Antes da vacina, os cálculos para a retomada

Gravações da série ‘This is us’ (Foto: Divulgação)

As restrições impostas pela pandemia na produção audiovisual em 2020 vão ficar mais evidentes nos próximos meses. É quando os catálogos do streaming tendem a minguar. As reprises podem se estabelecer por mais tempo nas grades das televisões aberta e fechada. Não tem escapatória. Mesmo nos EUA, onde a vacinação já começou, a retomada segue em discussão. Aqui, sem sequer um plano de imunização, a incerteza é imensa.

O Variety.com publicou uma reportagem sobre o futuro das gravações em Los Angeles. “Os números da Covid-19, terríveis, forçam Hollywood a atrasar a maioria dos programas de televisão gravados na cidade. Os grandes estúdios — CBS TV, Warner Bros, Universal e Netflix — estão tentando voltar ao trabalho em meados de janeiro. É que os catálogos estão vazios e há muito dinheiro em jogo”, diz um produtor, que não se identifica. Ele continua: “De alguma forma, nós nos convencemos de que podemos fazer isso com segurança. Mas será?”, preocupa-se, com razão.

De março para cá, mil protocolos viraram costume para quem trabalha no ramo. Testagens do elenco e da equipe, uso de máscaras, limpeza constante e litros de álcool gel espalhados pelos estúdios se tornaram rotina. Além disso, quem faz parte dos grupos de risco foi afastado. Muitas dessas pessoas aprenderam a gravar remotamente. Tantos meses depois do início da pandemia, a indústria do entretenimento teve tempo de refinar essas práticas. Até a chegada da vacina, será sempre um risco calculado. Mas uma coisa é certa: os programas inéditos vão rarear. [PATRÍCIA KOGUT]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.