Aqueles Que Me Desejam a Morte | Trailer Legendado

Assista ao trailer oficial dublado com Angelina Jolie do filme “Aqueles Que Me Desejam a Morte” #WarnerPlay​

A New Line Cinema traz o suspense Aqueles Que Me Desejam a Morte, estrelado por Angelina Jolie e dirigido por Taylor Sheridan.

A vencedora do Oscar Jolie (“Garota, Interrompida”, filmes “Malévola”) estrela como Hannah, uma bombeira ainda abalada pela perda de três vidas que não conseguiu salvar de um incêndio e se depara com um menino de 12 anos traumatizado e sem ninguém a quem recorrer.

O filme também é estrelado por Nicholas Hoult (filmes “X-Men”), Finn Little (“Reckoning”), Aiden Gillen (“Game of Thrones”, “Peaky Blinders”), Medina Senghore (“Happy!”), Tyler Perry (“Vice”, “Garota Exemplar”), Jake Weber (“Midway – Batalha em Alto Mar”, “Homeland”) e Jon Bernthal (“Ford vs. Ferrari”, “Terra Selvagem”).

Indicado ao Oscar, Sheridan (“A Qualquer Custo”, “Terra Selvagem”) dirigiu o filme a partir de um roteiro escrito por Michael Koryta, Charles Leavitt e Sheridan, baseado no livro de Koryta. O filme foi produzido por Steven Zaillian, Garrett Basch, Aaron L. Gilbert, Kevin Turen e Sheridan, com produção executiva de Steven Thibault, Ashley Levinson, Andria Spring, Jason Cloth, Richard McConnell, Kathryn Dean, Michael Friedman, Daria Cercek e Celia Khong.

Nos bastidores, a equipe criativa do diretor incluiu o diretor de fotografia Ben Richardson, o desenhista de produção Neil Spisak e a figurinista Kari Perkins, que trabalharam com ele em “Terra Selvagem”; e o editor Chad Galster e o compositor Brian Tyler, de sua série “Yellowstone”.

A New Line Cinema apresenta Aqueles Que Me Desejam a Morte, uma produção da BRON Studios/FILMRIGHTS, em associação com a Creative Wealth Media, um filme de Taylor Sheridan. O filme será distribuído mundialmente pela Warner Bros. Pictures.

Agnes Sunyer | Fall Winter 2019/2020 | Full Show

Agnes Sunyer | Fall Winter 2019/2020 | Full Fashion Show in High Definition. (Widescreen – Exclusive Video/1080p – 080 Barcelona)

21112009:0 – Ibrahima Kone and Hugo del Pozo shot by Jorge Fuster

Ibrahima Kone and Hugo del Pozo shot by Jorge Fuster and styled by Jorge Bachiller, in exclusive for Fucking Young! Online.

Photographer: Jorge Fuster @jorge.fuster
Stylist: Jorge Bachiller @jorgebachiller
Assistant: Manu Dosanto @2santo
Models: Ibrahima Kone @imibrahimakone (Agency @unomodels). Hugo del Pozo @hugodlpozo (Agency @blowmodels)
BRANDS: Raf Simons, Martine Rose, Y/Project, Maison Margiela, ck 205w39nyc, LR3, It-Spain, Emeerree Studio, 44Studio, Rubearth, Juan Vidal, Peter Sposito Studio.

Modelo bielorrussa Alena Mayuk fala sobre o caminho até se tornar uma das principais influenciadoras da Itália

Alena Mayuk é natural do Leste Europeu, mas mantém um público de cerca de 100 mil pessoas na Itália.

Foto | Reprodução: Instagram

Curiosa pela vida, a modelo e influenciadora digital, Alena Mayuk, de 31 anos, é um exemplo de força de vontade, determinação e empreendedorismo. Em 2009, quando ainda estudava Línguas e Literaturas Estrangeiras em Milão, na Itália (logo após sair de seu país de origem, a Bielorrússia, no Leste Europeu), Mayuk começou a modelar e conta que foi uma trajetória marcada por momentos difíceis e de muita superação, principalmente para quem veio de um lugar difícil de se viver.

“É um país em desenvolvimento onde existe muita pobreza, onde existe um legado de mentalidade comunista, onde existem muitas desigualdades sociais. No meu país natal, posso garantir que a vida é 100 vezes mais difícil e complicada do que na Itália”, explica. A modelo viveu uma verdadeira aventura em sua vida. Alena chegou à Itália sozinha, com apenas 19 anos, e sem conhecer ninguém!

“Eu vim primeiro para Milão, inicialmente apenas para estudar (me formei em 2013 na Universidade de Milão, em Línguas e Literaturas Estrangeiras). Só mais tarde, pensei seriamente em trabalhar como modelo, quando me mudei para Florença (em 2013, após a formatura), e trabalhei muito desde então […] também obtive o Mestrado em Comunicação Digital, o que me permitiu agregar ao trabalho de modelo, como influenciadora, blogueira e especialista em marketing de mídias sociais e publicidade online. Estou muito feliz com a minha trajetória de vida”. E não para por aí! Com mais de 100 mil seguidores em seu Instagram, e mostrando que tem talento de sobra, Alena também tem seu próprio blog e transformou sua carreira de modelo em uma ”empresa” através do público que construiu e hoje fatura com anúncios para marcas e postagens patrocinadas.

“Acredito que todas as melhores coisas da vida devem ser conquistadas, com muito empenho, e as coisas que apenas ’caem do céu’ não trazem valor em nossas vidas, pois nunca poderemos apreciá-las adequadamente. E então eu gosto de ser independente, em todos os sentidos. Não gosto de restrições, particularmente não gosto quando alguém me ajuda, geralmente gosto de fazer as coisas sozinha”, revela a modelo e influenciadora digital.

Foto | Reprodução: Instagram

Globo anuncia parceria estratégica de inovação conjunta e migração para nuvem com Google Cloud

Um dos primeiros projetos, já em andamento pelas duas companhias, é a integração do Globoplay ao Android TV
Bruno Rosa

A Globo e o Google Cloud anunciaram parceria estratégica que vai permitir a migração de seus conteúdos e canais para a nuvem da empresa americana e possibilitar o desenvolvimento conjunto de novas soluções tecnológicas

RIO – A Globo e o Google Cloud anunciaram hoje parceria estratégica que vai permitir a migração de seus conteúdos e canais para a nuvem da empresa americana e possibilitar o desenvolvimento conjunto de novas soluções tecnológicas. Um dos primeiros projetos, já em andamento pelas duas companhias, é a integração do Globoplay ao Android TV cujo objetivo é combinar a programação da televisão  aberta ao conteúdo via internet.  

O anúncio faz parte da estratégia de transformação digital da Globo, que passa por uma reestruturação com foco na criação de soluções para se tornar uma empresa de media tech.

Assim, nos próximos sete anos, a Globo irá utilizar a experiência do Google em gerenciamento de dados, inteligência artificial e aprendizado de máquina, assim como a infraestrutura global, para acelerar sua transformação digital, modernizar operações e potencializar as tecnologias de nuvem.

– Nos últimos anos, mergulhamos profundamente em nossos processos, para que a empresa estivesse de fato preparada para os muitos desafios do futuro. Esta parceria é estratégica para a Globo, que sintetiza alguns dos principais pilares da nossa transformação, como foco no público, gerenciamento de dados, parceria para inovação e novos modelos de negócios. Neste sentido, acreditamos que o Google Cloud nos oferece a melhor solução para enfrentarmos esses desafios, trazendo inovação e também ganhos de escala e de eficiência para a nossa operação – explica Jorge Nóbrega, presidente-executivo da Globo.

Com o acordo, a Globo vai migrar 100% dos seus centros de dados para a nuvem do Google, processo que inclui as etapas de produção e distribuição de mídia, além de lançamento de novos canais e transferência de produtos e serviços digitais, como Globoplay, G1, GE.com e Gshow.

Pandemia alterou produções

Raymundo Barros, diretor de estratégia e tecnologia da Globo, destacou que a  pandemia mudou a forma de produzir conteúdo, com etapas importantes, como a captação de imagem, a pós-produção e a direção, que passaram ser feitas  de forma remota. Ele citou ainda as transmissões esportivas com produção feita na nuvem, o que reduz a quantidade de equipamentos, como caminhões, nas arenas.

– O acordo leva para a nuvem do Google parte relevante da nossa cadeia de valor da produção e distribuição de conteúdo.  Estamos colaborando para contruir soluções inovadoras. Ao longo do contrato vamos explorar outras opções  de inovação que façam sentido para as duas empresas.

Ele explicou que o acordo com o Google vai permitir a “tropicalização” da plataforma Android TV, que é usada por diferentes fabricantes no Brasil. Com isso, o Globoplay será instalado no aparelho já na fábrica. Ele lembrou de  parceria semellhante feita com a Samsung no ano passado.

– Isso vai permitir que, por exemplo, ao acabar o BBB na TV aberta, o usuário receba uma oferta para continuar a assistir ao BBB no Globoplay. E isso acontece  de uma forma muito natural e integrada.  

Uso de inteligência artificial, diz Google

O executivo disse que o portfólio de produtos digitais da Globo vem ganhando relevância.

– Temos mais de 100 milhões de usuários únicos mensais trafegando em nossas plataformas digitais. E numa escala de consumo como essa a nuvem pública resolve  isso, pois tem uma elasticidade praticamente ilimitada. Entramos na economia digital, onde os crescimentos ocorrem de forma exponencial. Esperamos que esse acordo com o Google  permita avançar no processo de  transformação digital ainda mais rapidamente na Globo.

Eduardo Lopez, presidente de Google Cloud para a América Latina, destacou o uso de inteligência artifical e aprendizado de máquina na parceria. Ele classificou a união com a Globo como um acordo de colaboração cujo objetivo é “trabalhar junto para gerar novas soluções”.

– É um trabalho conjunto. É pensar como modernizar as empresas de mídia e ajudar a Globo na transformação digital.  É o primeiro acordo estratégico com uma empresa como a Globo. Isso é uma referência para a indústria de mídia no mundo.

Raymundo Barros lembrou ainda que o acordo envolve o ambiente de publicidade. A parceria vai permitir ainda que a Globo avance em sua estratégia baseada em dados, otimizando as recomendações personalizadas em tempo real ao seu público através do uso de inteligência artificial.

– A partir dessa parceria, o nosso objetivo é nos tornar um player relevante nesse ecossistema de tecnologia e publicidade e trazer  para a TV aberta métricas e modelos de negócios típicos da internet. Não tem prazo para isso ficar pronto e vamos colaborar juntos para esse modelo.

A Apple diz que o logotipo da garrafa de água é “quase idêntico” ao seu próprio, objetos de marca registrada

By William Gallagher | Apr 07, 2021

Marca da Georgette

A Apple está novamente se opondo à marca registrada do logotipo de outra empresa, alegando que pode ser facilmente confundido com o seu próprio.

Seguindo sua oposição ao logotipo de um partido político norueguês e sua disputa de marca registrada com a Prepare, a Apple está novamente se opondo ao design de um logotipo. Ela entrou com um aviso de oposição perante o Tribunal de Marcas e Recursos sobre a marca em forma de maçã da Georgette LLC para seu negócio de água engarrafada.

O logotipo da Georgette LLC consiste em uma maçã inteira, não uma com uma mordida arrancada e com as palavras “Eu sou Arcus” escritas nele. A Apple diz que esta marca “apresenta um design estilizado de maçã com uma folha destacada em ângulo reto, tornando-a visualmente semelhante às famosas marcas da Apple”.

O arquivamento da Apple inclui uma comparação lado a lado dos dois logotipos, além de uma imagem sobrepondo os dois. “De fato, o formato geral do design da maçã [da Georgette LLC] é quase idêntico ao formato do logotipo da Apple”, diz o documento.

Detalhe do processo de oposição da Apple mostrando os dois logotipos lado a lado, mais sobrepostos no mesmo tamanho

“À luz da fama das Marcas da Apple”, continua, “os consumidores que encontrarem a Marca do Requerente provavelmente acreditarão que os Bens do Requerente oferecidos sob a Marca do Requerente estão associados ou aprovados, endossados ​​ou fornecidos pela Apple”.

A Apple ainda se opõe ao uso deste logotipo porque ele se destina a ser usado em garrafas de água, entre outros produtos. “Muito antes da data de apresentação do Requerente, a Apple ofereceu produtos e serviços idênticos e / ou altamente relacionados sob suas marcas da Apple”, diz o documento.

Fique por dentro de todas as notícias da Apple diretamente do seu HomePod. Diga: “Ei, Siri, jogue AppleInsider” e você obterá o podcast AppleInsider mais recente. Ou peça ao seu HomePod mini “AppleInsider Daily” e você ouvirá uma atualização rápida diretamente de nossa equipe de notícias. E, se estiver interessado em automação residencial centrada na Apple, diga “Ei, Siri, jogue HomeKit Insider” e ouvirá nosso mais novo podcast especializado em instantes.

V Magazine S/S #129 2021 – Alva Claire, Arizona Muse, Caren Jepkemei, Jeny Howorth, Georgia Howorth, Georgia Palmer, Hannah Motler, Jade Parfitt & Kids e +

The Bold & The Beautiful   —   V Magazine S/S #129 2021   —   www.vmagazine.com

Photography: Sølve Sundsbø Model: Alva Claire, Arizona Muse, Caren Jepkemei, Jeny Howorth, Georgia Howorth, Georgia Palmer, Hannah Motler, Jade Parfitt & Kids, Lara Mullen, Laura Morgan, Maggie Maurer, Nora Attal, Stella Jones, Freddie Finch, Lewis G. Burton, Alice de Cherade & Claudia Contortionist Stylist: Gro Curtis Hair: Kei Terada Make-Up: Val Garland Manicure: Chisato Yamamoto  Casting: Shaun Beyen Set Design: Robbie Doig

Barões da tecnologia enriquecem ainda mais na pandemia e dominam lista de bilionários

Bonança do segmento foi beneficiada com a pandemia, que acelerou a tendência de digitalização de diferentes serviços e produtos
Por Guilherme Guerra – O Estado de S. Paulo

Jeff Bezos, presidente executivo da Amazon

Assim como as empresas de tecnologia continuam a ser as maiores companhias de capital aberto do mundo (como Apple, Amazon e Microsoft), os maiores bilionários do planeta seguem sendo do segmento de tec, sejam focados em hardware (celulares, computadores, carros), sejam em software (serviços em nuvem, algoritmos poderosos).

Na terça-feira 6, a Forbes divulgou a 35.ª edição da sua tradicional lista com as pessoas mais ricas do mundo em 2021, totalizando 2.275 bilionários. Entre as 10 primeiras posições, 7 são homens do setor de tecnologia americano, que foram ou são atualmente CEOs dessas companhias gigantes de alcance mundial.

O homem mais rico do mundo é Jeff Bezos, fundador e atual presidente executivo da Amazon, de onde irá abandonar o posto a partir de agosto deste ano para se dedicar a outros projetos. Segundo a Forbes, o patrimônio de Bezos é de US$ 177 bilhões (ante US$ 113 bilhões em 2020) e este é o quarto ano em que o executivo figura no topo da lista.

Em segundo lugar, o presidente da montadora de automóveis elétricos Tesla e da aeronáutica SpaceXElon Musk, tem patrimônio avaliado em US$ 151 bilhões, salto imenso em relação a 2020, quando o ranking da Forbes apontava que o CEO era dono de “meros” US$ 24,6 bilhões, na 31.ª posição àquela época. Em janeiro deste ano, por um curto período, Musk tornou-se o homem mais rico do mundo, atingindo patrimônio de US$ 195 bilhões — a posição, no entanto, não se sustentou.

O fundador da Microsoft e filantropo Bill Gates figura no quarto lugar, com US$ 124 bilhões. Gates, apesar de ter aumentado o patrimônio no último ano, perdeu a segunda posição do ranking para o executivo da Tesla.

Mark Zuckerberg, dono do conglomerado com as maiores redes sociais do mundo (FacebookInstagram e WhatsApp), subiu da 7.ª para a 5.ª posição neste ano: o patrimônio do americano subiu de US$ 54 bilhões para US$ 97 bilhões.

O presidente executivo da OracleLarry Ellison, aparece como o 7.º homem mais rico do mundo, com patrimônio de US$ 93 bilhões. Em seguida vêm Larry Page (US$ 91,5 bilhões) e Sergey Brin (US$ 89 bilhões), ex-executivos da Alphabet, a empresa controladora do Google, de onde ambos permanecem como investidores e executivos.

Quem não aparece em destaque é a Apple, maior companhia de capital aberto do mundo e avaliada em quase US$ 2,1 trilhões, não compõe as primeiras posições do ranking.

O presidente executivo da fabricante de iPhones, Tim Cook, estreia no levantamento deste ano com “apenas” US$ 1,3 bilhões, na 2263.ª posição. Já Laurene Powell, viúva do fundador Steve Jobs, aparece na 95.ª posição, com patrimônio de US$ 19 bilhões devido a investimentos na Apple e na Disney que a bilionária herdou do marido.

Brasil

O presidente global da fintech brasileira NubankDavid Vélez, apareceu pela primeira vez no levantamento nacional da Forbes, que apontou patrimônio de US$ 5,2 bilhões para o colombiano residente no Brasil. Atualmente, o Nubank é avaliado em US$ 25 bilhões, a startup de maior valor do País.

Já André Street e Eduardo de Pontes, executivos do unicórnio Stone, têm patrimônio de US$ 2,5 bilhões e US$ 2,4 bilhões, respectivamente, e estreiam no ranking. O bilionário Luís Frias, do unicórnio PagSeguro, aparece com US$ 4,6 bilhões.

Efeito pandemia

O principal motivo que fez com que esses executivos aumentassem o patrimônio em um ano de crise mundial afetado pela pandemia de covid-19 é que o isolamento social necessário para combater o novo coronavírus impulsionou a tendência de digitalização, incentivando as pessoas a comprarem computadores e tablets para trabalhar e estudar em casa, a assinarem serviços de streaming para passar o tempo ou a utilizarem mais aplicativos de mensagens. Como consequência, essas empresas de tecnologia viram o faturamento explodir, elevando o patrimônio dos executivos e investidores. 

Nubank contrata Matt Swann, ex-Amazon e ex-Booking, como novo CTO

O Nubank, maior banco digital do mundo, anuncia hoje a contratação de Matt Swann como novo diretor-chefe de tecnologia (Chief Technology Officer). 

Swann tem experiência de 25 anos em equipes de Engenharia de Software e de Produto nos EUA 

Com 25 anos de experiência liderando equipes de Engenharia de Software e de Produto em empresas de crescimento exponencial como Amazon e Booking e também passagens em cargos de gestão em instituições globais como Citibank, Oracle e Motorola, o executivo chega ao Nubank para continuar impondo o ritmo acelerado de crescimento e de inovação que o banco digital vem trilhando nos últimos anos.

“Tornar-me CTO de uma empresa tão promissora como o Nubank, ainda mais tendo a missão de continuar o fantástico trabalho de um profissional como Ed (Edward Wible, co-fundador do Nubank), foi determinante para minha escolha. A cultura da empresa, fortemente alinhada com o propósito de melhorar a vida financeira de milhões de pessoas, também foi um fator que me atraiu para esta oportunidade”, afirma Matt Swann. 

O então CTO da empresa, Edward Wible, tinha o desejo de voltar a contribuir mais diretamente com a construção dos sistemas e da infraestrutura da empresa, e passa, agora, a ocupar a diretoria de Plataformas Tecnológicas. Wible participou ativamente do processo de escolha do novo CTO e está bastante entusiasmado com a contratação de Swann. 

“Matt traz um enorme repertório de experiência em domínios técnicos e uma expertise em desenvolvimento em larga escala que poucos líderes no mundo possuem. Estou animado em lhe dar as boas-vindas. Tenho certeza que ele vai fortalecer nossa equipe e nos ajudar a seguir crescendo e superando complexidades e desafios que tem aumentado à medida que ampliamos nossa base de clientes e nosso portfólio de produtos”, afirma Wible.


O Nubank tem crescido a um ritmo exponencial. A empresa soma hoje mais de 35 milhões de clientes. Em média, 36 mil pessoas por dia se tornaram clientes do banco digital em 2020. O produto de seguro de vida, lançado em dezembro passado, atingiu 100 mil clientes em menos de três meses; e a adoção do Pix pelos clientes foi enorme — a empresa detém hoje cerca de 30% do market share em número de transferências num universo com mais de 700 instituições. Ainda, o número de contas de PJ cresce a uma velocidade acelerada e as possibilidades no mercado de investimentos são inúmeras após a aquisição da Easynvest.

“No Nubank, estamos sempre olhando para o futuro e procurando antecipar movimentos para manter o ritmo de inovação e crescimento. Ser capaz de escalar nossas operações de maneira sustentável é uma vantagem competitiva importante. E foi nisso que pensamos quando eu e Ed decidimos contratar alguém que já passou por hiper-crescimento em empresas globais. Matt é um profissional que nos ajudará a atravessar os desafios que toda expansão exige e dará continuidade ao brilhante trabalho que Ed realizou nos oito últimos anos”, explica David Vélez, CEO e fundador do Nubank. 

O banco digital tem contratado diversas lideranças globais nos últimos anos. Em maio de 2019, a empresa anunciou a chegada da norte-americana Renee Mauldin — executiva com passagens pelo Google, Uber e Twitter — como diretora-chefe de RH (Chief People Officer). Em janeiro do ano passado, o banco digital trouxe Jag Duggal do Facebook para chefiar a área de Produto (Chief Product Officer) assim como Youssef Lahrech, ex-Capital One, que hoje ocupa o cargo de Chief Operating Officer no Nubank.