Serviço de streaming Quibi encerra operações seis meses após lançamento

A empresa afirmou que não foi possível atravessar a pandemia com sucesso e que, apesar do esforço, a ideia do streaming não era forte o suficiente para manter o negócio

O Quibi estreou em abril deste ano, com a proposta de trazer diferentes formatos de entretenimento para a tela do smartphone 

Foi uma história curta: depois de apenas seis meses do início de sua operação, o serviço de streaming Quibi vai fechar suas portas. A informação foi veiculada pelo jornal americano The Wall Street Journal nesta quarta-feira, 21, e posteriormente confirmada pela empresa. 

Segundo o Quibi, o serviço, que funcionava nos Estados Unidos e no Canadá, não prosperou porque “a ideia em si não era forte o suficiente para justificar um serviço de streaming indepente ou então por causa do nosso timing“. Em uma carta aberta publicada nesta quarta, a empresa reconhece os esforços de seus funcionários de tentar inovar no cenário de streaming, mas reconhece que não foi possível atravessar a pandemia com sucesso. 

“Sentimos que esgotamos todas as nossas opções. Como resultado, chegamos com relutância à difícil decisão de encerrar o negócio, devolver dinheiro aos nossos acionistas e dizer adeus aos nossos colegas com elegância”, afirma a empresa no comunicado.

Lançado em abril deste ano nos Estados Unidos e Canadá, o Quibi era um serviço de streaming de entretenimento que tinha a intenção de ser a “TV dos smartphones”. Com nomes estrelados, como Kevin HartJennifer Lopez e Steven Spielberg, a empresa apostou em um modelo exclusivamente pago de serviço, focado na experiência do usuário — os conteúdos, por exemplo, poderiam ser assistidos com o celular na vertical ou na horizontal, com produções diferentes da mesma série ou show.

No primeiro mês, a ideia de Jeffrey Katzenberg (fundador da Dreamworks) e Meg Whitman (ex-presidente executiva da HP) foi um sucesso: cerca de 1,7 milhão de pessoas baixaram o novo aplicativo de streaming de entretenimento Quibi durante sua primeira semana no mercado. Mas, ao término do período de teste grátis, aproximadamente 90% dos usuários que baixaram o aplicativo encerraram suas contas, ou seja, não pagaram para continuar com o serviço, segundo a consultoria Sensor Tower

De acordo com o site americano The Verge, a empresa ainda tentou vender a plataforma e seus conteúdos para outras empresas que trabalham com entretenimento, como WarnerApple, NBCUniversal e Facebook, mas não conseguiu chegar a um acordo com nenhuma delas. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.