Wistron retoma produção em fábrica na Índia alvo de protestos

A taiwanesa Wistron, uma das parceiras da Apple na montagem de iPhones e outros gadgets, retomou as atividades da sua instalação em Narasapura (na Índia), onde funcionários haviam causado um motim no fim do ano passado após problemas envolvendo pagamentos atrasados. As informações são do United Daily News [Google Tradutor].

Conforme divulgado, apenas metade dos 12.000 funcionários da fábrica voltaram a trabalhar, uma vez que a Wistron está optando por um “reinício discreto”. Nesse sentido, a empresa aumentará gradualmente sua força de trabalho “somente depois de verificar minuciosamente o histórico dos funcionários antes de readmiti-los”.

Após o motim, a Apple colocou a Wistron em aviso enquanto conduzia uma auditoria, acompanhada de uma investigação do governo indiano, a qual revelou que a fábrica cometia violações trabalhistas.

De acordo com a Apple, a Wistron não implementou processos adequados de gerenciamento de horas de trabalho, o que “levou a atrasos nos pagamentos de alguns trabalhadores em outubro e novembro”.

As informações são de que a Wistron tem cooperado com auditores independentes nos últimos meses para garantir que a fábrica tenha estabelecido os sistemas necessários para retomar a produção.

Segundo a empresa, seus funcionários agora recebem salários integrais e um novo sistema de recrutamento foi implementado para garantir que todos recebam salários corretos e forneçam as documentações exigidas.

VIA THE ECONOMIC TIMES

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.