor de games tem se beneficiado devido à forte demanda de jogadores isolados durante a pandemia de covid-19, e a Microsoft aposta em oferecer aos usuários diferentes maneiras de jogar por meio de seu serviço de nuvem e consoles com preços diferentes.

A negociação foi recebida com surpresa no mercado, mas animou os analistas. “Com 15 milhões de assinantes no Game Pass, a Microsoft dobra sua aposta com essa aquisição, uma movimentação esperta e estratégica, logo antes de lançar seu novo console”, afirmou o analista Dan Ives, da corretora Wedbush Securities, em nota a investidores. O anúncio também foi visto como um sinal de força da Microsoft, dias após ter sua oferta de aquisição de parte do aplicativo TikTok negado. “Com essa aquisição, Nadella mostra que sua empresa segue de olho no mercado consumidor, não só focando na área empresarial”, disse Ives. /COM REUTERS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.