Facebook estaria criando relógio para competir com o Apple Watch

Photo: Facebook CEO Mark Zuckerberg. Photo: Bloomberg

Que o Facebook gosta de copiar projetos alheios bem-sucedidos, isso nós sabemos — os Stories do Snapchat Instagram estão aí para não deixar dúvidas. Notícias recentes dão conta que até mesmo o Clubhouse, que virou febre nas últimas semanas, já está na mira de Mark Zuckerberg — e não para uma possível aquisição; estamos falando de cópia, mesmo.

Mas, pelo visto, o interesse da rede social não se limita a novos entrantes no mercado: segundo o The Information1, o Facebook está desenvolvendo um smartwatch cujo foco será em mensagens e recursos de saúde.

No suposto relógio, usuários poderão enviar mensagens pelo WhatsApp/Messenger, de forma independente (sem a necessidade de um smartphone, já que o relógio teria conectividade celular). Já no quesito saúde, teríamos monitoramento de exercícios com amigos, comunicação direta com professores e integração com serviços/empresas já estabelecidas (como a Peloton) — tudo isso rodando o sistema operacional Android.

Ainda segundo o The Information, a ideia do Facebook será vender o relógio praticamente a preço de custo — resta saber qual seria esse valor, afinal esse mercado tem produtos que variam bastante de preço, partindo de US$150 e chegando a US$1.000 (Apple Watch Hermès). Não é difícil imaginar, porém, que a empresa deverá brigar no patamar mais baixo dessa faixa de preço.

A ideia do Facebook é começar a vender o seu relógio inteligente em 2022, com uma segunda geração sendo lançada em 2023 — segundo o veículo, o desenvolvimento desse primeiro modelo estaria bem avançado.

Resta saber como um produto desses seria recebido pelo mercado, levando em conta toda a polêmica da empresa envolvendo privacidade — sem falar, é claro, na concorrência de empresas já estabelecidas nesse mercado como Apple, Samsung, Garmin, Fitbit, Xiaomi, entre outras; até mesmo a Amazon já tem a sua pulseira inteligente, chamada Halo.

Ainda assim, vale notar que essa não seria a primeira vez que o Facebook embarcaria num projeto de hardware — a rede social já vende alguns produtos como o Oculus (headset de VR) e o Portal (alto-falantes inteligentes).

VIA MACRUMORS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.