Sacai | Spring Summer 2020 | Full Show | Menswear

Sacai | Spring Summer 2020 by Chitose Abe | Full Fashion Show in High Definition. (Widescreen – Exclusive Video – PFW/Paris Fashion Week Men’s)

Sean Allen – Wait A Minute
Joe Milburn – Long Time Coming/My Goldmine

Beyoncé é eleita melhor artista de turnês da década

O prêmio foi entregue pela Pollstar, revista norte-americana de entretenimento, durante o 32º Poll Awards nesta quarta-feira

Beyoncé durante show no festival Coachella em 2018 Foto: Kevin Winter / Getty Images for Coachella

Beyoncé foi eleita pela Polltstar, revista norte-americana de entretenimento, como a melhor artista de turnês da década durante o 32º Poll Awards, nesta quarta-feira (16). A premiação, focada na indústria musical e em elementos que giram em torno de shows ao vivo, apresentou uma retrospectiva do ano passado e homenageou a trajetória de diversos artistas.

Rob Light, líder do departamento da Agência de Artistas Criativos (CAA), recebeu o prêmio em nome da cantora e leu uma declaração escrita por ela: “2020 ensinou a todos nós que a comunidade de turnês precisa ser valorizada e é a espinha dorsal de nossa indústria”, disse. Em seguida, Beyoncé ressaltou a importância dos fãs: “Vocês cantam todos os versos, se dedicam nas coreografias, e eu vejo vocês todas as noites.”

Em 2016, a turnê “Formation” de Beyoncé arrecadou aproximadamente US $ 256 milhões com audiência de 2,2 milhões de pessoas, segundo o gráfico Boxscore da Billboard. Todos os 49 shows foram esgotados.

Confira a lista dos artistas vencedores:

Beyoncé – Melhor Artista de Turnês da Década

Bon Jovi –   Melhor Artista de Turnês de Rock da Década

Bruno Mars – Melhor Artista de Turnês de Hip-Hop / R & B da Década

Lady Gaga – Melhor Artista de Turnê Pop da Década

Garth Brooks – Melhor Artista de Turnês Country da Década

Jennifer Lopez – Melhor Artista de Turnê Latina da Década

Kevin Hart – Melhor Artista de Turnê de Comédia da Década

Cirque du Soleil – Melhor Turnê Não Musical da Década

Coachella – Festival de Música da Década

Troubadour – Nightclub da Década

Radio City Music Hall – Teatro da Década

The Forum – Arena da Década

Hollywood Bowl –  Anfiteatro da Década

Royal Albert Hall –  Local Internacional da Década

Facebook desenvolve método para desmascarar deepfakes em redes sociais

Empresa acredita que vídeos falsos irão se tornar grande problema na plataforma

Essa pessoa não existe: os rostos acima foram criados no site ‘thispersondoesnotexist.com’, com algoritmo desenvolvido por pesquisadores para explicar o conceito de fake faces

Facebook está desenvolvendo um método para desmascarar as polêmicas deepfakes, nome dado a vídeos falsos que recriam o rosto e voz de personalidades para dar verossimilhança ao conteúdo inverdadeiro.

De acordo com publicação do site especializado The Verge, nesta quinta-feira, 17, a empresa de Mark Zuckerberg trabalha em conjunto com a Universidade do Estado de Michigan (MSU, na sigla em inglês) para usar engenharia reversa nas deepfakes, analisando as imagens com o uso de inteligência artificial (IA) para detectar a veracidade delas. Até o momento, o projeto está em fase de pesquisa e não tem data para ser concluído.

A parceria entre o Facebook e a universidade irá permitir a identificação de assinaturas de modelos de criação de deepfakes. Atualmente, um dos problemas dos pesquisadores é identificar quais são esses traços únicos criados, que costumam ser escondidos pelos autores dos vídeos falsos. O modelo, portanto, permitiria identificar e expor esses moldes.

Em um exemplo citado, os pesquisadores esperam que a ferramenta analise diversas deepfakes em busca de “assinaturas” desses autores, que podem ser revelados caso o modelo funcione propriamente. O problema é que, no ramo de IA, diversas ferramentas novas são publicadas todo dia, o que impede que contra-ataques sejam feitos a tempo de impedir problemas.

No ano passado, o Facebook realizou uma competição para detecção de deepfakes, mas o algoritmo vencedor teve acerto de 65,2%, o que indica o tamanho do problema.

Dior | Cruise 2022 | Full Show

Dior | Cruise 2022 by Maria Grazia Chiuri | Full Fashion Show in High Definition. (Widescreen – Exclusive Video/1080p – Panathenaic Stadium in Athens/Greece)

Sunna Wehrmeijer – Winter’s Touch
David Tobin – Yearn
Patiently – Patiently/Ghost

Louis Vuitton Cruise 2022 Show | LOUIS VUITTON

Nicolas Ghesquière envia sua coleção Louis Vuitton Cruise 2022 em uma alegre marcha na monumental obra-prima Axe Majeur, perto de Paris. Ecoando a atmosfera otimista e as formas gráficas do cenário idílico do show, a Diretora Artística Feminina reúne um conjunto colorido de silhuetas geométricas. Como os uniformes de uma banda americana, a coleção desfila em uma procissão ao mesmo tempo assertiva e alegre, impulsionando uma sensação de movimento para a frente. Dê uma olhada mais de perto em http://on.louisvuitton.com/6008yOpXM

“Reflektor” Performed by Arcade Fire
(P) 2013 Arcade Fire Music under exclusive licence to Sony Music Entertainment UK Limited
Courtesy of Sony Music Entertainment France
Courtesy of SONY ATV France

A artista plástica Lorena Moreira cai no gosto de marcas de moda

Ela foi convidada para desenvolver estampas e criar obras de arte de vestir: ‘Me surpreendi por uma empresa grande abrir espaço para uma jovem artista independente’
Lívia Breves

Lorena Moreira com a estampa que criou para a C&A Foto: Divulgação

As pinturas da artista plástica Lorena Moreira (tem matéria sobre ela aqui) ganharam a moda. De seu ateliê em Niterói, saíram pinturas que viraram estampas para a marca Mindse7 da C&A, que foi lançada esta semana. E não foram só as versões em azul-cobalto, uma marca da artista: as coloridas e monocromáticas vermelhas também foram parar nas roupas. São quatro estampas feitas à mão e depois digitalizadas (Blue, Red, Colors e Vichy) que viraram 19 peças, entre conjuntos, vestidos e calças, t-shirts, além de acessórios como lenços, bucket hat e nécessaires. “Tive muita liberdade na criação das estampas. Só precisava que fosse algo bem leve e divertido e seguisse esses quatro temas”, conta Lorena sobre o processo de criação.

Estampas coloridas também fazem parte da coleção Foto: Divulgação
Estampas coloridas também fazem parte da coleção Foto: Divulgação

Antes dessa coleção, Lorena já tinha pensado em pintar algumas peças. Mas o esquema seria outro. Ela garimparia algumas em brechó e depois pintaria uma a uma. Ela não imaginava que uma grande marca entraria em contato via Instagram fazendo o convite. “Me surpreendi por uma marca grande abrir espaço para uma jovem artista independente. Mas isso me mostrou que a marca está querendo deixar um legado para o mercado”, comenta. Além disso, ela imaginava que voltaria à moda não pela estamparia e, sim, pela direção de arte ou styling. “Foi um convite que eu realmente não imaginava. Estou amando ver minhas pinturas em roupas. Sinto uma sensação de estar vestindo uma obra”, diz.

Seus quadros blocados em azul-cobalto também foram para as roupas Foto: Divulgação
Seus quadros blocados em azul-cobalto também foram para as roupas Foto: Divulgação

Lorena ainda ficou de olho nas modelagens. Queria que atendesse a todos os corpos. “Durante o processo, vi que era mais que isso: a equipe focou em não apenas caber em todos. Eles desenharam modelos que vistem bem”, garante.

Apesar das parcerias com a moda (ela também assinou estampas para a marca Modo On), Lorena vai fechar a agenda para focar só nos seus quadros nos próximos meses. “Foram projetos especiais”, avisa.

La Soledad – Numero Summer #223 2021 – Saffron Vadher By Sofia Sanchez & Mauro Mongiello 

La Soledad   —   Numero Summer #223 2021   —   www.numero.com

Photography: Sofia Sanchez & Mauro Mongiello Model: Saffron Vadher Styling: Samuel Francois Hair: Kazue Deki Make-Up: Lloyd Simmonds

Apple concede US$5 milhões para faculdades afro-americanas

Apple anunciou hoje que está concedendo “bolsas de inovação” no valor de US$5 milhões a quatro faculdades e universidades historicamente negras (historically black colleges and universities, ou HBCUs), conforme divulgado pelo USA TODAY.

De acordo com as informações, as instituições beneficiadas com as bolsas são: Alabama A&M UniversityUniversidade HowardUniversidade Estadual de Morgan e Prairie View A&M University.

Os subsídios, que serão concedidos ao longo de três anos, fazem parte da Iniciativa sobre Equidade e Justiça Racial da Apple, cujos fundos somam US$100 milhões.

O objetivo do investimento é ajudar na formação de engenheiros de hardware e design de chips. As bolsas apoiarão as escolas de engenharia de cada universidade e ajudarão a expandir os cursos emergentes nessas áreas. A vice-presidente de iniciativas ambientais, políticas e sociais da Apple, Lisa Jackson, comentou a novidade:

A comunidade HBCU é o lar de talentos incríveis e estamos entusiasmados em trabalhar ao lado dessas universidades para aumentar as oportunidades para seus alunos. Sabemos que muitos empregos do futuro serão em áreas inovadoras como engenharia de silício e queremos ajudar a garantir que os líderes de amanhã tenham acesso a oportunidades de aprendizagem transformacional.

Outras oportunidades incluirão bolsas de estudo selecionadas e estágios na Apple — dando aos alunos a oportunidade de interagir com os engenheiros da companhia e aprender com suas experiências, como destacado pelo reitor da Faculdade de Engenharia e Arquitetura da Universidade Howard, John MM Anderson.

A Apple colaborará estreitamente com nosso corpo docente de engenharia da computação para fortalecer nossas ofertas de cursos e recursos de laboratório nas áreas de projeto, fabricação e teste de circuitos integrados. Além disso, por meio de projetos de design e estágios, nossos alunos terão a oportunidade de se envolver com os engenheiros da Apple e se beneficiar muito de seus conhecimentos, experiências e orientações.

Atualmente, os profissionais negros representam apenas 5% da força de trabalho e 3% do total de executivos na área de tecnologia. Além disso, eles correspondem por somente 1% do número de fundadores de empresas de tecnologia nos Estados Unidos, de acordo com uma pesquisa do Kapor Center.

VIA IDOWNLOADBLOG

CINEMA I Estreias: Em um Bairro de Nova York, A Boa Esposa, Veneza, Helen, Algum Lugar Especial, Espiral – O Legado dos Jogos Mortais

‘Em um Bairro de Nova York’ musical que mostra um apagão, estreia nos cinemas de SP

Dascha Polanco, Daphne Rubin-Vega e Stephanie Beatriz em cena de ‘Em um Bairro de Nova York’, musical de Lin-Manuel Miranda dirigido por Jon M. Chu Divulgação

SÃO PAULO – Depois de “Hamilton”, musical disponível no streaming no Disney+, Lin-Manuel Miranda tem uma nova aposta —o filme “Em um Bairro de Nova York”, adaptação de uma peça de teatro da Broadway.

Destaque entre as estreias de cinema da semana, a produção é também um musical e se passa em Washington Heights, bairro de imigrantes latino-americanos de Nova York.

No longa, jovens aparecem fazendo coreografias em diferentes partes da cidade, que sofre de um calor escaldante agravado pelo racionamento de ar-condicionado e de um apagão.

Além do musical, também estreia nos cinemas o filme francês “A Boa Esposa”, sobre uma escola que treina meninas para serem boas donas de casa. Entram no circuito ainda os longas nacionais “Veneza”, com Dira Paes e Eduardo Moscovis, e “Helen”.

Embora as salas da capital estejam funcionando, não custa lembrar que a pandemia não acabou. Exemplo disso é a taxa de ocupação de UTIs pelo Brasil, que segue alta, mesmo que a vacinação esteja avançando.

Na capital paulista, por exemplo, a ocupação de UTIs está em 76%. Por isso, a recomendação é ainda ficar em casa. E, se sair, é preciso usar a máscara, lavar as mãos, manter o distanciamento e respeitar todos os protocolos de segurança.

Confira a seguir os filmes que estreiam nesta semana.



Estreias

Algum Lugar Especial
Baseado em eventos reais, o filme retrata a vida de John, um pai solteiro de 33 anos que descobre ter pouco tempo de vida e inicia uma procura por um lar adotivo para seu filho de três anos.
Reino Unido, 2020. Direção: Uberto Pasolini. Com: James Norton, Valene Kane e Rhoda Ofori-Attah. 14 anos


A Boa Esposa
Paulette comanda uma escola que visa formar boas donas de casa, isso até que seu marido morre e ela descobre estar afundada em dívidas. A protagonista então busca participar de um programa de TV que pode render um prêmio milionário à escola. Ao mesmo tempo, Paulette e as alunas passam a questionar suas crenças.
França, 2020. Direção: Martin Provost. Com: Juliette Binoche, Yolande Moreau e Noémie Lvovsky. 14 anos


Em um Bairro de Nova York
Criador do sucesso da Broadway “Hamilton”, Lin Manuel Miranda escreveu o musical que, após ser montadoo nos palcos, agora ganha os cinemas. Na história, Usnavi, simpático dono de uma bodega em Nova York, economiza cada centavo e canta sobre ter uma vida melhor.
EUA, 2021. Direção: Jon M. Chu. Com: Anthony Ramos, Melissa Barrera e Leslie Grace. 12 anosDaphne Rubin-Vega, Stephanie Beatriz e Dascha Polanco em cena de ‘Em um Bairro de Nova York’, musical de Lin-Manuel Miranda dirigido por Jon M. Chu – Divulgaçãohttps://www.youtube.com/embed/ifUrOinKiJk?enablejsapi=1


Espiral – O Legado dos Jogos Mortais
Dois detetives investigam os ataques a policiais que passaram a acontecer na madrugada de uma cidade e que têm pontos em comum com os métodos usados por Jigsaw, o vilão da franquia de terror “Jogos Mortais”.
EUA, 2021. Direção: Darren Lynn Bousman. Com: Samuel L. Jackson, Chris Rock e Max Minghella. 14 anos


Helen
Aos nove anos e morando com a avó em um cortiço em São Paulo, Helen observa o cotidiano da cidade ao andar diariamente pelas ruas de onde mora. De família desestruturada e pobre, sua preocupação é juntar dinheiro para comprar um presente para a sua avó.
Brasil, 2020. Direção: André Meirelles Collazzo. Com: Luiza Braga, Marcelia Cartaxo, Tony Tornado. 14 anos


Veneza
Gringa é a dona de um bordel no interior do Brasil e sempre teve o sonho de conhecer Veneza. Rita, herdeira do lugar, decide realizar esse sonho com a ajuda de suas colegas e de Tonho, um homem que recebe sexo como remuneração por seus serviços.
Brasil, 2018. Direção: Miguel Falabella. Com: Dira Paes, Danielle Winits e Eduardo Moscovis. 16 anos