Apple tentou convencer Netflix a manter assinaturas pela App Store

A Maçã fez dezenas de propostas para tentar manter a gigante — sem sucesso

O julgamento da disputa entre a Apple e a Epic Games continua a todo vapor na Califórnia, e nós continuamos regozijando-nos com informações, detalhes e correspondências internas das duas empresas que, de outra forma, nunca viriam à tona — incluindo dados, inclusive, que nem estão diretamente ligados à batalha entre as companhias.

Hoje, por exemplo, alguns documentos entregues à corte indicam que a Apple tentou fortemente convencer a Netflix a continuar oferecendo as assinaturas dos seus planos de streaming pelo aplicativo da plataforma para iOS — missão na qual a Maçã, como todos sabemos, acabou falhando miseravelmente.

A gigante do streaming já considerava remover a opção de assinatura no iOS desde o início de 2018, e uma força-tarefa de executivos da Apple manteve longas conversas com a Netflix (e entre si) ao longo de vários meses para tentar demover a empresa da ideia. A mensagem inicial — entre as divulgadas, pelo menos — foi de Carson Oliver, diretor de gerência de negócios da App Store:

Tirando a questão do churn voluntário [taxa de clientes que assinaram o serviço pelo iOS e estavam cancelando-o], a Netflix está preocupada em entender o valor incremental de oferecer suas assinaturas via compras internas do iOS. Para medir isso, eles propuseram um teste que removeria a capacidade de assinar o serviço pelo app em alguns países por um período de dois meses. O teste seria feito entre maio e junho, e eles estimam que sua aplicação impactaria 1,9% das novas assinaturas anuais dentro do app. Nós expressamos nossas preocupações de que aplicar o teste criaria uma experiência ruim para os usuários do app nos países em questão — além de limitar oportunidades de co-marketing, como destaques na App Store.

Oliver ventilou ainda, no email, a possibilidade de a Apple aplicar punições à Netflix pelos testes — algo que acabou não ocorrendo. Nos emails seguintes, os executivos da Maçã expressaram o desejo de marcar reuniões com pessoas da Netflix; Eddy Cue, por exemplo, teria tentado se encontrar com Reed Hastings, CEO da empresa (não sabemos se a reunião aconteceu, entretanto).

Em julho de 2018, como mais uma medida para tentar convencer a Netflix do “fico”, os executivos da Maçã montaram uma apresentação destacando vários números positivos da plataforma no iOS e pontos positivos da relação entre as duas empresas, como o fato de que a Apple destacava os serviços da Netflix mais do que qualquer outra parceira (em mais de 35 lojas ao redor do mundo) e que os destaques da plataforma na App Store apresentavam uma taxa de conversão entre 6% e 7%, considerada altamente satisfatória.

A Apple listou também, na apresentação, uma série de propostas para melhorar a relação com a Netflix e atender algumas das preocupações da empresa. Entre elas, a Maçã ofereceu um pacote ainda maior de destaques no iOS e na Apple TV, a entrega de dados analíticos (taxa de conversão, instalações, engajamento e outros) e possibilidade de testes mais aprofundados no ecossistema da empresa.

A Netflix também poderia escolher quais dos seus filmes e séries seriam destacados na plataforma da Apple e juntar-se ao Programa de Parceiros de Vídeo da empresa — aquele mesmo que já rendeu polêmica no ano passado por conta do Amazon Prime Video. Outras propostas incluiriam parcerias com a Netflix nas sessões do Today at Apple, pacotes com os serviços da empresa e suporte nos mercados internacionais.

Sim, muita coisa — mas nada disso parece ter comovido Hastings ou os executivos da gigante dos streamings. Vale notar que, enquanto o pessoal da Maçã tentava de tudo manter as assinaturas da Netflix no iOS, outra equipe em Cupertino fazia os ajustes finais para o lançamento do Apple TV+, menos de um ano depois — o que mostra que, como qualquer empresa que se preze, a Apple ataca em todas as frentes possíveis. [MacMagazine]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.