Blue Origin, de Jeff Bezos, ultrapassa rivais e marca a data em que levará turista ao espaço pela primeira vez: 20 de julho

Empresa não informou quantas pessoas estarão a bordo de seu primeiro voo espacial tripulado, parte da ofensiva contra as rivais de Elon Musk e Richard Branson
Bloomberg

A Blue Origin, de Jeff Bezos, fará seu primeiro voo tripulado ao espaço em julho Foto: Matthew Staver / Bloomberg

KENT, WASHINGTON – A Blue Origin, fabricante de foguetes fundada pelo bilionário Jeff Bezos, marcou para o dia 20 de julho para sua primeira missão espacial tripulada. Isso significa que a empresa está a menos de três meses de um grande feito: levar um turista ao espaço pela primeira vez.

A empresa planeja leiloar um assento em seu foguete New Shepard para a viagem, que terá cerca de 11 minutos no espaço suborbital, a uma altitude de cerca de 100 quilômetros.

Esse assento será o único disponível para compra no voo, e os lucros irão para a fundação Blue Origin, o Club for the Future, que promove o ensino de matemática e ciências.

Os planos sinalizam um progresso significativo para a Blue Origin e um passo à frente das rivais Space Exploration Technologies (SpaceX), de Elon Musk, e Virgin Galactic, de Richard Branson. As três empresas são as principais competidoras de  um futuro mercado para viagens de turismo no espaço.

A SpaceX tem uma viagem tripulada prevista para setembro. A Virgin Galactic tem cerca de 600 clientes que pagaram até US$ 250 mil cada por uma futura viagem ao espaço, ainda sem data.

Coincidência com o aniversário da chegada à Lua

Bezos deu a entender nas redes sociais, após um voo de teste em 14 de abril, que a hora da Blue Origin transportar passageiros estava se aproximando. Agora a empresa marcou a data.

“Depois do último voo, dissemos que era a hora, vamos colocar as pessoas a bordo”, disse Ariane Cornell, diretora de vendas da Blue Origin, nesta quarta-feira em uma videoconferência com repórteres.

A data do primeiro voo tripulado da empresa coincide com o 52º aniversário dos primeiros passos de Neil Armstrong na Lua, embora isso não tenha sido mencionado pelos executivos da Blue Origin.

A empresa coletou dados suficientes de 15 voos de teste de foguetes e 16 pousos de cápsulas para estar pronta para o serviço operacional, disse Cornell. A empresa sediada em Kent, Washington, vai realizar “mais alguns” voos com pessoas este ano após a viagem de julho, disse ela.

Experiência de lançamento

A Blue Origin planeja transportar seis astronautas em voos que cruzarão a chamada linha Karman, uma fronteira espacial de 100 quilômetros de altitude. Uma cápsula com a tripulação se separa durante o vôo e pousa com paraquedas a alguns quilômetros do foguete reutilizável New Shepard.

O New Shepard, de 18 metros, pousou com sucesso na área de lançamento da Blue Origin no oeste do Texas no mês passado em seu 15º voo de teste.

Os clientes terão uma experiência de quatro dias, incluindo três dias de treinamento pré-vôo no local de lançamento da empresa perto de Van Horn, Texas, cerca de 195 quilômetros a sudeste de El Paso. A experiência no espaço em si durará cerca de onze minutos.

A empresa construiu acomodações, incluindo um refeitório, e espera que as montanhas cênicas e o deserto sejam outra atração, disse Cornell.

“Eles podem apreciar a bela paisagem antes de realizarem o voo de suas vidas”, disse ela.

Rivais também têm planos em curso

A Virgin Galactic tem cerca de 600 clientes que pagaram até US$ 250 mil cada por uma futura viagem ao espaço. A empresa parou de aceitar reservas no final de 2018, mas planeja retomar no final deste ano, depois de transportar Richard Branson para o espaço suborbital em um de seus primeiros voos.

Executivos disseram que os preços provavelmente aumentarão por causa da demanda.

A SpaceX também está se preparando para clientes pagantes. Já em setembro, a empresa de Musk enviará o empresário de tecnologia Jared Isaacman e três outras pessoas em uma missão de vários dias para orbitar a Terra. A viagem foi projetada para arrecadar dinheiro e dar suporte ao Hospital de Pesquisa Infantil St. Jude.

A SpaceX também levará quatro homens para a Estação Espacial Internacional no próximo ano em uma missão privada para a Axiom Space.

Também nesta quarta-feira,  a SpaceX aterrissou com sucesso seu foguete Starship em sua quinta tentativa, com uma transmissão ao vivo da empresa americana.

O voo de testes bem sucedido representou uma grande vitória para a companhia de Elon Musk, depois que as últimas quatro tentativas terminaram em explosões.

“Aterrissagem da nave nominal”, tuitou Musk. “Nominal” significa normal nos termos dos voos espaciais.

O teste não foi totalmente perfeito, pois houve um pequeno incêndio na base do foguete de 50 metros de altura pouco após o pouso.

O foguete, nomeado de SN15, tinha sido lançado na base de Boca China, no sul do Texas, por volta das 17h25 locais (19h25 de Brasília), antes de alcançar os 10 km de altitude e realizar uma série de manobras de voo.

A SpaceX enfrentava uma pressão extra para ter êxito com o voo desta quarta depois que a Nasa anunciou que uma versão da Starship será usada como módulo de pouso lunar quando a agência espacial americana voltar a enviar humanos à Lua.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.