Jil Sander Spring/Summer 2022

Para Jil Sander Spring/Summer 2022 collection a atitude é liberdade, as palavras-chave autonomia, leveza e clareza. Esta é uma coleção urbana nítida sobre o direito e o dever de individualidade e imaginação.

See the lookbook below:

Eduardo Leite assume homossexualidade no ‘Conversa com Bial’: ‘Sou um governador gay, e não um gay governador’

Governador do Rio Grande do Sul conversa com Pedro Bial na noite de quinta-feira, 1/7

Foto: Reprodução/TV Globo

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), é o entrevistado do Conversa com Bial de quinta-feira, 1/7. De São Paulo, onde discute as prévias do PSDB para as eleições à presidência da República, o governador mais jovem do Brasil se conectou com Pedro Bial e falou sobre sua orientação sexual, assumindo-se publicamente homossexual pela primeira vez.

“Eu nunca falei sobre um assunto que eu quero trazer pra ti no programa, que tem a ver com a minha vida privada e que não era um assunto até aqui porque se deveria debater mais o que a gente pode fazer na política, e não exatamente o que a gente é ou deixa de ser”, explica. Nas palavras do governador, “nesse Brasil com pouca integridade a gente precisa debater o que se é”.

“Eu sou gay. E sou um governador gay, e não um gay governador, tanto quanto Obama nos Estados Unidos não foi um negro presidente, foi um presidente negro. E tenho orgulho disso.”

Atual governador do Rio Grande do Sul conversa com Pedro Bial — Foto: Reprodução/TV Globo
Atual governador do Rio Grande do Sul conversa com Pedro Bial — Foto: Reprodução/TV Globo

Hanne Gaby Odiele, Checking Invoices, Kristof, Evita Manji, Orestis Lazouras, Shiah Feya & Others – Vogue Greece June 2021 By Phil Poynter

#ProudToBeMe / High NRG   —   Vogue Greece June 2021   —   www.vogue.gr

Photography: Phil Poynter Styling: Nicholas Georgiou & George Karapetis Models: Hanne Gaby Odiele, Checking Invoices, Kristof, Evita Manji, Orestis Lazouras, Shiah Feya, Darla Qubit, Nasia Sydeta(Melody), Lydia Dalmatsou(Lilly Di) Olympia Theodoridou, Adam Khalil(Terpsichore) Hair: Jose Quijano Make-Up: Athina Karakitsou, Alexandra Spyridopoulou, Thekla Sideri, Dora Orfanou Art Director: Dionisis Andrianopoulos Manicure: Anna Almbanis Set Design: Marie Cecile

Wally Funk de 82 anos, pioneira do setor aeroespacial, é escolhida por Jeff Bezos para viajar para o espaço com ele

Wally Funk, que esteve entre as mulheres que passaram pelo treinamento de astronautas nos anos 1960, estará a bordo do primeiro voo tripulado em foguete da empresa Blue Origin em 20 de julho.

Jeff Bezos e Wally Funk vão viajar ao espaço juntos — Foto: Blue Origin via AFP

O fundador da Amazon e um dos homens mais ricos do mundo, Jeff Bezos, escolheu uma pioneira do setor aeroespacial para fazer, junto com ele, o primeiro voo tripulado de sua empresa de foguetes Blue Origin, em 20 de julho.

Wally Funk, de 82 anos, será uma “convidada de honra” da cápsula New Shepard, que decolará de um deserto no oeste do Texas.

Funk esteve entre as mulheres que passaram pelo treinamento de astronautas da NASA nos anos 1960, mas que não foram ao espaço e não chegaram a integrar a equipe da agência por causa de seu sexo.

Naquela época, todos os astronautas da NASA eram homens.

Funk, pilota e ex-instrutora de voo, foi a primeira mulher inspetora da Administração Federal de Aviação dos EUA e a primeira investigadora de segurança aérea feminina do Conselho Nacional de Segurança do Transporte do país.

Imagem não datada mostra a pioneira de viagens espaciais Wally Funk, que vai viajar ao espaço com Jeff Bezos, em voo da Blue Origin — Foto: Blue Origin via AFP
Imagem não datada mostra a pioneira de viagens espaciais Wally Funk, que vai viajar ao espaço com Jeff Bezos, em voo da Blue Origin — Foto: Blue Origin via AFP

A viagem

A cápsula que levará os passageiros se separará do propulsor e ultrapassará a Linha de Karman, a cerca de 100 quilômetros de altura, que marca o limite entre a atmosfera da Terra e o espaço.

A viagem terá 10 minutos de duração – 4 deles no espaço, onde poderão sentir a falta de gravidade e observar a curvatura da Terra.

O voo contará com a presença do empresário, de seu irmão Mark Bezos, de Wally Funk e de uma pessoa que ainda não teve a identidade revelada – o último assento foi garantido em um leilão e custou US$ 28 milhões.

Aos 82 anos, Funk se tornará a pessoa mais velha a ir para o espaço. O recorde era de John Glenn, que estabeleceu um recorde aos 77 anos quando voou a bordo do ônibus espacial Discovery, em 1998.

“Está na hora”, disse Bezos no Instagram. “Bem-vinda à tripulação, Wally. Estamos animados em tê-la conosco no dia 20 de julho como nossa convidada de honra”.

Jeff Bezos, fundador da Blue Origin, dentro de cápsula New Shepard — Foto: Isaiah J. Downing/Reuters
Jeff Bezos, fundador da Blue Origin, dentro de cápsula New Shepard — Foto: Isaiah J. Downing/Reuters

O voo automatizado será o 16º da empresa, mas será o primeiro com humanos a bordo.

O lançamento, em 20 de julho, pelo sistema New Shepard da Blue Origin, no oeste do Texas (EUA), será um momento importante, uma vez que empresas dos Estados Unidos se empenham em uma nova era de viagens espaciais comerciais privadas.

O sistema de foguetes reutilizáveis foi batizado em homenagem a Alan Shepard, o primeiro norte-americano a chegar ao espaço, 60 anos atrás.

Wally Funk, pioneira das viagens espaciais, vai participar de voo da Blue Origin, de Bezos. Imagem é de arquivo. — Foto: Mark Ralston / AFP
Wally Funk, pioneira das viagens espaciais, vai participar de voo da Blue Origin, de Bezos. Imagem é de arquivo. — Foto: Mark Ralston / AFP

Príncipe Harry e príncipe William inauguram estátua da mãe, Diana, no que seria seu 60º aniversário

Os duques de Cambridge e Sussex se encontraram na tarde desta quinta-feira (30) para inaugurar uma estátua de sua mãe, Diana, princesa de Gales, no que teria sido seu 60º aniversário

‘Lembramos do seu amor, força e caráter’, dizem William e Harry ao inaugurarem estátua de Diana Foto: DOMINIC LIPINSKI / AFP

Os duques de Cambridge e Sussex se encontraram na tarde desta quinta-feira (30) para inaugurar uma estátua de sua mãe, Diana, princesa de Gales, no que teria sido seu 60º aniversário

A princesa morreu aos 36 anos em um acidente de carro em agosto de 1997, em Paris, quando o príncipe William e o príncipe Harry tinham apenas 15 e 12 anos. O episódio aconteceu cinco anos depois de sua separação do Príncipe de Gales e dois anos após seu divórcio.

Príncipe Harry e príncipe William inauguram estátua da mãe, Diana, no que seria seu 60º aniversário (Foto: Reprodução)

O evento marca a primeira aparição dos irmãos juntos desde o funeral do duque de Edimburgo em abril. Nas fotos divulgadas, a dupla estava sorridente e não aparentava nenhum desconforto apesar das últimas notícias envolvendo a família.

O príncipe William da Grã-Bretanha, duque de Cambridge, e o príncipe Harry da Grã-Bretanha, duque de Sussex, chegam para a inauguração de uma estátua de sua mãe, a Princesa Diana no The Sunken Garden, no Palácio de Kensington, Londres Foto: YUI MOK / AFP

Uma declaração conjunta foi lida em nome deles na curta, mas emocionante cerimônia. Leia abaixo na íntegra.

“Hoje, no que seria o 60º aniversário de nossa mãe, lembramos seu amor, força e caráter – qualidades que a tornaram uma força para o bem em todo o mundo, mudando inúmeras vidas para melhor.

Todos os dias desejamos que ela ainda esteja conosco e nossa esperança é que esta estátua seja vista para sempre como um símbolo de sua vida e de seu legado.

Obrigado a Ian Rank-Broadley, Pip Morrison e suas equipes por seu excelente trabalho, aos amigos e doadores que ajudaram a fazer isso acontecer e a todos aqueles ao redor do mundo que mantêm viva a memória de nossa mãe.

– Príncipe William e Príncipe Harry”

O príncipe William da Grã-Bretanha, e o príncipe Harry conversam durante a inauguração da estátua de sua mãe, a Princesa Diana no The Sunken Garden, no Palácio de Kensington, Londres Foto: POOL / REUTERS

Encomendada pelos irmãos em 2017, a estátua ficará no jardim submerso redesenhado do Palácio de Kensington. Na época, eles disseram que esperavam que ajudasse os visitantes do palácio a “refletir sobre sua vida e seu legado”.

A estátua projetada por Ian Rank-Broadley foi exposta pela primeira vez na presença de cerca de 30 pessoas, incluindo membros da família Spencer, de Diana, como seus irmãos Charles Spencer, Sarah McCorquodale e Jane Fellowes. A inauguração ocorre no mesmo dia em que a princesa de Gales, que morreu em um acidente de carro em Paris em 1997, faria 60 anos. Na época, William tinha 15 anos, e Harry, 12.

Ian Rank-Broadley, que tem um longo histórico de criação de imagens da Família Real, foi o escolhido para esculpi-la. A efígie da Rainha que aparece em todas as moedas do Reino Unido e da Commonwealth desde 1998 é obra de Ian, por exemplo. 

No início deste mês, uma moeda de edição limitada de £ 5 comemorando a vida do Duque de Edimburgo, com a imagem do Príncipe Philip por Rank-Broadley, foi revelada no Dia das Forças Armadas.

Harry, que mora nos Estados Unidos com sua esposa, Meghan Markle, e seus dois filhos, chegou ao Reino Unido na semana passada para completar sua quarentena de cinco dias antes do evento de quinta-feira.

Nessa quarta-feira, ele fez uma visita surpresa à cerimônia de premiação da WellChild para crianças gravemente doentes no Reino Unido.

LONDON, ENGLAND - JUNE 30: A general view of the covered statue in the Sunken Garden at Kensington Palace on June 30, 2021 in London, England. Tomorrow would have been the 60th birthday of Princess Diana, who died in 1997. At a ceremony here tomorrow, her (Foto: Getty Images)
Local onde ficará a estátua de Diana, no Sunken Garden no Palácio de Kensington em 30 de junho de 2021 em Londres, Inglaterra (Foto: Getty Images)
A view of the Sunken Garden at Kensington Palace, London, the former home of Diana, Princess of Wales, where her sons, the Duke of Cambridge and the Duke of Sussex, will put their differences aside when they unveil a statue in her memory on what would hav (Foto: PA Images via Getty Images)
Local onde ficará a estátua de Diana, no Sunken Garden no Palácio de Kensington em 30 de junho de 2021 em Londres, Inglaterra (Foto: PA Images via Getty Images)

Agatha Moreira na Glamour de julho/agosto: “Quem me acompanha sabe exatamente o que sou contra e o que sou a favor”

Capa da edição de julho/agosto da Glamour, Agatha Moreira solta o verbo sobre posicionamento nas redes, vida a dois na pandemia e a volta de “Verdades Secretas”
RAFAELA FLEUR

Agatha Moreira (Foto: Ivan Erick/ Glamour Brasil)
Agatha Moreira (Foto: Ivan Erick/ Glamour Brasil)

Associada fixa dos Estúdios Globo desde 2012, quando estreou em MalhaçãoAgatha Moreira volta ao ar em Verdades Secretas 2 – agora loiríssima, aos 29 anos, transitando confiante no corpo da mulher que se tornou aos olhos do público. Hoje, pode-se dizer que ela é a personificação da espontaneidade – e aí está o seu grande trunfo –, mas nem sempre foi assim.

Lá em 2005, aos 13 anos, a menina que morava em Olaria, Zona Norte do Rio de Janeiro, era caladíssima. A timidez era sua característica mais marcante e também a mais desafiadora, já que a família (imensa e com mais de seis sobrenomes diferentes, vale ressaltar) queria que ela fosse modelo, carreira que iniciou ainda pré-adolescente.

Pouco tempo depois, seu passaporte já colecionava carimbos de Milão, Nova York, Miami, Seul, Tóquio… Tudo pronto para Agatha virar a world’s next top model, exceto por um imenso detalhe: esse nunca foi seu sonho. “Não era algo que me via fazendo pelo resto da vida. Decidi curtir essa fase até descobrir o que eu queria de fato”, diz. A resposta veio aos 19 anos, quando, entre uma passarela e outra, ela fez uma aula de teatro e sentiu seu coração vibrar como nunca antes.

Agatha Moreira (Foto: Ivan Erick/ Glamour Brasil)
Agatha Moreira (Foto: Ivan Erick/ Glamour Brasil)


Apesar de ser prima da atriz Samara Felippo, jamais tinha pensado nessa possibilidade para si mesma. Demorou um tempinho até decidir que queria atuar. “O plano era juntar dinheiro para voltar ao Brasil e estudar interpretação, mas deu tudo errado”, lembra Agatha. “Acabei passando no teste em Malhação e topei fazer, mesmo sem experiência. Vi o abismo e falei: beleza, vamos lá!” E, assim, estreou na Globo já como protagonista. Desde então, engatou uma novela por ano, sendo 2020, por motivos de pandemia, a única exceção.

Adorada pelas marcas (foi convidada pela Armani Beauty para apresentar o novo perfume My Way) e prestes a brilhar como a enérgica Giovanna na segunda temporada de Verdades Secretas – prevista para ir ao ar na TV Globo ainda este ano –, Agatha abraça suas vulnerabilidades na Glamour de julho/agosto e nos conta bastidores do relacionamento com Rodrigo Simas (em especial durante a pandemia) e estratégias para lidar com haters e com a pressão das redes sociais.

Aqui, revelamos um trecho dessa conversa: a íntegra está nas bancas, no Globo+ e no nosso Instashop, com entrega apenas para São Paulo, capital.

Qual foi a maior transformação que a pandemia trouxe para você? 
Tem sido uma fase de grande amadurecimento. Precisei exercitar muito o autocontrole, principalmente a autoanálise. Nunca discuti tanto comigo mesma, opinei, troquei de opinião. Tudo dentro da minha cabeça. Minha relação com o Rodrigo também mudou muito. Gritei para Deus e o mundo que jamais moraria junto na minha vida, só se eu estivesse louca. Aí veio a pandemia, ficamos juntos dentro de um apartamento e vimos que seria possível. Paguei a língua!

Agatha Moreira veste Emporio Armani. (Foto: Ivan Erick)
Agatha Moreira veste Emporio Armani. (Foto: Ivan Erick)

Falando nele, como lidar com essa projeção de relacionamento perfeito? Muita gente acha que vocês são um casal-modelo…
Eu espero, do fundo do meu coração, que as pessoas saibam que isso não existe. Há dias que você nem olha para a cara da pessoa, ou você estrangula ela! Isso é normal, é convívio intenso, não tem o que fazer. São vários momentos, várias sensações, e faz parte ser assim.

Como costumam lidar com os momentos delicados? 
Conversamos muito! Discutir a relação é chato, ninguém gosta, mas é a única maneira de resolver. Se não existe diálogo aberto, não existe nada em uma relação. Isso é algo que tenho com o Rodrigo, nunca tive em outros namoros, e é um ponto muito forte. Você precisa poder falar tudo com a pessoa, poder ser você sem restrições, dizer o que sente, o que pensa, mesmo que, às vezes, o outro não goste do que vai ouvir. Se não está bom para um, não está bom para o outro. Conversar é a chave, precisamos ser honestos.

E que tal voltar a atuar depois da pausa na pandemia – e entrar em contato com a Giovanna, de Verdades Secretas, seis anos depois?
Ela está vindo virada no Jiraya, com o pé derrubando três portas ao mesmo tempo! A equipe está incrível, as cenas estão lindas, a fotografia maravilhosa… Foi uma loucura viver isso de novo, a mesma novela, os mesmos personagens, tanto tempo depois. Quando me chamaram, entrei em desespero, achei que não ia conseguir, falei que não sabia mais como fazer. Surtei mesmo!

Agatha Moreira veste Emporio Armani. Brincos e colar, HStern. (Foto: Ivan Erick)
Agatha Moreira veste Emporio Armani. Brincos e colar, HStern. (Foto: Ivan Erick)

Algo mais sobre você que as pessoas ainda não sabem?
Gente, será? Sobre mim? Acho que não. Ou sim, calma… Eu tenho alergia a nuts, pipoca e vinho, ou seja, as três coisas que eu poderia sobreviver só consumindo. É um absurdo, mas fiquei assim só depois de adulta. Horrível!

Como é ser artista em um momento em que te cobram tantos posicionamentos? Confesso que lido superbem com isso, sou uma pessoa muito direta em relação aos meus posicionamentos. Quem me acompanha sabe exatamente o que sou contra e o que sou a favor, mas eu consigo acolher e compreender quem não se sente da mesma forma.
Posicionar-se é de extrema importância, principalmente se você é uma figura pública, mas não é fácil. Isso exige inteligência emocional, saúde mental e uma energia que talvez o outro não tenha naquele momento. E tudo ok, eu respeito isso.

Agatha Moreira veste Emporio Armani. Brincos, HStern. (Foto: Ivan Erick)
Agatha Moreira veste Emporio Armani. Brincos, HStern. (Foto: Ivan Erick)

O que pensa sobre cancelamento? Rola um medo de ser mal-interpretada por algum motivo? 
Eu sempre falei que a internet virou um culto à depreciação alheia, e isso não é de hoje. Penso nisso faz tempo, e as coisas só vêm piorando. Parece que existe um prazer muito grande em julgar o outro, em atacar. Como alguém perde seu tempo escrevendo um comentário maldoso para uma pessoa que nem conhece? Tenho dificuldades de compreender. Entendo os nervos estarem à flor da pele, por causa de tudo o que estamos vivendo, mas ninguém sabe o que está acontecendo do outro lado da tela. Estamos esquecendo do bom e velho amor ao próximo. E não podemos, né?

Para terminar, qual foi a última coisa que você leu ou assistiu que te deixou emocionada?
Para ser muito sincera, muito realista, a última coisa que me deixou impactada foi ver a edição de Verdades Secretas 2. Eu saí de lá em choque, chorei muito, me emocionei demais.

Direção de arte: Leticia Haag
Edição de moda: Fabiana Leite
Beleza: Liege Wisniewski (GROUPART)

Set design: João Arpi
Assistente de beleza: Ivana dos Santos
Assistentes de fotografia: Sidney Brito e Franklin Almeida
Assistentes de set design: Cleiton Ferezin, Diego Terçarioli e Matheus Vieira
Produção de moda: Kevin Tertuliano
Produção executiva: Octavio Duarte (ODMGT)
Assistente de produção executiva: Bruna Andrade
Manicure e camareira: Juliana da Silva
Agradecimentos: 3T Equipamentos e Estudio Damas
Tratamento de imagem: Bruno Rezende

Pele amarelada, excesso de peso, má postura e cabelo ralo –esses são os efeitos mais visíveis do home office

Os maus hábitos adquiridos durante a pandemia são uma ameaça à saúde
ÉPOCA NEGÓCIOS

Os médicos da LloydsPharmacy prevêem que a pele ficará amarelada com a falta de luz solar, ganhará peso com a falta de exercícios e desenvolverá uma curvatura devido à má postura (Foto: LloydsPharmacy)

Quilos em excesso de peso, má postura, pele amarelada. A mulher da imagem acima é o retrato do lado mais perigoso do home office. Trabalhar em casa por muito tempo pode comprometer o bom funcionamento do organismo. Os efeitos dos maus hábitos adquiridos durante o isolamento imposto pela pandemia do novo coronavírus estão descritos em um estudo recém-lançado, por médicos da farmacêutica britânica LloydsPharmacy.

Segundos os pesquisadores, os impactos  podem ir da mudança do cor da pele pela falta de sol ao ganho de peso por causa do sedentarismo e a problemas na coluna, entre os problemas mais vísiveis e comuns. Se nada for feito para combater os maus hábitos adquiridos durante a pandemia, alertam os médicos, os comprometimentos de hoje podem se manter no longo prazo, por até cinco anos.

Outros efeitos adversos do home office não podem ser notados na imagem da simulação da LloydsPharmacy, mas, eles estão lá, advertem os autores do estudo. A  deteriorização da visão, a queda de cabelo e os dentes cerrados por causa da tensão –sobretudo, o bruxismo, durante a noite. Impossível não considerar o estresse e a ansiedade, a queda na libido, a falta de vitamina D e a má qualidade do sono.  

Os médicos ingleses lembram que o problema não está em trabalhar em casa, mas como trabalhar. Evite, por exemplo, levar o computador para a cama ou para o sofá. Levante-se regularmente, em pequenos intervalos, para se alongar. 

Kieran Seyan, da LloydsPharmacy, diz que a pandemia forçou a uma das mais radicais  mudanças de comportamento já experimentadas pelos seres humanos. “Os novos hábitos e rotinas, que resultaram de restrições de bloqueio, como trabalhar em casa, aumentar o tempo de tela e a falta de motivação para se exercitar, podem ser configurados para permanecer”, afirmou. 

“É importante que as pessoas entendam que essas mudanças negativas podem estar afetando a saúde individual e o bem-estar mental. Encorajamos pequenas mudanças que fazem uma diferença positiva, ajudando as pessoas a se sentirem em forma e saudáveis ​​para o futuro”, acrescentou o médico Seyan. 

Kill Bill 3 teria Uma Thurman e Maya Hawke como mãe e filha, diz Tarantino

Diretor disse que Elle Driver de Daryl Hannah também poderia retornar
CAIO COLETTI

CREDIT: AMY SUSSMAN/GETTY; STEPHANE CARDINALE/CORBIS VIA GETTY

Quentin Tarantino adoraria escalar Maya Hawke, filha de Uma Thurman na vida real, como a filha da Noiva em Kill Bill Vol. 3. O diretor discutiu suas ideias para a possível continuação em entrevista ao podcast The Joe Rogan Experience.

“Eu acho que é uma premissa simples: vamos revisitar os personagens, 20 anos depois, e imaginar que a Noiva e sua filha, Bebe, tiveram duas décadas de paz, mas aí essa paz é estiçalhada. Agora a Noiva e Bebe estão em fuga. A ideia de escalar Uma e sua filha, Maya, é legal para c*ralho para mim“, comentou.

Tarantino fala de um possível terceiro capítulo de Kill Bill há anos, embora afirme também que vai realizar só mais um filme antes de se aposentar. A trama, segundo ele, mostraria a filha de Vernita Green (Vivica A. Fox) tentando se vingar da Noiva por ter matado a mãe.

Reprodução

No entanto, parece que ela não será a única pedra no sapato da protagonista. “Sabe, Elle Driver [personagem de Daryl Hannah] ainda está por aí. Sofie Fatale [Julie Dreyfus] teve seu braço cortado, mas ainda está viva. Todas elas receberam dinheiro da herança de Bill. E, inclusive, Gogo [Chiaki Kuriyama] tinha uma irmã gêmea que podia aparecer“, provocou Tarantino.

Os dois primeiros volumes de Kill Bill, mostrando a vingança da Noiva contra o seu ex-chefe e amante, Bill (David Carradine), foram lançados em 2003 e 2004. Juntos, os filmes arrecadaram mais de US$ 330 milhões nas bilheterias mundiais.