Sean Connery, intérprete de James Bond, morre aos 90 anos

Ícone do cinema e vencedor de um Oscar, Sean Connery se consagrou no papel do agente secreto 007

Sean Connery, o carismático James Bond, morre aos 90 anos

O ator escocês Sean Connery morreu aos 90 anos. O anúncio foi feito na manhã deste sábado, 31, pela família do ator à BBC. Ícone do cinema e mais conhecido pelo papel do agente James BondSean Connery morreu enquanto dormia, durante uma estadia em Nassau, nas Bahamas. De acordo com a BBC, o ator enfrentava problemas de saúde havia algum tempo. Ele celebrou o último aniversário em agosto.

“É um dia triste para todos que conheciam e amavam meu pai e uma perda para todas as pessoas ao redor do mundo que admiravam o dom maravilhoso que ele tinha como ator”, disse o filho do ator, Jason Connery. Segundo ele, o pai morreu na presença de familiares.

Connery foi o primeiro a interpretar o icônico agente 007 nos cinemas e fez parte de sete filmes da franquia. Ele foi vencedor de um Oscar de melhor ator coadjuvante em 1988 pelo filme Os Intocáveis. O ator também venceu dois Baftas e três Globos de Ouro. 

Sean Connery foi criado em uma região pobre de Edimburgo e trabalhou como polidor de caixões, leiteiro e salva-vidas antes de a prática de musculação, um de seus hobbies, ajudá-lo a iniciar a carreira na atuação que o transformou em uma das maiores estrelas do mundo. Ele será lembrado como o primerio agente 007, criado pelo escritor Ian Fleming e imortalizado por Connery em uma série de filmes que teve início em 1962, com 007 contra o Satânico Dr. No.

Na pele do agente secreto, seu jeito cortez e humor irônico ao despistar vilões e conquistar bonitas mulheres formavam uma espécie de máscara que escondia um lado mais escuro e violento. Sua interpretação estabeleceu um alto padrão para os atores que o sucederam no papel.

Apesar de se apresentar nos filmes com a clássica frase “Bond, James Bond”, Connery não era feliz por ser definido por esse papel e chegou a dizer que “odiava aquele maldito James Bond”. Alto e bonito, com uma voz rouca que combinava com uma personalidade às vezes difícil, Connery interpretou uma série de papéis famosos em filmes como Marnie (1964), de Alfred Hitchcock, O Vento e o Leão (1975), Highlander (1986), Indiana Jones e a Última Cruzada (1989) e A Caçada ao Outubro Vermelho (1990).

Fãs do cinema alternativo vão lembrar dele como Zed, o “Exterminador Brutal” no filme de fantasia épica Zardoz (1974), do diretor John Boorman. Connery se aposentou após uma série de desentendimentos com o diretor de seu último filme, A Liga Extraordinária, em 2003.  “Eu cansei de lidar com idiotas”, disse ele.

Connery era um grande apoiador da independência da Escócia e tatuou as palavras “Escócia para sempre” no braço quando serviu à Marinha britânica. Nos anos 2000, aos 69 anos, foi condecorado pela rainha Elizabeth II e recebeu o título da ordem da cavalaria vestindo trajes típicos do país. Com esse reconhecimendo da rainha, ganhou o título de sir. /Com informações da REUTERS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.