Lovecraft Country não terá segunda temporada, afirma HBO

Empresa disse que não seguirá com o projeto
PEDRO HENRIQUE RIBEIRO

ESPANTO - George, Atticus e Letitia: a odisseia macabra pelos Estados Unidos segregados dos anos 50 – ./HBO

A série Lovecraft Country não ganhará uma segunda temporada na HBO. A empresa confirmou a decisão por meio de um comunicado enviado ao site Deadline.

“Não seguiremos em frente com uma segunda temporada de Lovecraft Country”, disse a HBO. “Somos gratos pela dedicação e arte do elenco e da equipe talentosos, e por Misha Green, que criou esta série inovadora. E aos fãs, obrigado por se juntarem a nós nesta jornada”.

Um dos possíveis motivos para a não continuidade do programa foi uma divergência nos caminhos que o roteiro poderia tomar. Os escritores pensaram em uma história muito diferente da dos livros e a empresa não gostou.

A primeira temporada de Lovecraft Country conta com 10 episódios e está disponível no catálogo da HBO Max.

Givenchy | Resort 2022 | Full Show

Givenchy | Spring 2022 (Pre-Collection)/ Resort 2022 by Matthew M. Williams | Phygital Fashion Show in High Definition. (Widescreen – Exclusive Video/1080p – Paris/France)

Mestres do Universo: Salvando Eternia | Netflix divulga novo trailer

He-Man enfrenta vários inimigos em novo vídeo
PEDRO HENRIQUE RIBEIRO

Netflix divulgou nesta sexta-feira (2) um novo trailer de Mestres do Universo: Salvando Eternia. No vídeo, He-Man enfrenta vários desafios. Confira acima.

Mestres do Universo: Salvando Eternia terá um elenco de voz gigantesco, com Mark Hamill (Star Wars) como o Esqueleto, Lena Headey (Game of Thrones) como Maligna e Chris Wood (Supergirl) como o Príncipe Adam/He-Man.

O elenco ainda contará com Sarah Michelle Gellar (Tila), Liam Cunningham (Mentor), Stephen Root (Pacato/Gato Guerreiro), Diedrich Bader (Rei Randor e Mandíbula), Griffin Newman (Gorpo), Henry Rollins (Triclope), Susan Eisenberg (Feiticeira), Alicia Silverstone (Rainha Marlena), Justin Long (Roboto), Jason Mewes (Stinkor), Kevin Michael Richardson (Homem-Fera) e Kevin Conroy (Aquático), entre outros. Alan Oppenheimer, que fez a voz original do Esqueleto, também estará no anime da Netflix interpretando o vilão Homem-Musgo.

Mestres do Universo: Salvando Eternia seguirá os eventos da série dos anos 80, e terá Kevin Smith como produtor executivo e showrunner. Episódios serão escritos por Eric Carrasco (Supergirl), Tim Sheridan (Reign of the Supermen), Diya Mishra (Magic the Gathering) e Marc Bernardin (Alphas).

A série será animada pela Powerhouse Animation, estúdio por trás de CastlevaniaMestres do Universo: Salvando Eternia estreia em 23 de julho na Netflix.

Independence Day: Estúdio tentou barrar Will Smith por ser negro, diz diretor Roland Emmerich

Fox disse que escalação de Will Smith “mataria” bilheteria do filme fora dos EUA
CAIO COLETTI

Will Smith em Independence Day

Roland Emmerich e Dean Devlin, diretor e produtor de Independence Day, revelaram em entrevista ao THR que o estúdio responsável pela distribuição do filme, a Fox, tentou barrar a escalação de Will Smith no papel do Capitão Steve Hiller por ele ser negro.

“Eles disseram: ‘Se vocês escalarem um cara negro neste papel, vocês matam as chances do filme fazer sucesso fora dos EUA’. E nós respondemos: ‘Bom, o filme é sobre uma invasão alienígena. Acho que ele vai bem em todo lugar’. Foi uma guerra enorme por causa disso, e Roland foi quem insistiu na escalação de Will“, comentou Devlin.

O diretor, por sua vez, explicou porque o astro de Um Maluco no Pedaço foi sua escolha para o papel. “Ethan Hawke estava na nossa lista também, mas na época achei que ele era jovem demais para o papel. Me parecia muito claro que a dupla principal precisava ser Will Smith e Jeff Goldblum. Era o combo perfeito“, disse.

Quando a data de início das filmagens estava próxiama a chegar, a disputa com a Fox ainda não estava resolvida. “Eu tive que bater o pé e dizer: ‘A Universal está me ligando todos os dias, então escalem Will e Jeff, ou eu vou levar o filme para lá'”, lembrou Emmerich.

O cineasta conseguiu o seu “combo perfeito”, é claro, e o filme acabou provando que a Fox estava errada sobre os prospectos de Will Smith no mercado fora dos EUA. Independence Day arrecadou US$ 810 milhões em bilheterias ao redor do mundo, mais de US$ 511 milhões deles fora do país de origem.

App Store passa a permitir apps de venda/entrega de maconha

Em locais onde a venda é legalizada, claro

Recentemente, a Apple atualizou os termos da App Store e passou a permitir aplicativos de entrega e venda de maconha — com algumas restrições, claro. A mudança, aplicada no dia 7 de junho, foi descoberta pelo iPhone in Canada Blog.

A primeira restrição diz que qualquer um desses aplicativos deve ser georestrito a jurisdições onde a cannabis é legalizada. Já a segunda estabelece que todos os apps devem ser enviados por uma empresa/entidade legalizada que forneça esses serviços, e não por um desenvolvedor individual.

Anteriormente, aplicativos que incentivassem a compra ou uso dessas substâncias não eram permitidos. Agora, os termos da App Store dizem:

Aplicativos que incentivam o consumo de produtos de tabaco e vapor, drogas ilegais ou quantidades excessivas de álcool não são permitidos na App Store. Aplicativos que incentivam menores a consumir qualquer uma dessas substâncias serão rejeitados. Facilitar a venda de substâncias controladas (exceto para farmácias licenciadas e dispensários de cannabis licenciados ou legais) ou tabaco não é permitido.

O Google, entretanto, continua não permitindo que esses tipos de apps sejam disponibilizados no Google Play – aplicativos que facilitam a venda de produtos contendo THC (tetrahidrocanabinol), incluindo produtos como óleos CBD, também são proibidos.

Em 2019, a empresa disse: “Não permitimos aplicativos que facilitem a venda de maconha ou produtos de maconha, independentemente da legalidade.”

Chris Vaughn, CEO1 da Emjay, serviço de entrega de cannabis na Califórnia, acredita que a atitude da Apple foi influenciada pelos recentes movimentos de legalização em estados como Nova York. Ele acredita que o Google se juntará rapidamente à Apple nessa política.

Essa é, portanto, uma atitude um tanto quanto incomum por parte da Apple, mas uma boa notícia para muitos. Conforme cada vez mais locais legalizam o uso da maconha medicinal, é de se esperar que a relação das gigantes com empresas do setor seja suavizada.

Amelia Casablanca | Milano Bridal Fashion Week 2022 | Highlights

Amelia Casablanca | Sì White Carpet by Sposaitalia Collezioni/Milano Bridal Fashion Week 2022 | Highlights (Widescreen – Exclusive Video/1080p – Sì White Carpet by Sposaitalia Collezioni – Italia)