‘Gossip Girl’ deixa para trás elite branca e alienada ao expor segredos dos ricos

Reboot traz turma de adolescentes que quer se engajar com movimentos sociais sem desgrudar os olhos do Instagram
Carolina Moraes

Poster de reboot de ‘Gossip Girl’, com novo elenco high-tech e mais diverso Divulgação

SÃO PAULO – Quando as rainhas da escola Constance, em Nova York, eram Blair Waldorf e Serena van der Woodsen, as intrigas entre as jovens super-ricas de “Gossip Girl” eram expostas num blog, e as fofocas chegavam como mensagens em celulares flip, abertos aos montes durante festas glamorosas.

Nove anos se passaram desde o fim da série, e a garota do blog está de volta com a mesma voz de Kristen Bell narrando os boatos da elite de Manhattan numa atmosfera exclusiva e fashion de 2021.

Mas o retorno de “Gossip Girl” parece apontar mais para diferenças do que para semelhanças com o original —movimento que é esperado e parece obrigatório em séries que retornam após mudanças vertiginosas entre gerações.

Cena da nova temporada de Gossip Girl, com as personagens Julien, Luna e Monet, as patricinhas da nova geração da Constance
Cena da nova temporada de Gossip Girl, com as personagens Julien, Luna e Monet, as patricinhas da nova geração da Constance IMDB/Divulgação

A começar pelo elenco. O núcleo central dessa história não é mais formado por brancos, cisgênero e heterossexuais. Agora, as duas protagonistas, Julien, interpretada por Jordan Alexander, e Zoya, papel de Whitney Peak, são negras. Max, interpretado por Thomas Doherty, que parece importar o trejeito garanhão de Chuck, beija homens e mulheres. Luna, papel de Zión Moreno, é uma mulher trans.

“Nós nos tornamos conscientes disso, mas quando eu assistia a ‘Gossip Girl’, ou a ‘Friends’, ou a qualquer outra série, eu não percebia que o que eu estava vendo era um elenco exclusivamente branco”, afirma Jordan Alexander, sobre a turma mais diversa da Constance de 2021.

“Quando aparecia uma pessoa negra, apontava-se que era uma pessoa negra. Mas quando uma pessoa branca aparecia na tela, era apenas um humano. Acho que é importante começar a quebrar isso e ir abrindo portas para outras pessoas.”

É de se imaginar que o retrato da elite de Manhattan da vida real seja mesmo branco, mas quase tudo na nova “Gossip Girl” se distancia da tela homogênea da turma da Queen B com muita naturalidade. Para Whitney Peak, é como se nem fosse algo fora do ordinário ter mais representatividade na tela.

A naturalidade apontada pela atriz é mais um sinal de que essa é uma tônica incontornável nas tramas e que deve atravessar outros seriados, como “Sex and the City”, que vai ganhar uma continuação de dez episódios batizada “And Just Like That…”.

Enquanto “Friends: The Reunion” parece ter se apoiado numa nostalgia sem grandes revisões, espera-se que o quarteto de “Sex and the City”, que agora será um trio com a ausência da atriz Kim Cattrall, volte embalado por mudanças mais estruturais.

Alguns trechos dos episódios do final da década de 1990, vistos hoje, parecem ter envelhecido mal. Afinal, é um grupo de mulheres brancas que passam a maior parte de seu tempo atrás de um bom partido pelas ruas de Nova York, apesar dos ares de liberdade brindados com cosmopolitan.

O icônico Mr. Big, que abala Carrie Bradshaw, era apontado positivamente na trama como o próximo Donald Trump —algo que hoje não soa mais como um bom termômetro desde que ele virou presidente.

Outro sinal dos tempos apontado no novo “Gossip Girl” é que essa geração foi atravessada por movimentos sociais emblemáticos, como o Black Lives Matter, o MeToo e o Occupy Wall Street e se engaja com problemas sociais.

Obie, papel de Eli Brown, por exemplo, expurga sua culpa de rica ajudando uma Aliança do Direito à Cidade, que orgulhosamente define como uma organização que tenta “parar o deslocamento de comunidades marginalizadas e de bairros históricos”. Para o ator, trata-se do retrato de uma geração que é, de fato, mais consciente.

A nova queen do grupo de adolescentes, muito mais high-tech que a da última geração, é Julien, uma influenciadora que conta com as amigas Monet, vivida por Savannah Lee Smith, e Luna para fazer cliques no horário perfeito da iluminação natural e postar retratos de uma vida quase perfeita com seu namorado, o Obie. É nesse espaço criado pela profusão das redes sociais que está a nova garota do blog, como mais uma arroba no Instagram.

Cena da nova temporada de 'Gossip Girl', que volta nova geração de jovens super-ricos de Nova York, na HBO Max
Cena da nova temporada de ‘Gossip Girl’, que volta nova geração de jovens super-ricos de Nova York, na HBO Max – Divulgação

Jordan Alexander acredita que essa ida para a plataforma amplifica a trama da primeira fase da série, que começou em 2007. “No original, toda a ideia era de uma vigilância das mídias sociais, mas antes delas existirem”, afirma a atriz.

Isso porque o objetivo desse blog, com um autor que viveu no anonimato até o último episódio da série, era justamente expor a vida escandalosa dos adolescentes numa época em que eles mesmos nem expunham suas selfies na internet e que ainda eram surpreendidos por paparazzi nas esquinas da metrópole.

“Ter essa plataforma que é mesmo para compartilhar fotos e histórias faz com que a Gossip Girl agora esteja numa rede em que é muito fácil de mirar as vítimas”, diz Alexander.

Dessa vez, o mistério de quem é a Gossip Girl já acaba no primeiro episódio, o que Eli considera uma artifício interessante para o público acompanhar a trama. É uma garota do blog, inclusive, que chega para criar disputas que nem sequer existem, enquanto a geração anterior girava em torno da rivalidade de duas mulheres —mais uma disputa que ficou para trás, já que as duas protagonistas se gostam no início da trama.

A dúvida que fica é se a nova série vai se engajar com o que fez de “Gossip Girl” a “Gossip Girl” —um editorial fashion ambulante e um barraco de estremecer as famílias mais ricas da cidade a cada
episódio. O primeiro está lá, com nomes clássicos e grifes mais novas desfilando na tela.

O segundo, nem tanto. O que temos como grande escândalo da nova “Gossip Girl” envolve uma bolsa de estudos de uma meia-irmã rica para sua outra meia-irmã pobre e, a julgar pelo primeiro episódio, esse enredo não parece ser suficiente para levar o público até os próximos capítulos da vida nem tão escandalosa da elite de Manhattan.

A discussão sobre esse novo perfil de fofoca no Instagram, aliás, poderia se aprofundar num reboot que acontece à luz de um uso excessivo das redes sociais como espelho do real e até guiar os dramas dessa nova geração, o que, por ora, não acontece.

Mas é certo que esses novos adolescentes estão conscientes de que problemas sociais estão aí, e que não há volta para os arroubos fantasiosos e um tanto alienados do começo dos anos 2000.

Whitney Peak avalia que não há mais desculpa para não se educar sobre questões em pauta, como racismo, feminismo e homofobia. E caso não saiba sobre algo, bom, “procure no Google”, diz Jordan Alexander.

GOSSIP GIRL

  • Onde Na HBO Max, com novos episódios toda semana
  • Elenco Kristen Bell, Evan Mock, Whitney Peak e Jordan Alexander
  • Produção EUA, 2021
  • Direção Joshua Safran

NEVER TOO SMALL 55sqm/592sqft Small Apartment Design – 122 Roseneath St

With a focus on sustainability, quality and fostering a strong sense of community, 122 Roseneath St is a project designed around flexible, shared spaces including a multi-purpose communal room, a bike workshop/laundry and an open terrace with a barbeque area and herb gardens. This 55m2 apartment has been designed for open plan living, with the kitchen located on a side wall to allow flexibility in furniture placement and a cleverly designed small study space behind the bedroom. The main feature is a flexible interior sliding door which increases the available light and volume when open, but when closed separates the bedroom and study from the living area for extra privacy and flexibility.

Com foco na sustentabilidade, qualidade e promoção de um forte senso de comunidade, 122 Roseneath St é um projeto desenvolvido em torno de espaços compartilhados flexíveis, incluindo uma sala comum polivalente, uma oficina de bicicletas / lavanderia e um terraço aberto com uma área para churrasco e ervas jardins. Este apartamento de 55m2 foi projetado para uma sala de plano aberto, com a cozinha localizada em uma parede lateral para permitir flexibilidade na colocação de móveis e um pequeno espaço de estudo inteligentemente projetado atrás do quarto. A principal característica é uma porta interior deslizante flexível que aumenta a luz e o volume disponíveis quando aberta, mas quando fechada separa o quarto e o escritório da área de estar para maior privacidade e flexibilidade.

122 Roseneath St is a collaboration between Fieldwork Projects and like-minded developers Assemble Communities, Wuff Projects and Icon Developments.

Music:
Sailor by Some Were At Sea

Produced by New Mac Video Agency
Creator: Colin Chee
Director/Camera Operator: Colin Chee
Producer: Lindsay Barnard
Editor: Colin Chee

The Next Chapter – Porter Edit July 12th 2021 – Tavi Gevinson By Jacq Harriet 

The Next Chapter   —   Porter Edit July 12th 2021   —   www.net-a-porter.com

Photography: Jacq Harriet Model: Tavi Gevinson Styling: Natasha Royt Hair: David von Cannon Make-Up: Tyron Machhausen Manicure: Dawn Sterling Art Direction: Phil Buckingham

Tutorials | V Collection 8.1 – What’s New?

V Collection continues to evolve and improve to make your musical journey more fun, more intuitive, and more accessible. In this video, Bryan takes you through the latest extra features of the free V Collection 8.1 update, including OB-Xa V enhancements, Analog Lab V Accessibility.

V Collection continua a evoluir e melhorar para tornar sua jornada musical mais divertida, mais intuitiva e mais acessível. Neste vídeo, Bryan mostra os recursos extras mais recentes da atualização gratuita do V Collection 8.1, incluindo aprimoramentos do OB-Xa V, Analog Lab V Accessibility.

Zaytoven | Staying sharp with V Collection 8

V Collection 8.1 is designed to ensure that inspiration is never out of reach. For virtuoso Atlanta producer Zaytoven (Nicki Minaj, Drake, Usher, Gucci Mane), having instant and flexible access to incredible-sounding presets is key to his prolific workflow. Here, he shares his thoughts on how he makes it his own.

V Collection 8.1 foi projetado para garantir que a inspiração nunca esteja fora de alcance. Para o virtuoso produtor de Atlanta Zaytoven (Nicki Minaj, Drake, Usher, Gucci Mane), ter acesso instantâneo e flexível a predefinições de som incrível é a chave para seu fluxo de trabalho prolífico. Aqui, ele compartilha seus pensamentos sobre como o torna seu.

Lucy Ramos abre a casa no interior de São Paulo, após reforma

Com estilo sofisticado, a residência de 200 m² em que a atriz vive com o roteirista e cineasta Thiago Luciano é um refúgio aconchegante
CAMILA SANTOS | FOTOS RILDO CUNDIEV

O tratamento de imagem foi realizado por Lis Bianca Euclydes

Com o isolamento social, muitas pessoas buscaram adaptar e ressignificar os espaços da casa, para que ficassem mais acolhedores e pudessem atender às demandas que surgiram durante a quarentena. No lar da atriz Lucy Ramos e do ator, cineasta e roteirista Thiago Luciano, não foi diferente: ao passar mais tempo na morada, o casal decidiu reformar pela primeira vez o imóvel de 200 m², localizado no interior de São Paulo.

Lucy Ramos abre a casa no interior de São Paulo, após reforma (Foto:  Rildo Cundiev)
Os pendentes são da Mais Led Iluminação e os móveis são da Dynamis Concept
Lucy Ramos abre a casa no interior de São Paulo, após reforma (Foto:  Rildo Cundiev)
O tapete da sala é da loja Carol Barroso Decorações

“Faz cinco anos que moramos nesta casa e, desde que a adquirimos, não tínhamos feito nenhuma mudança. A partir do momento que passamos muito tempo aqui devido à pandemia, olhamos para cada cantinho e vi a necessidade de deixar a casa com a nossa cara, com o nosso jeitinho”, conta a artista, em entrevista exclusiva à Casa Vogue.

Lucy Ramos abre a casa no interior de São Paulo, após reforma (Foto:  Rildo Cundiev)
Lucy Ramos abre a casa no interior de São Paulo, após reforma (Foto:  Rildo Cundiev)
(Foto: Rildo Cundiev)

Ao entrar na sala, lugar favorito de Lucy, uma atmosfera elegante e imponente abraça os visitantes. Impossível não observar os quatro pendentes esculturais que atraem olhares e valorizam o pé-direito alto do living. Já os tons de off-white, mantêm a serenidade da decoração em meio aos móveis clássicos e detalhes dourados. “Essa sala é um cantinho gostoso para leitura, para relaxar e para produzir meus conteúdos para as redes sociais”, conta a atriz. O charme extra da composição quase monocromática, ficou por conta da boiserie, moldura que imprime um toque retrô e aconchegante a qualquer ambiente.

Lucy Ramos abre a casa no interior de São Paulo, após reforma (Foto:  Rildo Cundiev)
A marcenaria planejada foi adquirida na loja Dalmóbile Campinas
Lucy Ramos abre a casa no interior de São Paulo, após reforma (Foto:  Rildo Cundiev)
O papel de parede é da JVN Papéis de Parede

Responsável por materializar o projeto, o Estúdio Elis Arantes seguiu a cartela de tonalidades neutras para o décor do quarto do casal. No cômodo, tons de cinza e madeira ditam o espaço, que também abriga um escritório desenvolvido especialmente para que Thiago crie seus roteiros. O home office surgiu com o fechamento de uma antiga varanda e foi posicionado em frente à janela, com vista para a paisagem, com o intuito de promover mais inspiração ao roteirista. “Criamos uma bancada funcional, aplicando papel de parede que faz a função de uma lousa branca para facilitar a escrita de ideias”, afirma a arquiteta Elis Arantes.

Lucy Ramos abre a casa no interior de São Paulo, após reforma (Foto:  Rildo Cundiev)
A poltrona no escritório de Thiago é da loja Abra Casa
Lucy Ramos abre a casa no interior de São Paulo, após reforma (Foto:  Rildo Cundiev)
Os tapetes do quarto também são da loja Carol Barroso Decorações 
Lucy Ramos abre a casa no interior de São Paulo, após reforma (Foto:  Rildo Cundiev)
Lucy Ramos abre a casa no interior de São Paulo, após reforma (Foto:  Rildo Cundiev)
O ventilador de teto foi adquirido na loja TKS Iluminação

Para dar mais originalidade à suíte foi escolhida uma cabeceira de marcenaria ripada com iluminação em LED, que confere um toque intimista ao dormitório. As cores sóbrias também destacam o painel tríptico em tons de azul, assinado pelo artista Will Sampaio, amigo do casal. Esta peça evidencia a personalidade de Lucy e Thiago, que são amantes de arte, e adiciona pontos de cor à decoração, sem perder a sofisticação.

Lucy Ramos abre a casa no interior de São Paulo, após reforma (Foto:  Rildo Cundiev)
A marcenaria planejada da cozinha é da Inove Dalmóbile
Lucy Ramos abre a casa no interior de São Paulo, após reforma (Foto:  Rildo Cundiev)
As bancadas de quartzo e a pia esculpida são da Unilar Marmoraria
Lucy Ramos abre a casa no interior de São Paulo, após reforma (Foto:  Rildo Cundiev)
As banquetas são da Dynamis Concept e a passadeira da loja Carol Barroso Decorações

A tranquilidade do azul também é presenciada na cozinha, que pode ser considerada o coração da casa. Segundo Lucy, durante o planejamento foram estudadas tonalidades que harmonizassem com a base branca. Inicialmente, o casal ficou receoso quanto à paleta, mas decidiu apostar nesta combinação jovial e alegre. “Quanto ao piso, escolhemos o mesmo revestimento acinzentado para os ambientes da parte inferior da casa (cozinha, sala e área externa) com o objetivo de criar uma unidade visual”, lembra a atriz.

Lucy Ramos abre a casa no interior de São Paulo, após reforma (Foto:  Rildo Cundiev)
O piso é da Exbra Revestimentos
Lucy Ramos abre a casa no interior de São Paulo, após reforma (Foto:  Rildo Cundiev)
O projeto de iluminação foi feito pela Mais Led Iluminação

Como a residência está instalada em um local mais afastado de grandes centros comerciais e restaurantes, os proprietários utilizam a cozinha com muita frequência. Este fato motivou o desenvolvimento de uma área funcional e prática para o uso diário. Além disso, a ilha central com tampo de quartzo branco tornou o lugar mais convidativo para as reuniões com os amigos (após a pandemia), já que o espaço foi integrado à área externa.

Lucy Ramos abre a casa no interior de São Paulo, após reforma (Foto:  Rildo Cundiev)
Os vasos que receberam plantas escolhidas e plantadas pelo próprio casal são da Vasap Design e o vidro da sauna é da Blindex
Lucy Ramos abre a casa no interior de São Paulo, após reforma (Foto:  Rildo Cundiev)
O tacho utilizado na área da lareira de chão é da Eco Flame Garden

A localização em meio à natureza é, sem dúvidas, um dos pontos-chave no refúgio dos atores. Para aumentar a conexão com a paisagem, após nove meses de obras, a parte exterior do imóvel recebeu uma disposição que ressalta o paisagismo do condomínio. No ambiente destinado à fogueira, o laranja das almofadas complementa as cores da vegetação. “Na área externa, tem essa cadeira verde que eu chamo de cadeira da rainha, que também combina com as plantas”, brinca a artista.

Lucy Ramos abre a casa no interior de São Paulo, após reforma (Foto:  Rildo Cundiev)
O piso da área externa também é da Exbra Revestimentos


À frente do gerenciamento do projeto, Jackie Britto comenta que a concretização da reforma foi desafiadora, pois ela não acompanhou a evolução do planejamento presencialmente: “Eu já sabia que tinha uma missão inovadora, afinal, pela primeira vez, eu não estaria no dia a dia de uma obra. Porém, o que me surpreendeu muito foi que além de a Lucy acompanhar tudo de perto, ainda me trazia vídeos pra que eu pudesse acompanhar junto com ela”, relata.

Sob Pressão | Bebê, maior hospital do Rio e mais detalhes da 4ª temporada; veja

Série com Julio Andrade e Marjorie Estiano volta a mergulhar na rede pública de saúde
EDUARDO PEREIRA

Globo: João Cotta/Divulgação

Sob Pressão, a aclamada série médica nacional protagonizada por Julio Andrade e Marjorie Estiano, ganhará sua quarta temporada em 12 de agosto com direito a muitas mudanças: Na trama do novo ano, depois atuarem na linha de frente da luta contra a covid-19 nos hospitais, Evandro (Andrade), Carolina (Estiano), Décio (Bruno Garcia), Charles (Pablo Sanábio), Vera (Drica Moraes), Mauro (David Junior), Gustavo (Marcelo Batista), Keiko (Julia Shimura) e Rosa (Josie Antelo) voltam a enfrentar os desafios da saúde pública no maior hospital do Rio de Janeiro.

Segundo a sinopse oficial, a equipe medica passará a integrar a equipe do Edith de Magalhães, hospital que é referência na capital fluminense e cujo nome é uma homenagem à enfermeira Edith de Magalhães Fraenkel, pioneira da saúde e enfermagem que ajudou a combater a gripe espanhola no Brasil. “Apesar de a pandemia ainda ser uma realidade longe de ter fim, eles não atendem casos relacionados à Covid-19. No novo endereço profissional, a equipe médica de ‘Sob Pressão’ se junta a outros profissionais de tamanha importância, como a recém-formada enfermeira Lívia (Bárbara Reis), para se dedicar a outros casos de urgência”, lê a prévia.

“É uma temporada em que vemos a medicina voltando um pouco ao seu dia a dia, ainda com a pandemia como pano de fundo, mas com foco nas demais doenças e destacando também novos códigos sociais que acreditamos que entrarão na prática de todos”, explica o diretor artístico Andrucha Waddington.

Em paralelo ao trabalho médico, as vidas pessoais dos protagonistas Carolina e Evandro serão abaladas pela chegada de um bebê, Francisco, ao hospital. É um convite da trama a reflexões sobre o conceito de família, explica o autor Lucas ParaizoNesta temporada, a gente orbita na ideia do que é família. E a chegada dessa criança é uma forma da gente fazer essas perguntas ao público: o que significa ser pai e ser mãe? Pai e mãe são aqueles que geram ou que criam? Pai e mãe são os pais biológicos ou aqueles que dão amor e carinho? Esse questionamento virá à tona o tempo todo”, diz. “A quarta temporada é sobre o triunfo do amor”, conclui Paraizo.

Sob Pressão é uma coprodução da Globo e Conspiração, escrita por Lucas  Paraizo com colaboração de Márcio AlemãoAndré SirangeloPedro Riguetti e Flavio Araujo. A direção artística é de Andrucha, que assina também a direção geral ao lado de Mini Kerti, Rebeca Diniz, Julio Andrade e Pedro Waddington. Com produção de Isabela Bellenzani (TV Globo) e Mariana Vianna (Conspiração), e direção de gênero de José Luiz Villamarim, a série tem estreia prevista para 12 de agosto na TV aberta e no Globoplay. A plataforma de streaming também abriga as outras três temporadas da produção.

Apple cogita comprar o estúdio A24 por US$3 bilhões, diz Variety

O estúdio A24 está considerando uma venda por cerca de US$2,5 a US$3 bilhões, e uma das principais interessadas seria ninguém menos que a Apple. As informações, exclusivas, são da Variety.

O estúdio de filmes independente é o ganhador do Oscar por trás de “Moonlight” e “Uncut Gems”, e já estaria considerando diversos compradores há cerca de 18 meses. Não é certo de que essas discussões ainda estejam ocorrendo, mas a Apple seria uma das principais interessadas.

A relação da Maçã com o A24 não é nova. Em 2018, as duas empresas firmaram um acordo de múltiplos filmes, que gerou títulos como “On the Rocks” para o Apple TV+, assim como os futuros “Macbeth”“Sharper”“O Céu Está em Todo Lugar” e “Bride”.

Já ouvimos rumores, também, de que a Apple estaria interessada em adquirir a Hello Sunshine — produtora da atriz Reese Witherspoon, responsável por “The Morning Show”. Agora, essas informações corroboram o fato de que a Maçã está querendo realizar uma compra grande como essas.

Todavia, pessoas próximas ao estúdio afirmam que a empresa está focada na expansão e não está priorizando ser vendida. Enquanto isso, o A24 tem expandido suas operações para serviços de streaming, com títulos como “Euphoria” (HBO) e “John Mulaney & The Sack Lunch Bunch” (Netflix).

Mesmo que isso sejam apenas rumores, a aquisição do estúdio seria muito bem-vinda, principalmente devido ao grande sucesso do A24 desde a sua fundação em 2012. Obviamente, nenhuma das empresas quis comentar o rumor.

VIA IDOWNLOADBLOG

Instagram lança verificação para ajudar usuários com conta invadida

A Verificação de Segurança é uma orientação que guia o usuário na checagem de informações de perfil e de contato na rede social

Segundo o Instagram, a novidade já está disponível, mas chega primeiro para aquelas contas que já sofreram alguma tentativa de invasão anterior

Instagram anunciou nesta terça-feira, 13, um reforço em seu método de segurança de login no app. Agora, além da autenticação em dois fatores, a rede social vai orientar os usuários sobre a atualização de informações no perfil, de e-mail e de contato para recuperação da conta em caso de invasão de conta por meio da Verificação de Segurança. O serviço está disponível para quem já teve o app invadido. 

Segundo o Instagram, o lembrete para os usuários é uma forma de garantir que todas as medidas de segurança possíveis de serem habilitadas no app estejam de fato, ativas. Para isso, o app vai guiar a configuração a partir da aba de segurança. 

Na opção, o app pede para que os usuários verifiquem todas as informações preenchidas na conta, como e-mail, número de telefone, confirmar as contas com que compartilham informações de login e a forma do acesso à conta. A medida, porém, não substitui a autenticação em dois fatores, por exemplo, e visa ser apenas uma camada a mais para relembrar os usuários da segurança da rede social. 

Segundo o Instagram, a novidade já está disponível, mas chega primeiro para aquelas contas que já sofreram alguma tentativa de invasão anterior. A empresa não afirmou se pretende ampliar a funcionalidade da ferramenta também para outros usuários da plataforma.