Cofundador e ex-CEO da Netflix, Marc Randolph, critica ofertas do Apple TV+

O cofundador e ex-CEO da Netflix, Marc Randolph, conversou recentemente com o Yahoo e falou sobre algumas das maiores concorrentes da plataforma de streaming no mercado: o Apple TV+ e o Disney+.

Examinando o serviço da Maçã, Randolph criticou as diversas prorrogações da oferta gratuita do ‌Apple TV+ ‌e do número de assinantes que ainda não estão pagando pelo serviço.

Vale lembrar que a Apple ainda oferece um ano de assinatura grátis para quem comprar um novo iPhone/iPad/Mac e já estendeu duas vezes [12] essa oferta para assinantes que compraram novos dispositivos em 2019, ano de lançamento do serviço.

Se a Apple gastasse um quarto do tempo com conteúdo em vez de com brindes, ela realmente poderia competir. Eles não têm desculpa [para não crescer] e ainda não estão nessa com os dois pés. Eles realmente têm que fazer a coisa empreendedora, caminhar até a beira do penhasco e pular.

Ele disse, ainda, que o ‌Apple TV+ tem a “maior rotatividade” de todos os serviços de streaming disponíveis:

Você não pode continuar substituindo as pessoas. Você tem que dar a eles um motivo para ficar.

Sobre o Disney+, Randolph afirmou que a plataforma “lutou para chegar a uma posição realmente forte” com sua lista contínua de novos conteúdos. Recentemente, o Disney+ anunciou que atingiu 95 milhões de assinantes e que poderá alcançar números semelhantes aos da Netflix (mais de 200 milhões de assinantes) em “apenas alguns anos”.

A briga é boa. [MacMagazine]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.