Photographer Carmen Rose for Fashion Editorials with Nikki Hillier

Photographer: Carmen Rose. Fashion Stylist: Nikki Hillier. Hair & Makeup: Megan Harrison. Model: Nikki Hillier at Vivien’s Models.

Green Top and Pants Holiday the Label
Silk Dress Lee Mathews
Brown One Piece Bec & Bridge Scarf oroton rings Ivy & co 
T-shirt: Dion Lee Pants Style Addict Necklace Ivy & co
Green Swimsuit Hunza G
Scarf Dress Dior
 Jacket Cotton On, Glasses Golden Eyewear

Army of the Dead | Filme de zumbis de Zack Snyder ganha pôster colorido

Army of the Dead: Invasão em Las Vegas, novo filme de terror de Zack Snyder (Liga da Justiça), teve um pôster inédito divulgado pela Netflix. Veja abaixo:

Army of the Dead: Invasão em Las Vegas/Netflix/Divulgação

Na trama de Army of the Dead, a infestação de zumbis começa em Las Vegas, cidade dos Estados Unidos conhecida por seus cassinos e hotéis luxuosos, e é contida nos limites do município por muros. Seis anos depois, o dono de um desses cassinos contrata um exército particular para invadir a cidade e recuperar o dinheiro deixado em seu cofre durante a evacuação do local.

O elenco do filme principal conta ainda com Dave BautistaElla PurnellTheo RossiAna De La RegueraTig Notaro Huma QureshiArmy of the Dead marca o retorno de Zack Snyder ao gênero de horror depois de 17 anos, já que o primeiro filme do diretor foi Madrugada dos Mortosremake de 2004 do clássico de George A. Romero.

Army of the Dead será lançado em 21 de maio na Netflix.

Passado da Viúva Negra é explorado em novo trailer do filme da Marvel

Longa chega aos cinemas e ao Disney+ em julho
ARTHUR ELOI

Viúva Negra, filme solo da personagem da Marvel, teve um novo trailer divulgado, que mostra o passado da espiã vivida por Scarlett Johansson.

Viúva Negra terá o retorno de Scarlett Johansson, e também adição de Florence PughRachel Weisz e David Harbour. A direção é de Cate Shortland.

Leia a sinopse do filme: “Em Viúva Negra, thriller de espionagem recheado de ação da Marvel Studios, Natasha Romanoff – a Viúva Negra – confronta as partes sombrias de sua profissão quando surge uma perigosa conspiração conectada com o seu passado. Perseguida por uma força implacável que quer derrubá-la, Natasha deve lidar com sua história como espiã e as relações quebradas que deixou quando se tornou uma Vingadora.

O longa teve seu lançamento adiado diversas vezes por conta da pandemia do coronavírus. Atualmente, a estreia de Viúva Negra está marcada para 9 de julho, nos cinemas e também no streaming Disney+.

Dados de 533 milhões de usuários do Facebook estão expostos na internet

Ao todo, 8 milhões de brasileiros foram impactados pelo vazamento; rede social confirmou o caso

Vazamento tem grande impacto sobre o Facebook, que tem 2,74 bilhões de usuários no mundo

Informações pessoais de cerca de 533 milhões de usuários do Facebook podem estar expostas em um fórum na internet, com dados como nome, telefone celular, ocupação, cidade e estado civil circulando na rede. Em resposta ao Estadão, o Facebook confirmou o caso, que representa um enorme impacto na rede social, que tem mais de 2,74 bilhões de usuários cadastrados no mundo.

Ao todo, 107 países dos cinco continentes podem estar atingidos, como Estados Unidos, Reino Unido, Argentina, Uruguai, França, Alemanha. O Brasil também pode estar exposto, com informações de 8,1 milhões de usuários atingidos de um total de 145 milhões de usuários ativos no País. Segundo o Estadão apurou, as informações coletadas vão até 2019.

O vazamento foi postado primeiramente em junho de 2020 em um fórum da internet aberta, onde os dados podem ser indexados a buscadores como Google e Bing, ao contrário do que ocorre na dark web, local em que hackers e outros criminosos trocam informações ilegais. Em 12 de janeiro deste ano, no entanto, outro hacker tenta vender no mesmo fórum uma ferramenta que faz buscas automatizadas na base de dados, permitindo que pessoas encontrem facilmente números de telefone conectados a diversas contas no Facebook. O caso veio à tona neste sábado, 3, após reportagem do site especializado Business Insider.

“Maus agentes vão certamente usar essas informações para engenharia social, golpes, hacking e marketing”, disse em rede social o cofundador da empresa de cibersegurança israelense Hudson Rock, Alon Gal, quem noticiou reportou o caso no mundo.

Ao Estadão, o Facebook diz que “estes dados são antigos e foram reportados em 2019, fruto de uma vulnerabilidade que encontramos e corrigimos em agosto daquele ano”.

Para Felipe Daragon, CEO da empresa de cibersegurança brasileira Syhunt, não há necessidade de os usuários brasileiros entrarem em pânico com o incidente porque senhas não foram divulgadas na base, então as contas, a princípio, não podem ser hackeadas tão facilmente. “O motivo para ter pânico já aconteceu, que é a exposição dos dados do megavazamento de janeiro, uma base monstruosa”, diz Daragon. No entanto, com essa série de vazamentos que vêm ocorrendo nos últimos meses, as pessoas podem estar mais sujeitas a golpes.

“Os hackers têm à disposição agora dados de uma série de vazamentos que foram ocorrendo, consolidados em bancos maiores através de cruzamentos”, explica o especialista. “A cada novo incidente, surge mais uma peça do quebra-cabeça sobre a vida das pessoas, os nossos detalhes pessoais.”

Recém-formada em Medicina, Ana Claudia Michels atua na linha de frente na luta contra a Covid-19: ‘Nenhuma aula nos prepara para algo do tipo’

‘Vou aprender muito com a vida, no dia a dia’, conta a eterna top, de 39 anos
Gilberto Júnior

Modelo de sucesso, Ana Claudia Michels se formou em medicina em 2019 Foto: Divulgação

Ana Claudia Michels chega para a batalha no pior momento da pandemia no Brasil. Formada em Medicina desde o fim de 2019, a catarinense, residente no Hospital Albert Einstein, começou a dar plantão num posto de saúde, da Zona Sul de São Paulo, na última quinta-feira, lidando diretamente com dezenas de casos de Covid-19. “Nenhuma aula nos prepara para algo do tipo. Vou aprender muito com a vida, no dia a dia”, conta a médica, de 39 anos. “Mas tive bons preceptores ao longo dessa jornada, iniciada em 2013. Encontrei muita gente inspiradora pelo meio do caminho. Estou pronta para a luta.”

Mãe de Iolanda, de 4 anos, e Santiago, de 2, Ana Claudia não entrou nessa história sem medo, acreditando ter super poderes. “Claro que tenho meus temores. Essas últimas variantes do coronavírus me assustam. Também fico aflita por causa dos meus filhos, de faltar para os meninos”, diz ela. “Aliás, criei um rito para não contaminar minha família. Tiro a roupa inteira no hall, tomo um banho potente e sigo todos os outros protocolos de segurança. Não saberia ficar longe das crianças. Não sei quem necessita mais de quem.”

Modelo de sucesso desde os 14 — com trabalhos para as marcas Louis Vuitton, Givenchy, Versace e Gucci no currículo, além de capas para as edições italiana, francesa e inglesa da revista Vogue —, a catarinense afirma que seu “sonho” sempre foi ser médica. “Mas minha carreira na moda deu tão certo, que fui adiando essa vontade. Por um instante, imaginei que não teria mais tempo, que estava ‘velha demais’ para tentar uma carreira diferente. Fiz um cursinho para ver se teria condições de encarar uma faculdade; e vi que seria possível, sim.”

Ana Claudia Michels atua na linha de frente na luta contra a Covid-19 em posto de saúde Foto: Reprodução
Ana Claudia Michels atua na linha de frente na luta contra a Covid-19 em posto de saúde Foto: Reprodução

A ideia inicial de Ana Claudia, presença cada vez mais rara nas passarelas (“Não estou aposentada. Só que prefiro passar minhas horas livres com meus filhos”, observa), era seguir o caminho da endocrinologia, mas acabou mudando de planos e, hoje, quer concentrar seus esforços na clínica médica ou geriatria. “Não me considero uma versão da Madre Teresa de Calcutá. Estudei Medicina porque existia esse desejo dentro de mim, eu quis isso… Eu me sinto felizarda em estar ocupando esse lugar. Sou completamente apaixonada por meu ofício”, comenta a médica.

Antes do fim da conversa, por telefone, a top traça um panorama da atual situação da profissão. “Há uma corrente que pensa que somos frios, mas somos objetivos, na verdade. No SUS (Sistema Único de Saúde) não conseguiríamos ser eficientes se as consultas fossem intermináveis”, analisa. “Sou paciente e sei que as pessoas que procuram atendimento estão fragilizadas. Porém, acredito que dá para aliar muitas doses de técnica com gotinhas de humanidade e empatia.” A moda e a medicina agradecem.

Jogo Wonderbox, de estúdio brasileiro, estreia no Apple Arcade

Anunciado em setembro do ano passado, game é exclusivo para assinantes do serviço da fabricante de iPhones
Por Guilherme Guerra – O Estado de S. Paulo

Jogo de ação e aventura brasileiro Wonderbox, do estúdio gaúcho Aquiris, é exclusivo do serviço de assinatura Apple Arcade

O jogo Wonderbox, do estúdio brasileiro Aquiris, fez estreia no serviço de assinatura de games da Apple, o Apple Arcade, na última sexta-feira, 3. O game é exclusivo para assinantes do serviço e pode ser jogado em iPhones, iPads, Macs e Apple TV em mais de 150 países.

Wonderbox é um jogo de ação e aventura com quebra-cabeças para resolver, inimigos para enfrentar e tesouros escondidos para encontrar em meio a dioramas. Também está disponível um Modo Grupo para até quatro players. O game conta com um Modo Construção, similar a sucessos como Minecraft e Roblox, o que possibilita que os jogadores criem suas próprias aventuras e compartilhem as construções com outros usuários da plataforma — no que os desenvolvedores chamam de “eterna expansão” do game.

“Certamente vamos fazer novas campanhas, novos temas e novas mecânicas para o jogo”, conta o diretor comercial do estúdio Aquiris, Sandro Manfredini, ao Estadão. “A essência do jogo é ser um criador e, desde o lançamento, já é possível a quantidade de novas aventuras que os novos jogadores estão criando. Vai ser ilimitada a quantidade de conteúdo do jogo.”

A Aquiris é um estúdio de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, conhecido principalmente por Horizon Chase, jogo de corrida que homenageia em visual e jogabilidade os arcades clássicos dos anos 1980 e 1990. Em 2015, o game foi escolhido como um dos jogos do ano na App Store, loja de aplicativos da Apple. Por causa dessa aproximação com a fabricante de iPhones, os desenvolvedores foram chamados para criar um game exclusivo para o Apple Arcade. O lançamento estava previsto para 2020, mas, devido a questões de marketing, foi adiado para este ano, afirma Manfredini.

Apple Arcade foi lançado em março de 2019 como um serviço de assinatura mensal de jogos exclusivos para a plataforma. A assinatura custa R$ 9,90 por mês e traz jogos exclusivos, como Sonic Racing e Lego Brawls. Em 2020, o serviço integra um “pacotão” chamado Apple One, que traz assinaturas de Apple Music, iCloud, Apple TV e Apple Arcade por R$ 37,90 mensais.

Outros lançamentos

Também na sexta-feira, o Apple Arcade lançou o tão aguardado jogo Fantasian, do japonês Hironobu Sakaguchi, criador da franquia Final Fantasy. Ao Estadão, o desenvolvedor afirmou em março passado que o game teria uma “experiência de console”, com jogabilidade de 40 a 60 horas e mais de 150 dioramas para os jogadores explorarem.

Fantasian é jogo exclusivo do Apple Arcade, plataforma de games sob assinautra para iPhones, iPads, Macs e Apple TVs
Fantasian é jogo exclusivo do Apple Arcade, plataforma de games sob assinautra para iPhones, iPads, Macs e Apple TVs

O Apple Arcade recebeu também jogos clássicos da App Store, como Fruit Ninja, Cut the Rope e Monument Valley — por fazerem parte do serviço de assinatura, os games vêm sem anúncio e sem compras internas dentro do aplicativo.