iFixit destrincha os AirPods Max e os compara com rivais

Como de praxe, sempre que um novo produto da Apple chega ao mercado, a iFixit vai lá e coloca suas mãos (ou melhor, ferramentas) sobre eles. A última novidade, como sabemos, são os AirPods Max, novos fones de ouvido sem fio over-the-ear da Maçã.

Embora tenha demorado um pouco muito para divulgar o desmonte completo dos AirPods Max (tudo começou ainda em 2020 — antes do Natal — mas só foi concluído agora), a iFixit — não surpreendentemente — analisou minuciosamente cada detalhe dos novos fones e, ainda, os comparou com dois grandes concorrentes: o Bose NC 700 e o Sony WH-1000XM4.

Exterior

Por fora, os AirPods Max são uma “bela peça de engenharia”, segundo a iFixit. À parte do acabamento em alumínio anodizado e tecido telado e respirável, os fones de ouvido apresentam algumas peças que já são bem conhecidas: Digital Crown e porta Lightning.

O raio-X do AirPods Max mostrou que os fones de ouvido têm duas células de bateria — ambas localizadas no mesmo lado. A iFixit também notou alguns pontos de solda e fios perto das baterias, mas nenhum conector — o que indica que as baterias podem ser facilmente substituídas.

Segundo a iFixit, a Digital Crown dos AirPods Max (que serve para aumentar/diminuir o volume, controlar a reprodução e ativar a Siri) tem 3x o tamanho da peça dos Apple Watches.

Digital Crown dos AirPods Max

Já na parte inferior do fone do lado esquerdo, há uma porta Lightning, a qual pode ser usada tanto para conectar um dispositivo aos AirPods Max quanto para carregá-los.

Entrada Lighting dos AirPods Max

Ainda ao redor de ambos os lados dos fones, existem quatro microfones (oito, ao todo) para os modos Cancelamento Ativo de Ruído e Ambiente.

Interior

Se os AirPods Max, por fora, não são “nada demais”, por dentro eles são o pesadelo perfeito da iFixit — a começar pelo raio-X dos fones de ouvido, que mostram várias peças engenhosa e milimetricamente encaixadas.

Raio X dos AirPods Max

Além de serem presos por parafusos (os quais não devem ser totalmente removidos, apenas sutilmente girados), há peças que estão conectadas por fios — então, se você puxá-los de uma vez, poderá acabar arrebentando tudo.

Drivers dos AirPods Max

Com os parafusos removidos e o driver para fora, é possível vislumbrar a bateria dos AirPods Max em toda a sua glória. Ambas as células estão localizadas no mesmo lado do fone de ouvido (direito), ligadas por um único cabo.

Bateria dos AirPods Max

A iFixit identificou que as baterias são fabricadas pela Sunwoda, as quais fornecem uma capacidade total de 664mAh e 2,53Wh de energia a 4,35V — semelhante aos 2,39Wh nos fones de ouvido sem fio Bose NC 700, que também prometem cerca de 20 horas de escuta. Já o Sony WH-1000XM4s oferece um tempo de reprodução mais longo, de 30 horas, uma vez que possui uma bateria de 4,1Wh.

No coração dos AirPods Max está a placa lógica — nesse caso, o dispositivo possui dois corações, um em cada lado. Aqui, a iFixit elogiou a Apple pelo trabalho feito no silício, que conta com dois chips H1, acelerômetro e uma série de conversores/condutores/amplificadores de áudio.

Placa lógica dos AirPods Max

Em ambas as laterais, a dobradiça eletromecânica da Apple também foi elogiada pela iFixit. Segundo eles, a Apple usa um cabo flexível envolvente na parte rotativa da dobradiça, com um tipo de sistema de roteamento inteligente e alívio de tensão integrado — alternando para contatos de mola para a conexão com a faixa de cabeça.

Dobradiça dos AirPods Max

A iFixit ressalta, porém, que há um truque: apesar da complexidade da dobradiça, é possível destacar toda a faixa de cabeça do AirPods Max com apenas uma ferramenta de remoção de cartão SIM ou clipe de papel, sem nem mesmo precisar abrir o protetor de orelha.

Reparabilidade e comparação

A iFixit finalizou dizendo que, no geral, os AirPods Max “lembram mais um relógio mecânico do que um par de fones de ouvido”.

Apesar de sua complexidade e de um procedimento de abertura do fone de ouvido repleto de parafusos e adesivos estranhos, os primeiros fones de ouvido [circum-auriculares] da Apple são na verdade bastante úteis — se você tiver todas as ferramentas e estiver disposto a trabalhar um pouco.

Além disso, eles disseram que, após destrinchar os AirPods Max, conseguiram “entender melhor” o preço cobrado pelos fones de ouvido. Nesse sentido, embora as opções da Sony e da Bose sejam mais em conta, o artesanato do dispositivo da Maçã “faz com que os concorrentes pareçam brinquedos”.

Dito isso, eles deram uma nota de reparabilidade 6 (de 10) para os AirPods Max, elogiando o material usado e a facilidade com que algumas peças podem ser removidas/substituídas.

Por outro lado, eles criticaram o extenso uso de ferramentas para desmontar completamente os fones (até mesmo para os padrões da iFixit), além do uso de adesivos e solda em algumas peças, complicando o reparo em alguns casos. [MacMagazine]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.