Tudo o que você precisa saber sobre a AZ Factory, nova marca de Alber Elbaz

Com apoio do grupo Richemont, a label consagra o retorno do ex-diretor criativo da Lanvin
ALICE COY (@ALICECOY)

AZ Factory (Foto: Divulgação)

Desde que deixou a Lanvin, em 2015, após 14 anos na grife, o retorno de Elbaz é aguardado por fashionistas. “Recebi ofertas de empregos de diferentes casas. Mas eu queria criar, não recriar dentro de códigos definidos”, conta ele, que nesse meio tempo lançou algumas colaborações, com marcas como Tod’s e LeSportSac

1. A AZ Factory é uma start up desenvolvida com o grupo Richemont
Em 2019, Elbaz anunciou a joint venture com o conglomerado suíço Richemont (dono de marcas como Chloé e Cartier). A AZ Factory (AZ simboliza também a primeira letra do nome do estilista e a última de seu sobrenome) une moda, tecnologia e entretenimento

2. A numeração vai do XXS ao 4XL
“Há tantas mulheres que são pequenas e não querem comprar roupas infantis, e há mulheres que são maiores e não encontram roupas que lhe sirvam. Estamos aqui para todas elas.”

3. Tecnologia e sustentabilidade estão no core
“Eu percebi que precisava ser um engenheiro, além de um estilista”, conta Alber, que desenvolveu tecidos que se adaptam ao corpo e à temperatura. Também foram usadas matérias-primas recicladas e ecológicas, tingidas com pigmentos naturais

4. A marca desenvolve “projetos”, não coleções-cápsulas
“Cápsulas são para remédios”, diz Elbaz, conhecido hipocondríaco. Os “projetos” serão apresentados em ritmo próprio, sem se ater a estações

5. Feedback e engajamento serão importantes
“Não queremos que os consumidores apenas vistam os produtos; queremos que eles co-criem conosco.” Os parceiros comerciais terão que ser flexíveis para que novas ideias sejam testadas. Uma parte da coleção já está disponível no e-commerce próprio, na Farfetch e no Net-A-Porter – mas a ideia é ter parceiros pelo resto do mundo e atingir para além “do pessoal tradicional da moda”

6. A marca será impulsionada pelo conteúdo e pelo entretenimento
Em um momento “moda meets Netflix”, o “desfile virtual” na verdade simulava a gravação de um talk show, com direito a palavras carinhosas de Alber como locutor e esquetes bem-pensadas e humoradas para apresentar os produtos. Já o lançamento no Net-A-Porter vai reunir convidados para discutir moda, ciência e positividade corporal

AZ Factory (Foto: Divulgação)
AZ Factory (Foto: Divulgação)

7. O plano sempre foi que ela fosse lançada através de uma apresentação digital
Mesmo antes das restrições da pandemia, o plano já era fazer o lançamento oficial através de um fashion film. “O mundo é digital”, diz

8. É um novo olhar sob a alta-costura
“Para mim, esta é a minha nova alta-costura”, conta Elbaz, ainda que suas peças estejam prontas para a venda, e não sejam feitas sob medida. “O que a alta-costura representa é experimentação e individualidade, e acho que é isso que a AZ

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.