The Weeknd – The Weeknd – Save Your Tears (Live on The 2021 Billboard Music Awards)

“Save Your Tears” (Live at The 2021 Billboard Music Awards)

Google expande serviço de notícias para computadores

Sites poderão incluir mais conteúdo dentro das notícias agregadas ao serviço e leitores também podem acessar conteúdo pago dos veículos parceiros
Por Patrick Freitas, O Estado de S. Paulo

Google News Initiative é o braço da gigante da tecnologia dedicado a fortalecer o jornalismo

Google anunciou nesta segunda-feira, 24, novos recursos para a área de notícias do site. Agora, todos os usuários, independentemente do dispositivo que estejam utilizando, podem ver painéis aprimorados de conteúdos produzidos por jornais parceiros – antes o serviço estava disponível para telefones celulares.

Apoiado por investimentos de US $1 bilhão, o “Google News Showcase” é um programa de licenciamento que paga a veículos jornalísticos para que eles possam trazer curadoria aos produtos de notícias do Google. Disponível em alguns países, incluindo Índia, Argentina e Brasil, a maioria dos parceiros representam jornais locais, regionais ou comunitários. No País, o Estadão é um dos veículos de grande circulação que participam do projeto.

Batizado de “Destaques no Brasil”, um dos novos recursos permitirá que os veículos incluam links dentro dos painéis de notícias, agregando mais contexto a temas complexos. O recurso de painéis já foi clicado mais de 460 mil vezes, permitindo que leitores sigam os seus veículos favoritos. 

Para incentivar a leitura dos sites que são parceiros, também foi lançado o “Acesso Estendido”, que dá aos leitores a possibilidade de acessar conteúdo pago e selecionado pelos veículos parceiros. 

Polêmicas

Os novos recursos chegam em meio a discussões globais sobre como o Google deve pagar por conteúdo jornalístico. Na Austrália, o governo aprovou uma lei do tipo, enquanto a União Europeia estuda o tema. No Brasil, a Associação Nacional de Jornais (ANJ) pede ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) uma investigação sobre o assunto.

Photographer Irene Suarez for ELLE Bulgaria with Sia Val

Photographer & Video: Irene Suarez. Fashion Stylist: Elisabeth Merino. Hair & Makeup: Lucia Chico. Model: Sia Val.

Festival Digital de Economia Criativa, Sustentabilidade e Inclusão – 25 a 27 de maio

De 25 a 27 de maio, a Associação Objeto Brasil e a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo de São Paulo, via Proac Lab Expresso – Lei Aldir Blanc, realizarão o Festival Digital de Economia Criativa, Sustentabilidade e Inclusão.

A partir dos pilares de Sustentabilidade, da Inclusão Social e da Diversidade, o festival tem como o objetivo principal promover a Economia Criativa e as manifestações artísticas, como instrumentos de fomento à geração de cultura, de forma a sensibilizar, apoiar e capacitar novos talentos e negócios sustentáveis.

Inspirado peloAno Internacional da Economia Criativa para o Desenvolvimento Sustentável 2021, oficializado pela 74ª Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, o evento aproveita o momento para reascender o poder da Economia Criativa no Brasil, por meio do crescimento econômico sustentável e inclusivo, a cooperação e networking entre os governos e o setor privado, além de proporcionar um ambiente de oportunidades e empoderamento por todos os direitos humanos (etnias, mulheres, população negra, povos indígenas, pessoas com deficiência e LGBTQIA+).

“A presença da criatividade na sociedade contemporânea se dá de forma transversal. Como vetor de crescimento, está na origem de inúmeros outros conceitos. Da Economia Criativa de John Howkins a Richard Florida, extrapola o âmbito artístico para se instalar como agente ativo na solução de problemas complexos e vetor de desenvolvimento. A economia, incluindo a criativa, só pode existir se apoiada no tripé conceitual da sustentabilidade que, além da perspectiva econômica, contempla também a ambiental e a social.”

Com o propósito de integrar, conectar e promover a cultura, o Festival Digital de Economia Criativa, Sustentabilidade e Inclusão conta com parcerias e apoio de organizações, associações e empresas que vislumbram os mesmos valores, como a Universidade São Judas, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo/PROAC LAB e a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência de São Paulo. 

Para democratizar o acesso à cultura e contribuir para a geração de empregos e oportunidades aos profissionais e agentes culturais, o evento será gratuito, veiculado digitalmente em plataformas de streaming. A divulgação espontânea do conteúdo audiovisual será inclusiva e diversa por meio dos canais de comunicação digitais: website do festival e aplicativos de redes sociais como Facebook, Instagram, Linkedin, YouTube e Spotify.

Em relação às boas práticas de inclusão, serão utilizadas diferentes ferramentas para acessibilidade comunicacional: audiodescrição para compreensão de narrativas por parte de pessoas cegas e com deficiências visuais ou intelectuais, tradução em Libras e Closed Caption, legendas, para pessoas surdas ou com deficiência auditiva.

Durante os três dias, a programação incluirá várias ativações sobre design, artesanato, sustentabilidade, inclusão e diversidade, tais como uma palestra sobre “Economia Criativa e Inclusão Social”, o espetáculo teatral “22, Semana de Arte Moderna”, uma rodada de conversa sobre “A Criatividade como Agente de Transformação Cultural, Econômica e Social”, cinco apresentações musicais com os artistas Caliandra, DJ Ramilson, Yzalú, Neusa Romana e Ayrton Salvanini, uma oficina de Teatro Acessível e outra com o tema “Construindo um Negócio Criativo”, além dos talks “Dimensões Criativas: Acessibilidade e Diversidade”, “Mulheres Criativas”, “Design Universal” e “Economia Circular”.

Em paralelo, o Festival lança a Plataforma de Exposição e E-commerce, com foco na promoção do Artesanato, ferramenta para divulgar os produtores e empreendedores criativos, uma iniciativa de curadoria e apoio a marcas e produtos do artesanato brasileiro, bem como um incentivo à geração e crescimento de negócios. Por meio da plataforma, localizada no website do Festival, vitrines e catálogos virtuais estarão disponíveis com objetos contemporâneos, criações independentes, presentes culturais, arte brasileira, popular e indígena, além de design autoral. A partir do interesse, o visitante será direcionado aos canais das empresas, especialmente selecionadas por compartilharem os mesmos conceitos e valores do Festival.

Participam os criativos Arte Tribal Brasil, Feira na Rosenbaum, Museu A Casa do Objeto Brasileiro, *Marco 500 e a designer Nara Ota. A exposição virtual ocorrerá durante os três dias de ações do Festival e continuará disponível por mais um mês após o evento.

FESTIVAL DIGITAL DE ECONOMIA CRIATIVA, SUSTENTABILIDADE E INCLUSÃO
25 a 27 de maio de 2021
Instagram @objetobr
Facebook f Objeto Brasil
YouTube http://bit.ly/ObjetoBrasil
Para demais plataformas, acesse: http://www.festdig.com.br

AMANHÃ | 25 DE MAIO | TERÇA-FEIRA | 1º DIA

14H ÀS 14H30

ABERTURA OFICIAL DO FESTIVAL

PALESTRA SOBRE ECONOMIA CRIATIVA E INCLUSÃO SOCIAL

PARTICIPAÇÃO:

CHRISTIANO BRAGA, JOICE JOPPERT LEAL, NICOLE FACURI E SILVIA GRECCO

Uma imagem contendo Interface gráfica do usuário

Descrição gerada automaticamente

14H30 ÀS 16H30, AO VIVO

OFICINA GAMER +60

PARTICIPAÇÃO:

FABIO OTA, INTERNATIONAL SCHOOL OF GAME

Uma imagem contendo Interface gráfica do usuário

Descrição gerada automaticamente

16H30 ÀS 17H30

ESPETÁCULO TEATRAL “22, SEMANA DE ARTE MODERNA”

AYRTON SALVANINI

Texto

Descrição gerada automaticamente

17H30 ÀS 18H30

RODADA DE CONVERSA: “A CRIATIVIDADE COMO AGENTE DE TRANSFORMAÇÃO CULTURAL, ECONÔMICA E SOCIAL”

PARTICIPAÇÃO:

BEBÉ CASTANHEIRA, JOICE JOPPERT LEAL, REGINA GALVÃO

Uma imagem contendo Texto

Descrição gerada automaticamente

18H30 ÀS 19H30

APRESENTAÇÃO MUSICAL COM CALIANDRA

Uma imagem contendo Interface gráfica do usuário

Descrição gerada automaticamente

19H30 ÀS 20H30

TALK “DIMENSÕES CRIATIVAS: ACESSIBILIDADE, INCLUSÃO E DIVERSIDADE”

PARTICIPAÇÃO:

CID TORQUATO, JESSICA SANDIN, MARCUS NOVELLO, MONICA ORCIOLI , WILLIAN CASARIM

Imagem capturada de tela de celular com publicação numa rede social

Descrição gerada automaticamente com confiança média

20H30 ÀS 21H30

APRESENTAÇÃO MUSICAL COM CA CAU

Uma imagem contendo Texto

Descrição gerada automaticamente

21H30 ÀS 22H

ENCERRAMENTO DA EQUIPE DO  FESTIVAL E CONVIDADOS

TRILHA SONORA COM DJ RAMILSON MAIA

Interface gráfica do usuário

Descrição gerada automaticamente com confiança média

CRIATIVOS CONVIDADOS | TALKS E OFICINAS

ÂNGELA TAMIKO HIRATA  | CHRISTIANO BRAGA | CAETANA FRANARIN | CID TORQUATO  | CLAUDIA FACCA | CRIS ROSENBAUM | EDILSON FLAUSINO | FABIO OTA | FRED GELLI | GUILHERME CASTELLINI JESSICA SANDIN JORGE GRIMBERG | JOSÉ LUIZ TEJON | MARCUS NOVELLO | MARIA DO CARMO FILIPPINI | MONICA ORCIOLI | NICOLE FACURI | REGINA GALVÃO | REGINA MONTEIRO | SILVANA CAMBIAGHI | SILVIA GRECCO | VICTOR MEGIDO

Foto editada de grupo de pessoas posando para foto

Descrição gerada automaticamente

 ARTISTAS | ESPETÁCULOS E PERFORMANCES

AYRTON SALVANINI | CALIANDRA | CA CAU | GUILHERME RODIO | NEUSA ROMANO | YZALÚ | DJ RAMILSON MAIA

Pessoa de camisa branca

Descrição gerada automaticamente com confiança baixa

EXPOSITORES DE ARTESANATO

ARTE TRIBAL | FEIRA NA ROSENBAUM | MARCO500 | MUSEU A CASA DO OBJETO BRASILEIRO | NARA OTA

Uma imagem contendo foto, diferente, mostrando, muitos

Descrição gerada automaticamente

ANEXOS, RELEASE “FESTIVAL DIGITAL DE ECONOMIA CRIATIVA, SUSTENTABILIDADE E INCLUSÃO”, “ELENCOS” COM AS BIOS COMPLETAS E A “PROGRAMAÇÃO” DIÁRIA, DE 25 A 27 DE MAIO

A CRIATIVIDADE POR TRÁS DO FESTIVAL

ASSOCIAÇÃO OBJETO BRASIL

Constituída há quase 30 anos junto a parceiros e colaboradores de múltiplos setores, incluindo o industrial representado pelo bibliófilo José Mindlin, Presidente de Honra do Conselho da entidade (in memoriam), a Associação Objeto Brasil é liderada por Joice Joppert Leal, referência internacional na área do Design, da Economia, Cidades e Indústrias Criativas. Direcionada à promoção do Design Brasileiro no país e exterior, a instituição tem sede em São Paulo, com consagrada abrangência nacional e em mais de 20 países, tais como Alemanha, Argentina, México, Costa Rica, Canadá, China, Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, França, Inglaterra, Itália, Japão, Portugal entre outros.

JOICE JOPPERT LEAL

Responsável pela idealização do Festival Digital de Economia Criativa, Sustentabilidade e Inclusão, Joice Joppert Leal atua há mais de 40 anos na promoção do design brasileiro, essência da economia criativa e circular, no âmbito nacional e internacional. Nos anos 1970, trabalhou na promoção comercial do Consulado Geral do Brasil em Milão, Itália. Entre 1980 e 2002, implementou e dirigiu o Departamento de Engenharias e Tecnologia-DETEC e o Núcleo de Desenho Industrial (NDI) da FIESP-Federação das Indústrias do Estado de São Paulo. Em 1996, fundou a Associação Objeto Brasil que organiza exposições e premiações ao redor do mundo. Como Diretora executiva da associação, realiza curadorias culturais, consultorias e publicações.

WILLIAN CASARIM

Willian Casarim é Diretor Criativo e de Conteúdo do Festival Digital de Economia Criativa, Sustentabilidade e Inclusão. Internacionalista, especialista em gestão de projetos, com atuação global, é movido pela criatividade, inovação, tecnologia, sustentabilidade e design, a partir de projetos e causas que contribuam para construção de um ambiente de desenvolvimento econômico, cultural, social e ambiental que promovam impactos e transformem o universo dos negócios, governos, pessoas, cidades e países.

BEBÉ CASTANHEIRA

Coordenadora de Pesquisa e Curadora adjunta do Festival Digital de Economia Criativa, Sustentabilidade e Inclusão, Bebé Castanheira é Doutora e Mestre em Arquitetura & Urbanismo, graduada em Design pela FAAP. Designer, professora universitária, pesquisadora e consultora no desenvolvimento de projetos Elisabete Castanheira possui sólida experiência de mercado, acadêmica e de conteúdo para as áreas do design, da inovação e da economia criativa. Em 2017 integrou a comitiva que representou o Brasil no júri do Prêmio Cannes Lions e foi a coordenadora técnica do dossiê vitorioso de candidatura de Brasília à Rede de Cidades Criativas da UNESCO, para a categoria Design.

Camila Queiroz reencontra Agatha Moreira em bastidores de ‘Verdades Secretas 2’

Atrizes estão gravando novos episódios de produção que conta a história de Angel e de modelos que fazem ‘book rosa’

Agatha Moreira e Camila Queiroz (Foto: Reprodução/Instagram)

Camila Queiroz compartilhou em seu Instagram um clique dos bastidores de Verdades Secretas 2. A atriz falou do reencontro com a amiga e colega Agatha Moreira. “Juntas novamente”, celebrou a protagonista da produção. 

No final do ano passado, foi divulgado um teaser da nova temporada, que contará com Rômulo Estrela, e será mais uma vez obra de Walcyr Carrasco, produzida por Amora Mautner. No vídeo, vemos Angel isolada depois de fugir por matar Alex (papel de Rodrigo Lombardi) no final da primeira parte da novela, que foi ao ar em 2015. A trama principal mostrava um triângulo amoroso que envolvia Angel, Alex e Carolina (Drica Moraes), mãe de Angel. No último capítulo, Carolina, ao flagrar a filha e o marido na cama, se suicida.

Em um resumo sobre a sequência distribuído aos parceiros internacionais da emissora, uma pequena sinopse revelava o que o público pode esperar da trama. “A sedutora Angel está de volta para a segunda temporada de Verdades Secretas. Agora viúva, sem dinheiro e com um filho doente para criar, ela retorna ao mundo glamoroso da moda e da prostituição de luxo. Enquanto isso, Giovanna (Agatha Moreira) está determinada a provar que Angel matou seu pai Alex, e contrata um investigador misterioso, que acaba se apaixonando pela modelo”, dizia o comunicado.

Focadas no conceito de bem-estar sexual, marcas nacionais ganham espaço com produtos sustentáveis

Lubrificantes veganos, dildos de cristal e espuma de limpeza com ingredientes naturais estimulam autoestima e autocuidado
O Globo

Campanha da Lubs: diversidade Foto: Takeuchiss

Está em curso uma revolução em prol do autocuidado, do autoconhecimento e do prazer. Velho conhecido do Hemisfério Norte, o conceito de sexualwellness ganha sotaque nacional com o surgimento de marcas (a sua maioria liderada por mulheres), que desenvolvem lubrificantes veganos a dildos de cristal. Criados pelas empresas Lubs, Nuaá, Mitra, Feel e Pantynova, os produtos que estão dando o que falar têm quatro pilares em comum: preocupação com a sustentabilidade, investimento em ingredientes naturais, identidade visual atraente e o protagonismo feminino num terreno, historicamente, dominado por homens.

A tendência — com representantes lá fora como a atriz Gwyneth Paltrow, que, por meio da plataforma de lifestyle Goop, comercializa velas com aroma de vagina e vibradores ecológicos — ganhou impulso no Brasil durante a quarentena. Ginecologista e obstetra, Rodrigo Ferrarese observa o movimento com bons olhos: “Essas marcas proporcionam maior autoconhecimento e liberdade corporal às mulheres. É possível perceber também a associação dos produtos a terapias alternativas, como cristalterapia e aromaterapia”.

No mercado há cinco meses, a Lubs criada por Chiara Sandri é um exemplo nítido dessa evolução. Formada em Administração, ela decidiu apostar nesse nicho depois de uma temporada nos Estados Unidos. “Morei um ano em Nova York. Ao regressar ao Brasil, percebi que grande parte desses produtos era de baixa qualidade, quase sempre sintéticos”, conta. Em outubro de 2020, em plena pandemia, Chiara lançou a Lubs, que tem lubrificantes veganos e cruelty free (neutro, de baunilha e até de jambu) como carros-chefe. “Incluímos na fórmula ingredientes de skincare, como D-pantenol”, destaca. Além do cuidado na composição, todo posicionamento da marca aponta uma nova direção. “A gente traz a sexualidade de forma natural, queremos desmistificar o tema. A Lubs é 100% sem gênero e nossas campanhas contemplam a diversidade ”, diz a empresária. Ela ainda ressalta a importância de os géis serem vendidos on-line, longe de sex shops, em suas palavras, “um ambiente machista, focado no prazer masculino.”

No fim de março, animada com a aceitação dos lubrificantes, a Lubs avançou mais uma casinha ao lançar um shot matinal batizado de Magic Potion. “É à base de cacau em pó orgânico e leva também farinha de maca peruana. Regulariza os hormônios e aumenta a libido”, explica Chiara. Ela frisa que o produto não é remédio nem milagroso mas, sim, um “suplemento sexual”.

Mesmo tempo de vida da Lubs tem a Feel, comandada pela designer Marina Ratton. Sempre atenta à inovação, ela teve, em 2018, numa viagem a Califórnia, o primeiro contato com as femtechs — startups, geralmente,lideradas por mulheres que desenvolvem soluções para demandas relacionadas ao bem-estar feminino — e com as sextechs, que trabalham a sexualidade de maneirA ampla e inclusiva. Marina resolveu empreender no setor e estava com tudo pronto no fim de 2019. Mas a pandemia fez com que ela pisasse no freio. Em outubro de 2020, lançou o e-commerce e os primeiros produtos: um lubrificante à base de aloe vera, 100% natural, e o blend de óleo de coco com tea tree. “Indicado para assaduras e incômodos na região pélvica que surgem, por exemplo, depois da depilação.” Segundo Marina, a crise sanitária acelerou o movimento: “É um mercado em franco aquecimento”. Ela também destaca o papel social. “A gente tem um dever de casa, estamos levando educação sexual para os consumidores.”

Fundada por três mulheres, a ginecologista e obstetra Ana Luiza Farias, a publicitária Fabi Giralt e a empresária Juliana Leite, a Nuaá tem como proposta trazer o conceito de skincare para a região da vulva. Um dos principais focos são as mulheres entrando no período da menopausa. “Fui convidada para dar uma palestra sobre os efeitos do câncer de mama, como o ressecamento vaginal (que pode ser provocado por diversos fatores, como a quimioterapia), e os tratamentos possíveis, porém caros, como o laser na região”, conta Ana Luiza. Paralelamente, a médica escutava no consultório o relato de pacientes jovens que costumavam usar óleo de coco e produtos de sex shop para lubrificação. Surgiu, então, a vontade de criar cosméticos específicos e, na sequência, veio o encontro com Fabi e Juliana: em agosto de 2020, a Nuaá saiu do papel com a missão de tirar a vulva da invisibilidade. “A pele do rosto muda ao longo dos anos. Resolvemos usar esse mesmo conceito de tratamento para a pele da vulva”, pondera Ana Luiza. Entre os produtos, estão três espumas de limpeza para três momentos da vida da mulher (uso diário, menstruação e menopausa) e uma água íntima. “Funciona como uma água termal”, compara Fabi.

A psicanalista e escritora Regina Navarro Lins acredita que o sexual care é fruto da mudança de mentalidade da sociedade. “Até filmes pornôs, que eram supermachistas, ganharam versões eróticas criadas por mulheres”, analisa. Regina frisa que o boom desse mercado é consequência da revolução de costumes e sexual ocorrida na década de 1960, quem tem na difusão da pílula anticoncepcional sua mola propulsora. “No século XIX, a mulher não podia gostar de sexo. Estamos no meio desse processo de aceitar o prazer”, avalia.

É justamente a descoberta do desejo em diversas áreas do corpo por meio do toque de um cristal a ideia da Mitra, criada em 2017 pela designer de moda e artista plástica Tatiane Ribeiro. “Sempre falei sobre sexualidade de maneira muito aberta e, em paralelo, sou louca por cristais.” Adepta de sex toys, Tati passou a se incomodar com a matéria-prima dos brinquedos que usava. Quando se deu conta, estava criando uma coleção de sete massageadores artesanais feitos de pedras brasileiras 100% certificadas, e montando um canal de vendas on-line. “Dá para ser usado sozinho, pode experimentá-lo em diversas regiões corporais, não é necessário introduzi-lo para ter prazer”, explica Tati. “Cada pedra trabalha um chacra diferente”, emenda.

A terapeuta sexual Mariana Stock, fundadora do Prazerela, aplaude o fato de as mulheres liderarem negócios que atendam às necessidades femininas. “Mas temos que levar em consideração que sexualidade não é apenas genital. Acho que a categoria de sexual care se concentra ainda muito nesse foco. A potência orgástica está em todo o corpo”, avalia.

Para Heloisa Etelvina e Izabela Starling, da Pantynova, marca que nasceu em 2018 com a intenção de deixar os sex toys mais divertidos, a disseminação do sexualwellness é motivo de comemoração. “Começamos vendendo on-line e levando os produtos, em mãos, aos consumidores no metrô de São Paulo. Hoje temos mais de 200 mil seguidores e entregamos em todo o Brasil”, diz Heloisa, citando o último lançamento da dupla: um lubrificante com ácido hialurônico na fórmula, que, além de dar prazer, proporciona tenacidade para a região pélvica. Nada mal.

Após reforma, décor cinza ganha cores, design brasileiro e plantas

Projeto do escritório Todos Arquitetura também usou estampas geométricas e obras de arte para trazer vida ao imóvel
FOTOS: FRAN PARENTE / DIVULGAÇÃO

No living, diante do painel de carvalho-americano que reforça a integração dos ambientes, poltrona Esfera, de Ricardo Fasanello, na Herança Cultural, luminária de piso Alta Estúdio Rain, mesa de apoio NR.01, série Morfa, de Lucas Recchia, na Firmacasa, mesa de centro Modi Artefacto, e tapete Espiral, de Juliana Vasconcellos e Matheus Barreto para a Botteh

Após uma reforma, este apartamento de 200 m² em São Paulo tornou-se cinza monocromático. A fim de tirá-lo da monotonia, os sócios Mauricio ArrudaFábio Mota e Lais Delbianco inseriram tons de preto, caramelo e verde, móveis de design brasileiro, plantas e fotografias contemporâneas, em um mix que agora expressa pertencimento.

Após reforma, decór cinza ganha toques de cor, design brasileiro e plantas (Foto: Fran Parente/divulgação)
Na sala de jantar, quadros de Felipe Morozini e cerâmicas de Heloisa Galvão – tapete Rio Jô Atelier
Após reforma, decór cinza ganha toques de cor, design brasileiro e plantas (Foto: Fran Parente/divulgação)
Canto do living com mesa de aço-carbono Raio Meji, que faz às vezes de bar e apoia vaso Cumbuca Vasap e luminária Tacia, design Achille & Pier Giacomo Castiglioni para a Flos
Após reforma, decór cinza ganha toques de cor, design brasileiro e plantas (Foto: Fran Parente/divulgação)
Na galeria, os autores do projeto inovam ao aplicar no teto o papel de parede da marca britânica Jane Churchill AN.h Tecidos – banco de granito Dominó, de Claudia Moreira Salles, na Dpot, e retrato de Brad Pitt assinado por Mario Testino
Após reforma, decór cinza ganha toques de cor, design brasileiro e plantas (Foto: Fran Parente/divulgação)
De volta ao living, detalhe da mesa de centro Modi, de mármore, da Artefacto
Após reforma, decór cinza ganha toques de cor, design brasileiro e plantas (Foto: Fran Parente/divulgação)
Outro ângulo da sala de jantar evidencia a composição de cerâmicas de Heloisa Galvão adornadas com flor de alho – no piso, tapete Rio Jô Atelier

No hall de acesso aos quartos, uma aposta tão incomum quanto impactante: papel de parede com estampa geométrica no teto.

Após reforma, decór cinza ganha toques de cor, design brasileiro e plantas (Foto: Fran Parente/divulgação)
No quarto de hóspedes, paredes pintadas com a cor Calor do Deserto Coral, arandela Elo Itens Collections, e cama antiga de madeira maciça do acervo dos proprietários
Após reforma, decór cinza ganha toques de cor, design brasileiro e plantas (Foto: Fran Parente/divulgação)
Detalhe do painel de madeira da suíte principal

No quarto de hóspedes reinam o tom de rosa e a cama antiga herdada pelos moradores. Na suíte do casal, o clima acolhedor vem das boiseries na parede.

Após reforma, decór cinza ganha toques de cor, design brasileiro e plantas (Foto: Fran Parente/divulgação)
Na suíte do casal, cama de envelopar Block Lider Interiores, abajur Raw, de Fernando Prado, da Lumini, e tapete Shima By Kamy

Fotógrafo mineiro Leo Faria assina coleção de louças

A linha foi criada a partir de imagens registradas pelo fotógrafo ao longo de quase uma década de carreira
GIOVANNA OLIVEIRA | FOTOS LEO FARIA

Fotógrafo mineiro Leo Faria assina coleção de louças (Foto: Leo Faria)

Cores, texturas e elementos gráficos marcam a nova coleção de louças assinada pelo fotógrafo Leo Faria em parceria com a Westwing. A linha é inspirada no acervo de mais de 100 mil imagens do fotógrafo mineiro, registradas ao longo de quase uma década de carreira, e possui peças com estampas que misturam arte, moda e uma atmosfera urbana.

Leo Faria e Westwing lançam coleção de louças com referências do movimento urbano e da moda (Foto: Leo Faria)
Leo Faria assina nova coleção de louças para Westwing

A coleção é composta por pratos rasoscanecas e pires com formas que remetem às memórias afetivas do artista, principalmente durante a infância em Minas Gerais. As peças são estampadas por seis imagens registradas e escolhidas pelo fotógrafo. As fotos possuem recortes inusitados, marcados por silhuetas humanas em movimento, que conversam também com o mundo da moda, onde o artista se tornou uma figura conhecida.

Leo Faria e Westwing lançam coleção de louças com referências do movimento urbano e da moda (Foto: Leo Faria)

Algumas das louças são marcadas ainda por elementos gráficos que simulam faixas de pedestres. A representação foi pensada para funcionar como um resgate de encontros que estão suspensos por conta da pandemia, como as passarelas e aglomerações dos desfiles de moda. “As faixas são símbolos universais, são pontes que ligam caminhos, marcam os trajetos das pessoas, então capturar esses momentos é algo recorrente no meu trabalho”, conta o fotógrafo.

Leo Faria e Westwing lançam coleção de louças com referências do movimento urbano e da moda (Foto: Leo Faria)

A combinação entre os tons das roupas das personagens escolhidas por Leo e os elementos gráficos adicionados às peças resulta em uma paleta de cores vibrante, capaz de trazer alegria à decoração. De acordo com o fotógrafo, as louças foram pensadas para serem versáteis e utilizadas em diferentes ambientes do lar. Os pratos, por exemplo, podem ganhar espaço em um gallery wall para decorar as paredes. Já as canecas podem funcionar como organizadores para canetas ou pincéis em um escritório.

Leo Faria e Westwing lançam coleção de louças com referências do movimento urbano e da moda (Foto: Leo Faria)

Além de assinar as louças, Leo Faria também é responsável pela direção de criação, fotografia e vídeo da nova coleção feita em parceira com a Westwing. As peças da colaboração estarão disponíveis no site da marca nesta segunda-feira, 24, a partir das 14h.

Os Eternos decidem interferir em primeiro teaser revelado

Longa do MCU tem estreia marcada para novembro
JULIA SABBAGA

Os Eternos teve o seu primeiro teaser revelado hoje. Além de divulgar mais sobre a mitologia da equipe, a prévia mostra a raça decidindo interferir no mundo dos humanos e questionando quem liderará Os Vingadores. A prévia pode ser conferida com áudio original abaixo e na versão dublada acima:

O Marvel Studios divulgou também o primeiro cartaz do longa, com a equipe reunida:

Criados em 1976, os Eternos são uma raça de super-humanos criados pelos alienígenas Celestiais durante sua visita à Terra. Porém, ao mesmo tempo que conceberam este grupo, os experimentos genéticos dos Celestiais originaram também os Deviantes, uma espécie de face corrompida das suas primeiras criações. O filme tem a direção da vencedora do Oscar Chloé Zhao e o elenco inclui nomes como Angelina JolieKit HarringtonGemma ChanRichard Madden Brian Tyree Henry.

A estreia de Os Eternos está marcada para 28 de novembro de 2021, no Brasil.