Lady Gaga compartilha história de estupro em série sobre saúde mental

Série The Me You Can’t See foi lançada na AppleTV+

Lady Gaga em depoimento à série The Me You Can’t See (Foto: Reprodução/AppleTV+)

Lady Gaga compartilhou sua história com abuso sexual em uma nova série da AppleTV+, The Me You Can’t See. Se abrindo pela primeira vez sobre a experiência, a cantora disse ter sido estuprada por um produtor. 

Segundo Gaga, chamada pelo seu nome de nascença Stefani Germanotta na produção, o estupro aconteceu quando tinha 19 anos: “eu estava trabalhando na indústria musical quando um produtor me falou ‘tire suas roupas’. Eu disse não. E quando eu sai eles me disseram que queimariam todas as minhas músicas. Eles não pararam. Eles não paravam de me perguntar e eu congelei. Eu nem me lembro”. 

Cartaz da série The Me You Cant See (Foto: Divulgação/AppleTV)

Ela continuou: “Primeiro, tudo que eu senti foi dor, e depois fiquei anestesiada. Fiquei doente por semanas e semanas até perceber que a dor que eu sentia era a mesma que senti quando a pessoa que me estuprou me deixou grávida em uma esquina”.

A artista, que não quis nomear o abusador, falou sobre sentir a dor até hoje e ter demorado anos para conseguir superar o trauma. Gaga compartilhou a história para aumentar a conscientização em torno de problemas mentais. 

The Me You Can’t See traz Oprah Winfrey e Príncipe Harry guiando entrevistas e discussões com diferentes nomes do entretenimento em torno de saúde mental. A série está disponível no AppleTV+. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.