Ulyana Sergeenko | Haute Couture Spring Summer 2021 | Digital

Ulyana Sergeenko | Haute Couture Spring Summer 2021 | Digital Show in High Definition. (Widescreen – Exclusive Video/1080p – PFW)

Christophe Josse | Haute Couture Spring Summer 2021 | Digital

Christophe Josse | Haute Couture Spring Summer 2021 | Digital Show in High Definition. (Widescreen – Exclusive Video/1080p – PFW)

Off-White | Fall Winter 2020/2021 | Full Show

Off White | Fall Winter 2020/2021 by Virgil Abloh | Full Fashion Show in High Definition. (Widescreen – Exclusive Video/1080p – PFW/Paris Fashion Week) #FFLikedalot

Off – Arr. Duncan Pittock – Clair De Lune/Pathétique Adagio
James Taylor – Third Eye

Watts In Bloom – Vogue Australia January 2021 – Naomi Watts By Carin Backoff

Watts In Bloom   —   Vogue Australia January 2021   —   www.vogue.com.au
Photography: Carin Backoff Model: Naomi Watts Styling: Elissa Santisi Hair: Renato Campora Make-Up: Mary Wiles Casting: Rikki Keene

Assumindo posto de Karl Lagerfeld, Kim Jones estreia na Fendi com coleção espetacular

Desfilaram pela marca nomes como Naomi Campbell, Kate Moss e sua filha, Christie Turlington, Cara Delevingne, e Demi Moore
Isabelle Sciamma, AFP

Kate Moss e sua filha Lila Grace desfilam coleção da Fendi assinada por Kim Jones Foto: Francois Mori/ AP

A primeira coleção do britânico Kim Jones para a grife italiana Fendi, apresentada nesta quarta-feira, 27, em Paris, sem público e exclusivamente online, foi uma mistura espetacular de romantismo e elegância.  

Entre as colunas douradas do parisiense Palácio Brongniart, a célebre marca Fendi apresentou com grande pompa a primeira coleção de alta costura para a primavera-verão 2021, sob a direção artística de Kim Jones.   

Foi um desfile ao vivo, sem público por causa do coronavírus e aguardado impacientemente pelo mundo da moda, curioso para descobrir as propostas do prodígio inglês, que em setembro tomou o lugar de Karl Lagerfeld para trabalhar, como ele fez, com Silvia Venturini Fendi.  

Fendi
Naomi Campbell apresenta uma criação da estilista britânica Kim Jones para a Fendi Foto: Stephane de Sakutin / AFP

Depois de sete anos como diretor artístico das coleções masculinas de Louis Vuitton e de dois anos com a Dior Homme, onde ainda é encarregado das coleções, o estilista inglês agora se dedica às mulheres.  

Famoso por ter introduzido com êxito os códigos do ‘streetwear’ ao mundo do luxo, o desafio agora é ainda maior, já que ele se mede com o ponto de referência da sofisticação na arte da moda.  

Kim Jones, de 47 anos, criado no condado de Sussex, no sul da Inglaterra, passou boa parte da infância perto da mítica residência de campo da escritora Virginia Woolf e seu marido, onde costumavam receber grandes personalidades no começo do século 20.  

Esta inspiração autobiográfica se mistura com a história da marca romana, uma das mais exclusivas e mais caras do setor de luxo.  

Fendi
A atriz Demi Moore desfilou criação de Kim Jones feita para a Fendi  Foto: Stephane de Sakutin / AFP

Uma história de mulheres

No palácio parisiense, especialmente preparado para a ocasião, modelos renomadas, entre elas Naomi CampbellKate MossChristie TurlingtonCara DelevingneBella Hadid e também Leonetta e Delfina Fendi, filhas de Silvia Fendi, além da atriz Demi Moore desfilaram peças deslumbrantes.   

Em seguida, as modelos se posicionaram em meio a barreiras de acrílico, fazendo poses esculturais ou folheando belíssimos livros antigos do grupo Bloomsbury, uma coleção de textos raros postos em exibição para o desfile.  

Fendi
Bella Hadid desfila criação de Kim Jones para a Fendi  Foto: Stephane de Sakutin / AFP

Trajes longos bordados, sedas e cores remetem aos afrescos de Vanessa Bell e Duncan Grant, encontrados no sítio de Sussex do círculo de Bloomsbury, onde grandes poetas e dramaturgos se reuniam para criticar as diferenças sociais e a hipocrisia da sociedade.  

Jones também retoma as cores dos mármores de Roma em calças e blazers, enquanto as criações em cetim remetem ao seu antecessor, Lagerfeld, à frente da Fendi por 54 anos, falecido há um ano e meio.  

Fendi
O estilista Kim Jones encerra o desfile da sua coleção para a Fendi Foto: Stephane de Sakutin / AFP

O estilista também homenageou a família Fendi e, sobretudo, suas mulheres, e chegou a trabalhar com a quarta geração, Delfina Delettrez Fendi, filha de Silvia, a quem confiou a direção criativa das joias.  

Fundada em 1925 por Adèle e Edoardo Fendi, foram suas cinco filhas, Anna, Alda, Carla, Franca e Paola, que gerenciaram por décadas o destino da renomada marca, até a fusão em 2001 com o grupo francês LVMH, deixando apenas o departamento criativo a cargo de Maria Silva Venturini Fendi, que trabalhou ao lado de Lagerfeld como encarregada de acessórios, das linhas masculina e infantil.  

Fendi
Cara Delevingne apresenta criação do estilista Kim Jones para a coleção da Fendi  Foto: Stephane de Sakutin / AFP

Tessa Thompson – Town & Country US February 2021 By Erik Carter

The Talented Ms. Thompson   —   Town & Country US February 2021   —   www.townandcountrymag.com
Photography: Erik Carter Model: Tessa Thompson Styling: Wayman & Micah Hair: Lacy Redway Make-Up: Kali Kennedy Manicure: Steph Stone

Karine Teles, atriz sublime numa personagem irresistível em nova série ‘Os últimos dias de Gilda’do Canal Brasil

PATRÍCIA KOGUT 

Além de dona de um talento imenso, Karine Teles também é pé-quente. Original do Canal Brasil estrelado por ela, “Os últimos dias de Gilda” foi a primeira produção brasileira selecionada para a Berlinale Series (mostra paralela do Festival de Berlim). Os quatro episódios estão abertos para não assinantes no Globoplay. Vale conferir.

Gustavo Pizzi dirige esse enredo, que retrata o cotidiano de Gilda. Ela lembra figuras do cinema e da literatura. É algo felliniana: acima do peso e sexualmente muito livre. O ambiente onde circula lembra o dos romances de Nelson Rodrigues, uma vila suburbana aparentemente “de família”, mas cuja vizinhança é marcada pela hipocrisia. Finalmente, tem um pouco de Dona Flor: seus dotes na cozinha a tornam ainda mais sedutora.

Acompanhamos sua rotina enquanto esquarteja frangos e porcos, que vende para o próprio sustento. Ela saboreia quitutes, frequenta o candomblé, toma cerveja e namora muito. Gilda segue seus próprios mandamentos morais e se opõe ao conservadorismo à sua volta. Por isso, entra em conflito com o candidato a vereador Ismael (Higor Campagnaro) e com a mulher dele, Cacilda (Julia Stockler), que usam a religião evangélica como argumento de campanha política.

O elenco é todo muito bom e a fotografia, competente. O roteiro vai envolvendo o espectador aos poucos, mas chega lá. Porém, a força central de “Os últimos dias de Gilda” é Karine. Seu trabalho impressiona. Poucas atrizes dominam a cena com tanta técnica sem comprometer minimamente a emoção. Te prepara, Berlim.

Yohji Yamamoto | Fall Winter 2020/2021 | Full Show

Yohji Yamamoto | Fall Winter 2020/2021 by Yohji Yamamoto | Full Fashion Show in High Definition. (Widescreen – Exclusive Video/1080p – PFW/Paris Fashion Week)

Giovanni Antonio Parricelli – Nylon/Awakenings/Gentle Journey/Floating Echoes