‘Nomadland’, vencedor do Leão de Ouro e dirigido por Chloé Zhao, é um passeio pela paisagem humana

Drama com Frances McDormand prossegue no estilo da diretora de colar a realidade à ficção, com personagens saídos da vida e interpretados por atores não profissionais
Mariane Morisawa – O Estado de S.Paulo

Frances McDormand. Atriz vive Fern, mulher que cai na estrada depois de perder o marido, o emprego e a cidade onde morava, destruída pela crise de 2008 Foto: COR CORDIUM PRODUCTIONS

Foi num Festival de Toronto, três anos atrás, que Frances McDormand assistiu a Domando o Destino, da cineasta chinesa radicada no EUA Chloé Zhao. “Quem diabos é Chloé Zhao?”, perguntou. A atriz não é de ficar esperando, ela faz acontecer. Poucos meses depois, tinha se encontrado com a diretora. O resultado é Nomadland, que foi o mais bem votado pelo público no Festival de Toronto depois de levar o Leão de Ouro em Veneza. O filme está cotadíssimo para o Oscar, e Frances pode concorrer pela sexta vez – ela ganhou em 1996, por Fargo, e 2017, por Três Anúncios para um Crime

Em Nomadland, Zhao prossegue em seu estilo de colar a realidade à ficção, com personagens saídos da vida e interpretados por atores não profissionais, com a paisagem americana por testemunha. Seu primeiro longa, Songs My Brothers Taught Me (2015), mostrava a relação entre irmãos numa reserva indígena na Dakota do Sul. 

Domando o Destino contava a história de um caubói da mesma reserva tendo de se reinventar depois de sofrer um acidente grave num rodeio e era estrelado por Brady Jandreau, em quem a trama se baseava. Nomadland é inspirado no livro de não-ficção de mesmo nome, de Jessica Bruder, sobre nômades nos Estados Unidos – mais especificamente baby boomers que vivem em vans e transitam pelo país. 

McDormand, a primeira atriz profissional com quem Zhao trabalha junto com David Strathairn, faz a personagem Fern, que cai na estrada depois de perder o marido, o emprego e a cidade onde morava, destruída pela crise de 2008. Fern interage com nômades de verdade. Ao todo, foram cinco meses de filmagem intercalados de acordo com o clima em cinco Estados americanos diferentes. “Simplesmente estávamos presentes nas vidas de outras pessoas, tentando não ser uma força de disrupção”, disse McDormand em coletiva durante o Festival de Veneza. Segundo a diretora, foi fácil convencer Linda May, Swankie e Bob Wells a participar do filme. “No início, ficaram surpresos de querermos contar suas histórias. ‘Não somos ninguém’, diziam. E falamos que eles, sim, é que eram interessantes. E Frances os tratou como se fossem eles as estrelas de cinema. Então não foi difícil.”

A atriz sentiu que sua imersão no mundo dos nômades estava dando certo quando recebeu um formulário de emprego numa loja Target, no Nebraska. “Eu cheguei para Chloé e falei que estava funcionando!”, contou. Ela também trabalhou em uma fazenda de beterraba e num centro de distribuição da Amazon – fontes de trabalho temporário para quem mora na estrada. “Não queria discutir a precariedade desses empregos porque, apesar de serem difíceis, ao menos são um trabalho. Então, podemos nos livrar deles, mas, enquanto sociedade, o que vamos oferecer em troca? A questão é muito maior”, disse Chloé Zhao.

McDormand, que, no geral, interpretou mulheres americanas da classe trabalhadora, tem a mesma origem de Fern. “A diferença é que deixei esse mundo para trás aos 17. O que teria sido se eu não tivesse tido a oportunidade de ir para a faculdade e fazer pós-graduação? E se eu não tivesse tido a oportunidade de ser parceira de um cônjuge que acreditou em meu potencial e me ajudou a realizar meus sonhos? E se eu não tivesse conhecido meu filho e tivesse a oportunidade de me tornar um ser humano mais completo? E se eu nunca tivesse visto Domando o Destino e conhecido Chloé Zhao? E se eu tivesse me olhado no espelho e não conseguido me reconhecer como a mulher que está sendo representada em revistas de moda e filmes? E se isso tivesse me impedido? São muitos ‘e se’, mas parte do sonho americano que consegui realizar foi trabalhar com pessoas como Chloé Zhao.”

A cineasta afirmou que não fez o filme para ensinar nada a ninguém. “Queremos comunicar e fazer você sentir algo”, disse. “É uma história que todos podem apreciar, não importa em que acreditam ou que partido político apoiam. É sobre conexão humana.” Nomadland, afinal, é um grande passeio pela paisagem humana e física dos Estados Unidos. E McDormand, que teve seu rosto comparado ao de um parque nacional, é a guia perfeita.

Canberk Uregel for L’Officiel Turkey with Jessica Campos

Photographer: Canberk Uregel. Fashion Stylist: Dilara Yilmaz. Hair: Tolga Oguzhan. Makeup: Mustafa Isik. Photography Assistant: Egemen Pirlant. Styling Assistant: Züleyha Koltuk. Makeup Assistant: Kerem Isik. Model: Jéssica Campos.

Maria Grazia Chiuri on the Spring-Summer 2021 Collection

“Reinterpretar a silhueta Dior de um novo ponto de vista”, foi a missão criativa de Maria Grazia Chiuri para a coleção Primavera-Verão 2021, trazendo uma sensação de conforto para a mulher de hoje por meio de uma releitura da jaqueta Dior Paletot, uma espécie de curativo vestido baseado em uma peça desenhada por Monsieur Dior para um show no Japão em 1967. Como nosso Diretor Criativo das coleções femininas da Dior explica neste vídeo, “elementos de várias culturas se juntam” em uma colagem, também prestando homenagem a mulheres inspiradoras que vão desde Virginia Woolf à estilista italiana Nanni Strada e à compositora Lucia Marcucci, que criaram uma peça para o desfile.
Música de Massimo Mariani & Cristian Labelli.

TÍSCAR ESPADAS Fall/Winter 2020

Kamil Szajder, Kazim Haidry, Hugo Kaszycki and Nick Oliveiras captured by Clara Giaminardi for the “Capitulo II” collection by the Andalusian fashion designer and artist Tíscar Espadas.

Tíscar fundou o estúdio em 2019, após sua graduação no The Royal College of Art, MA Menswear, premiada com a bolsa Burberry.
Em junho de 2020 foi apresentado o “primeiro ato CAPITULO II” no âmbito da London Fashion Week, apresentando a marca de forma digital, devido à pandemia. Suas roupas e pinturas foram exibidas em diversos museus e galerias no Reino Unido, Espanha, Japão, entre outros. Suas peças podem ser encontradas em uma seleta lista de lojas em diversas partes do mundo.
No estúdio Tiscar Espadas, a roupa é o eixo de conexão de uma linguagem muito mais ampla e diversa, onde a colaboração (com outros artistas, disciplinas e artesãos) se combina para criar uma linguagem completa e completa. Autenticidade espanhola crua, o olho do artesão para os detalhes e a liberdade de vestir estão presentes em cada look, caracterizando o design de Tiscar Espada. A marca respira que a moda ultrapassa as fronteiras do vestuário e se reflete em cada parte de nossas vidas e universo pessoal.
As vestimentas são feitas a partir de uma combinação de exploração e construção técnica. Incorporando a delicadeza dos detalhes, cuidado com o material e com o que acidentalmente se encontra ao longo do caminho de confecção. Cada peça de roupa é única, realçando sinais do complexo artesanato manual. Feito em quantidades limitadas na Espanha e no Reino Unido.

@tiscarespadas

Credits
Photographer: Clara Giaminardi
Stylist: Ola Ebiti
Grooming: Emily Porter
Models: Kamil Szajder, Kazim Haidry, Hugo Kaszycki, Nick Oliveira

AMI Alexandre Matiussi | Spring Summer 2021 | Full Show

AMI Paris | Spring Summer 2021 by Alexandre Mattiussi | Full Fashion Show in High Definition. (Widescreen – Exclusive Video/1080p – PFW/Paris Fashion Week)

Gavin Harrison – Robot Juice
Jason Pedder – Office Robot
Bob Bradley – Androids

Roland TR-6S Rhythm Performer Overview

O Roland TR-6S Rhythm Performer é composto por seis faixas de sequenciamento de bateria avançada que apresenta os sons de ritmo mais icônicos da história da música – tudo em uma caixa alimentada por bateria que cabe em qualquer lugar. Com o familiar sequenciador de passos, além de faders e botões dedicados, é fácil criar batidas personalizadas com controle visceral e prático.

Neste vídeo, David Åhlund demonstra a biblioteca de sons profundos do TR-6S e seus poderosos recursos de sequenciamento, cobrindo o básico para você começar, bem como um vislumbre de dicas e truques avançados.

00:00 Introduction 00:34 ACB (Analog Circuit Behavior) 01:17 Sample Import 01:26 FM Synthesis 01:38 Sequencer 02:19 Control Parameters 02:45 Motion Recording 04:10 FX 05:10 Last Step 05:44 Step Loop

Sobre o Roland TR-6S…

O TR-6S está repleto de recriações autênticas do Analog Circuit Behavior (ACB) das lendárias baterias eletrônicas Roland – 808, 909, 707 e 606 – para quando você precisar daquele som clássico que define o gênero. Misture e combine esses sons com samples predefinidos ou personalizados e tons FM futuristas, criando kits híbridos exóticos que refletem seu gosto e estilo únicos.

Os recursos de sequenciamento avançados permitem que você programe seus sons de bateria em tempo real com o modo sequenciador de etapas TR-REC clássico ou toque em batidas em tempo real com o modo INST-REC. Em seguida, aumente o ritmo com subpasso, corte o padrão com loop de etapas ou crie alterações de parâmetro de deslocamento com gravação de movimento.

Obtenha tudo isso e muito mais em uma bateria eletrônica compacta e portátil. Faça batidas em qualquer lugar – sempre que a inspiração bater!

Ralph & Russo | Spring Summer 2021 | Digital

Ralph & Russo | Spring Summer 2021 by Tamara Ralph | Digital Show in High Definition. (Widescreen – Exclusive Video/1080p – PFW/Paris Fashion Week)

Andrew Gn | Spring Summer 2021 | Digital

Andrew Gn | Spring Summer 2021 | Digital Show in High Definition. (Widescreen – Exclusive Video/1080p – PFW/Paris Fashion Week)

Monster Hunter | Primeiro teaser traz Milla Jovovich enfrentando Diablos

Filme teve estreia adiantada para dezembro de 2020
NICOLAOS GARÓFALO

Monster Hunter, longa estrelado por Milla Jovovich que adaptará a franquia de games, teve seu primeiro teaser revelado. Na prévia, a protagonista se depara com um diablos – confira abaixo.

Além disso, o vídeo oficializou o adiantamento da estreia. Antes previsto para chegar em abril de 2021, o longa agora deve entrar em cartaz em dezembro de 2020.

Leia a sinopse oficial do filme: “por trás de nosso mundo há outro: um mundo de perigos e poderosos monstros que comandam seus domínios com ferocidade mortal. Quando uma tempestade de areia inesperada transporta a Tenente Artemis (Milla Jovovich) e sua unidade (TI HarrisMeagan GoodDiego Boneta) para um novo mundo, os soldados ficam chocados ao descobrir que esse ambiente hostil e desconhecido é lar de enormes e horrendos monstros imunes ao seu poder de fogo.

Em sua desesperada batalha pela sobrevivência, a unidade encontra o misterioso Hunter (Tony Jaa), cujas habilidades únicas o permitem ficar um passo à frente das poderosas criaturas. Enquanto Artemis e Hunter lentamente constroem sua confiança, ela descobre que ele é parte de um time liderado pelo Almirante (Ron Perlman). Encarando um perigo tão grande que poderia ameaçar destruir seu mundo, os bravos guerreiros combinam suas habilidades únicas para se unir pelo combate definitivo.

Monster Hunter é uma franquia de RPGs da Capcom que começou no PlayStation 2 e se passa em um universo no qual existem vários monstros para serem caçados ou capturados. O jogo gerou derivados como animes, mangás, jogos de cartas e quadrinhos.

Com orçamento de US$ 60 milhões, o longa tem direção de Paul W.S. Anderson.