Os MELHORES Momentos SNL de Adele – Incluindo uma Atualização em Seu Álbum!

Adele apresentou ‘Saturday Night Live’ e embora ela não fosse a convidada musical do episódio, ela ainda deu aos telespectadores um lembrete de seus vocais poderosos. O ícone pop alegremente foi ao palco do estúdio 8H para seu monólogo e usou o tempo para responder a algumas das questões mais urgentes de Adele na internet. ‘Saturday Night Live’ vai ao ar na NBC.

Entre os dois ‘Borat’, sensibilidade a piadas com outras culturas e países mudou

Cartaz de “Borat 2” na Quinta Avenida: dessa vez, não foi só no Cazaquistão que não acharam graça das menções ao país Crédito: Timothy A. Clary / AFP

A família de uma sobrevivente do Holocausto resolveu processar a Amazon e os produtores do filme “Borat 2”. Ela morreu antes do lançamento do filme. Os parentes afirmam que Judith Dim Evans aceitou ser entrevistada pelo personagem encarnado pelo comediante britântico Sacha Baron Cohen por acreditar que se tratava de uma produção séria.

Foi por balançar a linha entre a sátira e a realidade que Cohen fez sucesso no primeiro “Borat”, em que o fictício repórter do Cazaquistão dizia a feministas reais que mulheres tinham o cérebro menor do que o de um homem. Os preconceitos ultrajantes eram demonstrados também por uma série de piadas sobre o Cazaquistão, o que fez a ditadura cazaqui até pagar campanhas publicitárias com o intuito de desfazer o que considerou uma difamação realizada pelo falso documentário.

Isso foi há 13 anos, e a controvérsia ajudou o primeiro filme. Mas a sensibilidade a piadas com etnias e culturas mudou. O risco é de “Borat” ser considerado aquilo que Cohen pretende expor nos seus alvos, como os presidentes do Brasil, Jair Bolsonaro, dos Estados Unidos, Donald Trump, e Rudolph Giuliani, ex-prefeito de Nova York (advogado de Trump, Giuliani é ridicularizado no “Borat 2”). Nas redes, acusa-se Cohen de preconceito contra o Cazaquistão. “Blackface asiático” foi uma das expressões usadas no Twitter.

A acusação tem menos chances de se tornar uma piada do que as queixas do governo cazaqui em 2007 porque sustenta outra, feita pelos críticos do ativismo identitário: a de que atos de preconceito têm pesos e medidas diferentes, dependendo do lado político em que estão. Como disse no Twitter Nassim Nicholas Taleb, um guru do mundo das finanças orgulhoso de sua ascendência asiática: “‘Borat’ é provavelmente o filme mais racista da história, degradando abertamente o povo do Cazaquistão”, escreveu. “Muitos são ‘cancelados’ pelo uso errado de certas palavras fora do contexto. Sacha Baron Cohen e os autores ganharam um passe livre da ‘esquerda’ porque ele ataca Giuliani?” [Gustavo Alves]

Lulu et Gigi | Fall Winter 2020/2021 | Full Show

Lulu et Gigi | Fall Winter 2020/2021 | Full Fashion Show in High Definition. (Widescreen – Exclusive Video/1080p – Art Hearts Fashion/New York Fashion Week)

Alex Arcoleo – Impala/Ghost/Ok

Uma olhada na nova sede da High Alpha em Indianápolis, Indiana

O estúdio de empreendimento B2B SaaS High Alpha contratou recentemente o estúdio de design arquitetônico DKGR Architects para projetar sua nova sede em Indianápolis, Indiana.

high-alpha-indianapolis-office-3
Staircase/ communal space

“A nova sede incorpora o espírito da High Alpha para criatividade, inovação, colaboração, flexibilidade e hospitalidade, ao mesmo tempo que cimenta a presença nacional do Venture Studio e seu compromisso em aprimorar o ecossistema de tecnologia em Indianápolis.

O projeto é composto por 40.000 pés quadrados de espaço para escritórios no terceiro, quarto e quinto andares do edifício. O coração da nova sede é o centro social do quarto andar, com bar de hospitalidade, áreas de coworking, display wall e escada para eventos conectando-se ao Sky Deck externo do quinto andar ”, disse DKGR Architects.

  • Location: Indianapolis, Indiana
  • Date completed: 2020
  • Size: 40,000 square feet
  • Design: DKGR Architects
dkgr-office
Reception
high-alpha-indianapolis-office-1
Staircase/ communal space
high-alpha-indianapolis-office-2
Staircase/ communal space
high-alpha-indianapolis-office-4
Conference room
high-alpha-indianapolis-office-9
Conference room
high-alpha-indianapolis-office-5
Corridor
high-alpha-indianapolis-office-8
Social hub
high-alpha-indianapolis-office-11
Lounge
high-alpha-indianapolis-office-6
Corridor
high-alpha-indianapolis-office-7
Outdoor garden

Naulover | Fall Winter 2020/2021 | Full Show

Naulover | Fall Winter 2020/2021 | Full Fashion Show in High Definition. (Widescreen – Exclusive Video/1080p – 080 Barcelona Fashion)

Martin Felix Kaczmarski – Strung Along/Luminous Twilight/Be Brave

Mario Principe Exclusively for Fashion Editorials with Natalia Kaczorowska

Photographer: Mario Principe. Makeup Artist: Raquel Soeiro. Photography Assistant: Rodrigo Lopes. Model: Natalia Kaczorowska at We Are Models.

Anastasia Beverly Hills Lipstick Palette N13 Mac Madly Magenta
Illamasqua in Gold White from Grimas
Charlotte Tilbury Light Wonder n1,5 Powder Makeup Forever and Bronzer Givenchy

Invocação do Mal 3 | Documentário da franquia mostra bastidores do novo filme

Ed e Lorraine Warren retornam em junho de 2021
ARTHUR ELOI

Warner Bros. lançou hoje (26) um mini-documentário sobre a franquia Invocação do Mal que, além de mostrar as várias etapas da criação de James Wan, também revela os bastidores de algumas cenas do vindouro Invocação do Mal 3: A Ordem do Demônio. Veja o especial completo acima (a parte do terceiro filme começa a partir de 29:40s).

Baseada em uma história real, a trama acompanhará Ed (Patrick Wilson) e Lorraine Warren (Vera Farmiga) atuando ao lado da lei no primeiro caso de possessão demoníaca a ser levado ao tribunal dos Estados Unidos. O roteiro de David Leslie Johnson-McGoldrick, a produção é de James Wan e direção de Michael Chaves (A Maldição da Chorona).

A estreia de Invocação do Mal 3: A Ordem do Demônio estava inicialmente prevista para 2020 mas, por conta da pandemia do coronavírus, foi adiada para 4 de junho de 2021.

Grupo Soma, dono da Animale e da Farm, fecha acordo para compra da byNV da influenciadora digital Nati Vozza por até R$ 210 milhões

Parte do valor da operação com a marca criada pela influenciadora digital Nati Vozza será paga em dinheiro e outra parte em ações; negócio ainda depende da aprovação do Cade
Matheus Piovesana, O Estado de S.Paulo

Grupo Soma é dono das grifes Farm, Animale e Maria Filó, entre outras Foto: Farm/Divulgação

Grupo Soma, dono da Animale e da Farm, fechou acordo para comparar a NV Comércio de Roupas, que atua no varejo físico e online e também no segmento de atacado, por um valor que pode chegar a R$ 210 milhões, de acordo com fato relevante publicado nesta segunda-feira, 26.

A empresa, que atua sob a marca byNV e foi criada em 2009 pela influenciadora digital Nati Vozza, tem como sócio, além dela, Antônio Carlos Junqueira e Beatriz Junqueira. O Soma pagará parte do valor da operação em dinheiro e outra parte em ações, o que significa que os três passarão a ser sócios do grupo.

Além disso, a depender do cumprimento de determinadas metas de negócio, podem receber um valor adicional em dinheiro em 2026.

O preço de R$ 210 milhões pode sofrer alterações. Isso porque o valor de compra será um múltiplo de 7 vezes o Ebitda (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) dos 12 meses encerrados em 30 de junho deste ano, menos a dívida líquida combinada da NV. Nesse intervalo, de acordo com os valores apurados até hoje, o Ebitda das marcas foi de R$ 30 milhões e a dívida líquida era zero.

Após o anúncio do negócio, as ações do Soma, que abriu capital em julho deste ano, passaram a ter forte alta e, às 14h40, subiam 10,91%.

Segundo o Soma, a compra faz parte de sua estratégia de expandir o portfólio de marcas, ampliando a oferta de produtos de forma complementar. O grupo afirma que, nascida na internet e com resultados consistentes mesmo durante a pandemia, a NV traz uma “oportunidade de complementar o portfólio de marcas da Companhia, de forma a impulsionar o seu crescimento por meio de ferramentas tecnológicas, expansão de lojas físicas e ampliação do canal de atacado”.

Hoje, a NV tem cinco lojas físicas próprias, um site de e-commerce sob a marca byNV e vendas no atacado, através de um showroom próprio. Natalia e Junqueira continuarão à frente da marca, atuando em postos executivos, no que, segundo o Soma, garantirá a manutenção das características da NV. Modelo parecido foi adotado pela Arezzo na compra da Reserva, anunciada na última sexta-feira, 23.

A operação depende da aprovação por parte do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e de outras condições.

Galaxy Z Fold 2 chega ao Brasil por R$ 14 mil

O preço alto segue a tendência do lançamento do primeiro smartphone dobrável da Samsung, o Galaxy Fold, que foi anunciado em janeiro no Brasil por R$ 13 mil

O novo celular dobrável da Samsung chegou ao mercado brasileiro. A empresa anunciou nesta segunda-feira, 26, que o Galaxy Z Fold 2 será vendido no País por R$ 14 mil — o aparelho já está disponível na pré-venda e as vendas oficiais começam no dia 13 de novembro. 

O preço alto segue a tendência do lançamento do primeiro smartphone dobrável da Samsung, o Galaxy Fold, que foi anunciado em janeiro no Brasil por R$ 13 mil. O Galaxy Z Fold 2 chegou ao mercado americano em setembro por US$ 2 mil. 

Na pré-venda, quem comprar um Galaxy Z Fold 2 levará o fone de ouvido sem fio Galaxy Buds Live e o relógio Galaxy Watch 3 no pacote.

Assim como seu antecessor, o Galaxy Z Fold 2 funciona como uma espécie de tablet que dobra na horizontal, mas o novo modelo traz melhorias no design e em recursos multitarefas, além de prometer maior resistência. O aparelho também traz a tecnologia 5G. 

O Galaxy Z Fold 2 tem tela de 7,6 polegadas quando aberto e, quando fechado, parece um smartphone comum, com 6,2 polegadas. À primeira vista, essa é a maior mudança: o primeiro Galaxy Fold assumia o tamanho de 4,6 polegadas quando dobrado, dimensões estranhas para quem está acostumado a manusear um smartphone tradicional. Outra diferença visível no design é o espaço para câmera frontal, que no Fold era como uma faixa preta. Agora no Z Fold 2 é um “buraco” na tela. 

A câmera frontal do Z Fold 2 é de 10 MP, enquanto a câmera traseira possui três lentes de 12 MP. É possível também tirar selfies usando as lentes traseiras, por meio de um preview na tela. 

Além de poder ser usado completamente fechado ou aberto, o Z Fold 2 também funciona no meio termo, dobrado entre 75º e 115º. Esse modo flexível pode ser usado para posicionar o celular para fotos e também para assistir um vídeo e deixar parte da tela só para comandos, por exemplo. 

A bateria é de 4.500 mAh, com carregamento rápido. O aparelho está disponível em duas cores, bronze (uma aposta da Samsung também para a linha do Note 20) e preto, com 12 GB de memória RAM e 256 GB de armazenamento.