CINEMA I Estreias: Viúva Negra, Você Viu Carolyn Harper?, Pedro e Inês, Migliaccio – O Brasileiro em Cena, O Charlatão, O Baile dos 41, O Bom Doutor, Hava, Maryam, Ayesha

Além do blockbuster da Marvel, outros lançamentos em SP trazem mulheres fortes
JAIRO MALTA

‘Viúva Negra’, com Scarlett Johansson, é a principal aposta dos cinemas na semana

SÃO PAULO – De personagem hipersexualizada em “Homem de Ferro 2” a protagonista de um filme solo que ironiza esse passado, Natasha Romanoff travou diferentes guerras em sua trajetória dentro do Universo Cinematográfico da Marvel.

“Viúva Negra”, que estreia nesta quinta, dia 8, nos cinemas, traz em cena uma versão da ex-agente soviética interpretada por Scarlett Johasson mais consciente e feminista, mostrando que a Disney levou a sério as críticas recebidas nos últimos anos sobre a forma como a heroína era tratada.

Para os fãs dos Vingadores, saber o passado de Romanoff pode explicar o seu destino em “Vingadores: Ultimato”, de 2019, o último filme da franquia. Para quem não viu, uma dica: assista antes ao longa ou se prepare para tomar uma chuva de spoilers durante o novo filme.

Além de “Viúva Negra”, outras três novidades trazem histórias femininas fortes às salas. Há o drama afegão “Hava, Maryam, Ayesha”, que conta a história de três mulheres grávidas e seus dilemas. Outra opção é o americano “Você Viu Carolyn Harper?”, sobre três meninas adolescentes que são confrontadas por traumas da infância. Completa a lista o francês “Sibyl”, com uma psicóloga que gosta mesmo é de escrever —este entra em pré-estreia.

Ainda na lista de pré-estreias, chega às telas “O Bom Doutor”, comédia francesa que conta como um entregador virou médico por acidente.

A semana tem mais seis lançamentos: o romance português “Pedro e Inês”, o documentário “Migliaccio – O Brasileiro em Cena”, “O Charlatão”, com a história real de um curandeiro tcheco, “Chico Ventana Também Queria Ter um Submarino” e, por fim, o mexicano “O Baile dos 41”, baseado em uma história real.

Não custa lembrar que ainda não é o momento de sair de casa. A pandemia de Covid-19 continua com taxas de contaminação em patamares altos e já contabiliza mais de 525 mil mortes no país. Mas, caso resolva ir ao cinema, é imprescindível respeitar os protocolos de segurança. Mantenha a máscara no rosto, as mãos higienizadas e respeite o distanciamento.

A seguir, confira as estreias da semana em São Paulo.



Pré-estreias

O Bom Doutor
Na comédia, um médico que faz plantões noturnos sofre um acidente de trânsito. Sem poder se mexer, ele é socorrido por um entregador e pede para que o desconhecido o substitua nos atendimentos, com orientações feitas através de um ponto eletrônico.
França, 2019. Direção: Tristan Séguéla Com: Michel Blanc, Hakim Jemili e Solène Rigot. 12 anos


Sibyl
A verdadeira paixão de uma psicoterapeuta é a escrita, mas lhe falta inspiração —até ela conhecer uma atriz com a vida problemática e ficar obcecada por suas histórias. Essa conturbada relação revive memórias tristes, que ela achava ter superado.
França, 2019. Direção: Justine Triet. Com: Virginie Efira, Adèle Exarchopoulos e Niels Schneider. 16 anos


Estreias

O Baile dos 41
Uma festa gay de 1901 se torna um escândalo nacional após ser descoberta e invadida pela polícia. Dos 42 convidados, metade usava roupas femininas e 41 foram presos. Baseado em uma história real, o longa é uma produção da Netflix mexicana —e já estreou na plataforma por lá. Aqui, ele chega primeiro às salas de cinema.
México, 2020. Direção: David Pablos. Com: Alfonso Herrera, Emiliano Zurita e Mabel Cadena. 16 anos


O Charlatão
Baseado na história real de Jan Mikolasek, um curandeiro tcheco que dedicou a vida a cuidar de doentes. A aliança com nazistas durante a Segunda Guerra Mundial teve forte impacto na boa reputação que ele havia construído.
República Tcheca, 2021. Direção: Agnieszka Holland. Com: Joachim Paul Assböck, Jan Vlasák, Juraj Loj. 14 anos


Chico Ventana Também Queria Ter um Submarino
Durante uma viagem de navio à Patagônia, um jovem marinheiro descobre um portal mágico que o transporta para um apartamento em Montevidéu. Ao mesmo tempo, bem longe dali, camponeses filipinos encontram uma cabana abandonada e com poderes sobrenaturais.
Uruguai, Argentina, Brasil, Holanda, Filipinas, 2020. Diretor: Alex Piperno. Com: Elenco: Daniel Quiroga, Inés Bortagaray e Noli Tobol. 12 anos

Imagem de "Chico Ventana Também Queria Ter um Submarino"
Cena do filme “Chico Ventana Também Queria Ter um Submarino” – Divulgação

Hava, Maryam, Ayesha
Três mulheres afegãs enfrentam, sozinhas, grandes desafios em suas vidas. Hava, uma grávida solitária que mora com os sogros, encontra sua única alegria em conversar com o bebê na barriga. A repórter de TV Maryam está para se divorciar quando descobre a gravidez. Já Ayesha, a mais jovem das três, aceita se casar com o primo depois de ter sido abandonada pelo namorado.
Afeganistão, 2019. Direção: Sahraa Karimi. Com Arezoo Ariapoor, Fereshta Afshar e Hasiba Ebrahimi. 12 anos

Mulher grávida acaricia a barriga
Cena de ‘Hava, Maryam, Ayesha’ (2019), de Sahraa Karimi – Divulgação

Migliaccio – O Brasileiro em Cena
A trajetória de Flávio Migliaccio, morto em 2020, é contada por ele mesmo neste documentário, que traz arquivos de seus quase 60 anos de carreira. Suas histórias como ator, diretor, produtor, desenhista e dramaturgo refazem explicam como ele se transformou em um artista capaz de inspirar gerações de atores.
Brasil, 2021. Direção: João Mariano. 14 anos


Pedro e Inês – O Amor não Descansa
Internado em um hospital psiquiátrico após ter sido encontrado com o cadáver de sua amada Inês, Pedro tem sonhos distópicos nos quais ela continua viva. Essas visões se passam na Idade Média, no presente e também no futuro.
Portugal, 2018. Direção: António Ferreira. Elenco: Joana de Verona, Vera Kolodzig e João Lagarto. 16 anos

Cena do filme "Pedro e Inês, O Amor Não Descansa", de António Ferreira
Cena do filme “Pedro e Inês, O Amor Não Descansa”, de António Ferreira – Divulgação

Viúva Negra
Natasha Romanoff, a heroína Viúva Negra, foi entregue à KGB ainda bebê para ser treinada e se tornar uma super agente. Mais velha, ela descobre que o seu próprio governo encomendou sua morte e se une a seus antigos aliados para enfrentar esra batalha.
Estados Unidos, 2020. Direção: Cate Shortlan. Com: Scarlett Johansson, David Harbour e Rachel Weisz. 12 anos


Você viu Carolyn Harper?
Em uma cidade no interior dos Estados Unidos, três adolescentes se unem quando uma colega desaparece. Enquanto tentam desvendar os motivos do sumiço, elas são confrontadas por traumas e mudanças causadas pelo amadurecimento.
Estados Unidos, 2019. Direção: Jennifer Reeder. Com: Kate Arrington, Marika Engelhardt e Tim Hopper. 16 anos

Cena de 'Você Viu Carolyn Harper?', de Jennifer Reeder
Cena de ‘Você Viu Carolyn Harper?’, de Jennifer Reeder – Divulgação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.