Novo banco de dados com números de telefone do Facebook pode estar à venda na internet

Segundo site, uma ferramenta online está permitindo que clientes paguem para descobrir os números de telefone de usuários do Facebook que curtiram determinada página na rede social

No sábado passado, foi revelado que o Facebook teve dados recolhidos de 533 milhões de usuários da plataforma

Um outro banco de dados de números de telefone do Facebook está disponível na internet. De acordo com a publicação de tecnologia Motherboard, uma ferramenta online está permitindo que clientes paguem para descobrir os números de telefone de usuários do Facebook que curtiram determinada página na rede social — e o banco de dados parece ser diferente das informações de 533 milhões de conta do Facebook cuja exposição foi revelada no último sábado, 3. 

Segundo o Motherboard, a ferramenta é um robô no aplicativo de mensagens Telegram. Além de fornecerem números de telefone de usuários do Facebook que não estão incluídos no conjunto de dados dos mais de 500 milhões de usuários, as informações também parecem ser diferentes de outro “bot” do Telegram revelado em janeiro, que exibia números de telefone da rede social. 

A publicação afirma que o robô pede inicialmente que o cliente mande o código de identificação exclusivo da página do Facebook da qual deseja descobrir os números de telefone. De acordo com o Motherboard, o serviço relacionado a uma página com dezenas de milhares de curtidas pode custar algumas centenas de dólares: o robô oferece as informações de apenas uma parcela dos seguidores da conta. Em páginas com menos de 100 curtidas, o serviço é gratuito. 

Ainda não há informações sobre a origem dos dados, mas o Motherboard sinaliza que as informações podem ser fruto de uma nova violação de dados envolvendo o Facebook. A empresa ainda não comentou o assunto. 

Sem proteção

No sábado passado, foi revelado que o Facebook, maior rede social do mundo, com 2,7 bilhões de clientes, teve dados recolhidos de 533 milhões de usuários da plataforma, incluindo de 8,1 milhões de brasileiros, conforme publicação em fórum de hackers. As informações incluíam nome completo, idade, cidade, ocupação, e-mail e número de telefone. 

O Facebook confirmou o caso, atribuindo-o a um garimpo de “agentes maliciosos” por meio de uma vulnerabilidade da ferramenta de empresa usada para sincronizar contatos. Segundo a rede social, a falha foi corrigida em setembro de 2019, quando foi percebida.

Nesta quarta-feira, o Facebook afirmou que não vai notificar os usuários que tiveram suas informações vazadas. Um porta-voz da rede social disse que a companhia não tem certeza de ter total visibilidade sobre quais usuários poderiam ser notificados. Ele afirmou ainda que os dados foram  ofertados publicamente e que, depois de vazados, os usuários não têm como tomar medidas contra o problema. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.