Men’s Fall-Winter 2021 Show in Seoul with House Ambassadors BTS | LOUIS VUITTON

Virgil Abloh presents his Men’s Fall-Winter 2021 collection at Art Bunker B39, an art and culture space just outside Seoul. Aiming to redefine how our minds identify archetypical wardrobes which are tied to societal presumptions, the collection re-appropriates the normal through extreme elevation. For the first time, House Ambassadors and pop icons BTS partake in the show, adding an extra dimension to the presentation.

Virgil Abloh apresenta sua coleção masculina outono-inverno 2021 no Art Bunker B39, um espaço de arte e cultura nos arredores de Seul. Com o objetivo de redefinir como nossas mentes identificam guarda-roupas arquetípicos que estão vinculados a pressupostos sociais, a coleção se reapropria do normal por meio da elevação extrema. Pela primeira vez, os embaixadores da casa e ícones pop BTS participam do show, adicionando uma dimensão extra à apresentação.

A Film by Virgil Abloh

Starring BTS members
RM
Jin
SUGA
j-hope
Jimin
V
Jung Kook

Film directed by
전고운 Jeon Go-woon
박세영 Park Sye-young

Film produced by
김순모 Kim Soon-mo

Director of Photography
김태수 Kim Tae-soo

Editor
이영림 Lee Young-lim

Colorist
김승원 Kim Seung-won

Choreography by
박지현 Park Ji-hyeon / 정영두 Jung Young-du

Film Production by
MOTTO

Set Design by
PLAYLAB INC

Set Production by
SG Comm

Music direction and production by
BENJI B

Visual Direction by
Lina Kutsovskaya and BeGood Studios

MIX SEQUENCE BY BENJI B

Original score written and produced by: Cifika, Kim Kate & Net Gala

TRACKLISTING:

KIM KATE – REWORK OF PLANES (INTRO)
CIFIKA – DURATION OF ERA
CIFIKA – GROW (INSTRUMENTAL)
NET GALA – 신파 SHINPA INTRO
CIFIKA – SHELL SERIES
NET GALA – YOU’LL NEVER SEE ME LOSE IT
KIM KATE – UNFILTERED

Gaultier Paris by SACAI | Haute Couture Fall Winter 2021/2022 | Full Show

Jean Paul Gaultier x SACAI | Haute Couture Fall Winter 2021/2022 by Jean Paul Gaultier and Chitose Abe | Full Fashion Show in High Definition. (Widescreen – Exclusive Video/1080p – Haute Couture Fashion Week – Paris/FR)

CINEMA I Estreias: Viúva Negra, Você Viu Carolyn Harper?, Pedro e Inês, Migliaccio – O Brasileiro em Cena, O Charlatão, O Baile dos 41, O Bom Doutor, Hava, Maryam, Ayesha

Além do blockbuster da Marvel, outros lançamentos em SP trazem mulheres fortes
JAIRO MALTA

‘Viúva Negra’, com Scarlett Johansson, é a principal aposta dos cinemas na semana

SÃO PAULO – De personagem hipersexualizada em “Homem de Ferro 2” a protagonista de um filme solo que ironiza esse passado, Natasha Romanoff travou diferentes guerras em sua trajetória dentro do Universo Cinematográfico da Marvel.

“Viúva Negra”, que estreia nesta quinta, dia 8, nos cinemas, traz em cena uma versão da ex-agente soviética interpretada por Scarlett Johasson mais consciente e feminista, mostrando que a Disney levou a sério as críticas recebidas nos últimos anos sobre a forma como a heroína era tratada.

Para os fãs dos Vingadores, saber o passado de Romanoff pode explicar o seu destino em “Vingadores: Ultimato”, de 2019, o último filme da franquia. Para quem não viu, uma dica: assista antes ao longa ou se prepare para tomar uma chuva de spoilers durante o novo filme.

Além de “Viúva Negra”, outras três novidades trazem histórias femininas fortes às salas. Há o drama afegão “Hava, Maryam, Ayesha”, que conta a história de três mulheres grávidas e seus dilemas. Outra opção é o americano “Você Viu Carolyn Harper?”, sobre três meninas adolescentes que são confrontadas por traumas da infância. Completa a lista o francês “Sibyl”, com uma psicóloga que gosta mesmo é de escrever —este entra em pré-estreia.

Ainda na lista de pré-estreias, chega às telas “O Bom Doutor”, comédia francesa que conta como um entregador virou médico por acidente.

A semana tem mais seis lançamentos: o romance português “Pedro e Inês”, o documentário “Migliaccio – O Brasileiro em Cena”, “O Charlatão”, com a história real de um curandeiro tcheco, “Chico Ventana Também Queria Ter um Submarino” e, por fim, o mexicano “O Baile dos 41”, baseado em uma história real.

Não custa lembrar que ainda não é o momento de sair de casa. A pandemia de Covid-19 continua com taxas de contaminação em patamares altos e já contabiliza mais de 525 mil mortes no país. Mas, caso resolva ir ao cinema, é imprescindível respeitar os protocolos de segurança. Mantenha a máscara no rosto, as mãos higienizadas e respeite o distanciamento.

A seguir, confira as estreias da semana em São Paulo.



Pré-estreias

O Bom Doutor
Na comédia, um médico que faz plantões noturnos sofre um acidente de trânsito. Sem poder se mexer, ele é socorrido por um entregador e pede para que o desconhecido o substitua nos atendimentos, com orientações feitas através de um ponto eletrônico.
França, 2019. Direção: Tristan Séguéla Com: Michel Blanc, Hakim Jemili e Solène Rigot. 12 anos


Sibyl
A verdadeira paixão de uma psicoterapeuta é a escrita, mas lhe falta inspiração —até ela conhecer uma atriz com a vida problemática e ficar obcecada por suas histórias. Essa conturbada relação revive memórias tristes, que ela achava ter superado.
França, 2019. Direção: Justine Triet. Com: Virginie Efira, Adèle Exarchopoulos e Niels Schneider. 16 anos


Estreias

O Baile dos 41
Uma festa gay de 1901 se torna um escândalo nacional após ser descoberta e invadida pela polícia. Dos 42 convidados, metade usava roupas femininas e 41 foram presos. Baseado em uma história real, o longa é uma produção da Netflix mexicana —e já estreou na plataforma por lá. Aqui, ele chega primeiro às salas de cinema.
México, 2020. Direção: David Pablos. Com: Alfonso Herrera, Emiliano Zurita e Mabel Cadena. 16 anos


O Charlatão
Baseado na história real de Jan Mikolasek, um curandeiro tcheco que dedicou a vida a cuidar de doentes. A aliança com nazistas durante a Segunda Guerra Mundial teve forte impacto na boa reputação que ele havia construído.
República Tcheca, 2021. Direção: Agnieszka Holland. Com: Joachim Paul Assböck, Jan Vlasák, Juraj Loj. 14 anos


Chico Ventana Também Queria Ter um Submarino
Durante uma viagem de navio à Patagônia, um jovem marinheiro descobre um portal mágico que o transporta para um apartamento em Montevidéu. Ao mesmo tempo, bem longe dali, camponeses filipinos encontram uma cabana abandonada e com poderes sobrenaturais.
Uruguai, Argentina, Brasil, Holanda, Filipinas, 2020. Diretor: Alex Piperno. Com: Elenco: Daniel Quiroga, Inés Bortagaray e Noli Tobol. 12 anos

Imagem de "Chico Ventana Também Queria Ter um Submarino"
Cena do filme “Chico Ventana Também Queria Ter um Submarino” – Divulgação

Hava, Maryam, Ayesha
Três mulheres afegãs enfrentam, sozinhas, grandes desafios em suas vidas. Hava, uma grávida solitária que mora com os sogros, encontra sua única alegria em conversar com o bebê na barriga. A repórter de TV Maryam está para se divorciar quando descobre a gravidez. Já Ayesha, a mais jovem das três, aceita se casar com o primo depois de ter sido abandonada pelo namorado.
Afeganistão, 2019. Direção: Sahraa Karimi. Com Arezoo Ariapoor, Fereshta Afshar e Hasiba Ebrahimi. 12 anos

Mulher grávida acaricia a barriga
Cena de ‘Hava, Maryam, Ayesha’ (2019), de Sahraa Karimi – Divulgação

Migliaccio – O Brasileiro em Cena
A trajetória de Flávio Migliaccio, morto em 2020, é contada por ele mesmo neste documentário, que traz arquivos de seus quase 60 anos de carreira. Suas histórias como ator, diretor, produtor, desenhista e dramaturgo refazem explicam como ele se transformou em um artista capaz de inspirar gerações de atores.
Brasil, 2021. Direção: João Mariano. 14 anos


Pedro e Inês – O Amor não Descansa
Internado em um hospital psiquiátrico após ter sido encontrado com o cadáver de sua amada Inês, Pedro tem sonhos distópicos nos quais ela continua viva. Essas visões se passam na Idade Média, no presente e também no futuro.
Portugal, 2018. Direção: António Ferreira. Elenco: Joana de Verona, Vera Kolodzig e João Lagarto. 16 anos

Cena do filme "Pedro e Inês, O Amor Não Descansa", de António Ferreira
Cena do filme “Pedro e Inês, O Amor Não Descansa”, de António Ferreira – Divulgação

Viúva Negra
Natasha Romanoff, a heroína Viúva Negra, foi entregue à KGB ainda bebê para ser treinada e se tornar uma super agente. Mais velha, ela descobre que o seu próprio governo encomendou sua morte e se une a seus antigos aliados para enfrentar esra batalha.
Estados Unidos, 2020. Direção: Cate Shortlan. Com: Scarlett Johansson, David Harbour e Rachel Weisz. 12 anos


Você viu Carolyn Harper?
Em uma cidade no interior dos Estados Unidos, três adolescentes se unem quando uma colega desaparece. Enquanto tentam desvendar os motivos do sumiço, elas são confrontadas por traumas e mudanças causadas pelo amadurecimento.
Estados Unidos, 2019. Direção: Jennifer Reeder. Com: Kate Arrington, Marika Engelhardt e Tim Hopper. 16 anos

Cena de 'Você Viu Carolyn Harper?', de Jennifer Reeder
Cena de ‘Você Viu Carolyn Harper?’, de Jennifer Reeder – Divulgação

Elie Saab | Haute Couture Fall Winter 2021/2022 | Full Show

Elie Saab | Haute Couture Fall Winter 2021/2022 | Phygital Fashion Show in High Definition. (Widescreen – Exclusive Video/1080p – Haute Couture Fashion Week – Paris/FR)

Understanding Demna Gvasalia’s Balenciaga Haute Couture Debut Collection

SHOWstudio’s very own fashion critic M-C Hill is joined by Cally Blackman, Joshua James Small and Steven Ma to discuss Demna Gvasalia’s Balenciaga A/W 21 haute couture debut. As the show marked Balenciaga’s return to couture after 50 years, the panellists declared the 63 look collection a roaring success. Speaking highly of Gvasalia’s interpretation of Christóbal Balenciaga’s signature silhouettes, they examined the intricacy and detailing in the collection, praising Gvasalia’s use of bold tailoring and inclusion of denim.

Established in November 2000, SHOWstudio is an award-winning fashion website, founded and directed by Nick Knight, that has defined the manner in which fashion is presented via the Internet. A pioneer of fashion film and live fashion broadcasting, SHOWstudio is now recognised as the leading force behind these mediums, offering a unique platform to nurture and encourage fashion to engage with moving image in the digital age. In its documentation of fashion and the arts, SHOWstudio has collaborated with pop culture icons and creatives including Tracey Emin, Lady Gaga, John Galliano, Kate Moss, Alexander McQueen, Charles Jeffrey, Gareth Pugh and many more.

O próprio crítico de moda da SHOWstudio, M-C Hill, é acompanhado por Cally Blackman, Joshua James Small e Steven Ma para discutir a estreia de Balenciaga A / W 21 na alta costura de Demna Gvasalia. Como o show marcou o retorno de Balenciaga à alta-costura após 50 anos, os painelistas declararam a coleção de 63 looks um sucesso estrondoso. Falando muito sobre a interpretação da Gvasalia das silhuetas assinadas por Christóbal Balenciaga, eles examinaram a complexidade e os detalhes da coleção, elogiando o uso da alfaiataria ousada pela Gvasalia e a inclusão de jeans.

Fundado em novembro de 2000, o SHOWstudio é um site de moda premiado, fundado e dirigido por Nick Knight, que definiu a maneira como a moda é apresentada pela Internet. Um pioneiro em filmes de moda e transmissão de moda ao vivo, o SHOWstudio é agora reconhecido como a força principal por trás desses meios, oferecendo uma plataforma única para nutrir e encorajar a moda a se envolver com a imagem em movimento na era digital. Em sua documentação de moda e artes, SHOWstudio tem colaborado com ícones e criativos da cultura pop, incluindo Tracey Emin, Lady Gaga, John Galliano, Kate Moss, Alexander McQueen, Charles Jeffrey, Gareth Pugh e muitos mais.

VP de saúde, Sumbul Desai fala sobre seu trabalho na Apple em entrevista

Em uma entrevista com o podcast Second Life, a vice-presidente de saúde da Apple, Sumbul Desai, falou um pouco sobre a sua carreira, seu trabalho na empresa e como diferentes times funcionam lá dentro — trabalhando, segundo ela, “como uma orquestra em sinfonia”.

Na Apple, Desai ajuda a supervisionar iniciativas de saúde, incluindo o desenvolvimento de produtos clínicos, parcerias inovadoras e pesquisas médicas. Ela é uma peça-chave por trás dos novos recursos do iPhone e do Apple Watch, como os lançados no iOS 15, como o compartilhamento de saúde e monitoramento da estabilidade do andar.

Seu papel na Apple é grande. Durante o período da pandemia COVID-19, Desai ajudou a liderar os esforços de resposta da Apple e apoio às vacinas.

Antes de iniciar a carreira na medicina, a Dra. Desai trabalhou na área de estratégia de negócios para a Disney e a ABC. Ela diz que, junto à sua função como diretora médica associada em Stanford, isso inesperadamente a preparou para o seu trabalho na Apple.

Oh, absolutamente, eu nunca teria pensado que meu papel hoje poderia mesclar minhas experiências anteriores tão bem, mas faz. […] [Estudar] comunicações e trabalhar na ABC [ajuda] a simplificar a mensagem e chegar ao cerne.

A sua filosofia sobre saúde holística a tornou um destaque no setor e, depois de trabalhar por bastante tempo na Stanford Medicine, Sumbul quis mudar um pouco o seu campo de abrangência.

Sobre essa mudança, ela disse:

Foi uma decisão muito difícil de tomar, quero dizer, eu realmente amo Stanford. […] Mas o que eu estava pensando era, você sabe, a saúde precisa mudar e de onde isso vai mudar? Isso vai acontecer de dentro ou vai acontecer a partir de empresas que são conhecidas pela inovação, essas que ajudarão a trazer avanços na saúde junto?

Dentro da Apple, Desai é responsável por clínicas e pesquisas, assim como pela área de saúde em geral. Sobre a integração entre diferentes equipes, ela diz:

O design e a engenharia estão realmente ligados constantemente. […] A Apple é muito multifuncional, então você tem todas as equipes juntas. […] O que é incrível no meu trabalho hoje é que ele é multidisciplinar. […] Quando isso acontece, é como uma orquestra em sinfonia.

A VP já apareceu em algumas apresentações da Apple, mas é sempre legal conferir o que esses executivos têm a dizer quando são entrevistados por fora.

O episódio completo do podcast pode ser encontrado aqui. [MacMagazine]

VIA IMORE

A Família Addams 2 | Personagens saem de férias em primeiro trailer

Novo filme estreia dia 1 de outubro
CAMILA FALCÃO

O primeiro trailer do filme A Família Addams 2 foi liberado hoje (07) pela MGM. Na prévia, os personagens saem de férias e se envolvem em diversas aventuras.

A Família Addams 2 é uma sequência da animação lançada em 2019. No final de 2020, um teaser e um pôster oficial do filme foram divulgados.

O primeiro longa teve uma recepção mista da crítica e tinha entre seus dubladores nomes como Charlize Theron, Oscar Isaac, Finn Wolfhard, e Chloë Grace Moretz. A nova produção tem data de lançamento prevista para 1 de outubro. 

Balenciaga 50th Couture Collection

Balenciaga 50th Couture Collection

CCBB exibe de graça todos os filmes do sul-coreano Hong Sang-soo, inclusive o último, inédito no Brasil

Vencedor do Urso de Prata em Berlim, “A mulher que fugiu”, último filme do cineasta, abre a mostra nesta quarta-feira

Cena do filme “A mulher que fugiu”, de Hong Sang-soo. Foto: Divulgação

Conhecido por sua linguagem minimalista, pelos personagens simples em situações corriqueiras e pelos filmes de baixíssimos orçamentos, o cineasta sul-coreano Hong Sang-soo tem sua obra revisitada na mostra “Encontros à deriva: Retrospectiva Hong Sang-soo”, que o Centro Cultural Banco do Brasil abre nesta quarta-feira (7/7). Presencial e gratuito, o evento reúne todos os 24 longas do diretor em 36 sessões, com curadoria de curadoria de Isabel Veiga, Samuel Brasileiro e Vitor Medeiros.

Além dos premiados “Hahaha”, “Nossa Sunhi”, “Certo agora, errado antes” e “Na praia à noite sozinha”, o público poderá conferir o mais novo trabalho de Sang-soo, “A mulher que fugiu”, premiado com o Urso de Prata de melhor direção no Festival de Berlim, em 2020. O longa abre o festival nesta quarta-feira, com sessão presencial às 17h30. Na quinta-feira (8/7), o filme da vez é “O dia em que o porco caiu no poço” (1996), no mesmo horário. Os ingressos devem ser reservados no site Eventim. Confira aqui a programação completa do festival e as classificações etárias de cada filme.

A retrospectiva também inclui dois debates em torno da obra do sul-coreano. “Entre a indústria sul-coreana e os festivais de cinema: reflexões em Hong Sang-soo” é o tema da primeira conversa, marcada para o dia 21/7, às 21h30, com Eduardo Valente e Daniela Mazur. No dia 28/7, Leonardo Bonfim e Hernani Heffner falam sobre “A escritura filmica de Hong Sang-soo”, no mesmo horário. As inscrições para participar do debate devem ser feitas pelo Facebook (/luzesdacidadegrupodecinefilos).