França oferecerá até 1,5 mil euros para quem trocar carro por bicicleta

Medida anunciada pelo governo federal prevê também a possibilidade de um valor extra de mil euros para quem optar por uma bicicleta elétrica

Foto: Getty Images

Depois de meses de discussões no parlamento francês, finalmente foi definido o valor que poderá ser concedido para quem decidir trocar o carro por uma bicicleta na França. Será uma ajuda de custo de até 1,5 mil euros, que pode chegar a até 2,5 mil no caso de bicicletas elétricas.

O anúncio do governo de Emmanuel Macron chega uma semana depois do parlamento ter dado a sua aprovação final à lei sobre as alterações climáticas que, apesar das críticas dos ambientalistas que consideram que ela não vai suficientemente longe, contém medidas inovadoras como a proibição de voos quando existem alternativas de trajetos de trem com menos de duas horas e meia de duração.

“Para promover o uso da bicicleta elétrica como alternativa ao veículo individual e favorecer o movimento em direção ao transporte sustentável, principalmente em áreas urbanas e periferias, a Lei do Clima estende o prêmio para a conversão para compra de bicicleta de assistência elétrica ou uma bicicleta elétrica de carga em troca da entrega de um carro ou caminhão poluente para sucateamento”, explicaram em comunicado conjunto os responsáveis ​​pela Economia e Transporte do governo francês.Saiba maisA cidade-luz de quinze minutos

Segundo o jornal El País, embora a medida não estivesse no texto original do projeto de lei apresentado pelo governo, uma alteração foi votada por unanimidade na Assembleia Nacional em meados de abril e, na semana passada, todo o pacote foi aprovado.

O novo regulamento francês também proíbe a publicidade de combustíveis fósseis e, a partir de 2028, dos veículos mais poluentes. Também estabelece a proibição, a partir de 2025, de embalagens alimentícias de poliestireno de uso único e estabelece que até 2030 as lojas com mais de 400 metros quadrados terão que destinar pelo menos 20% das suas áreas de venda para produtos a granel. Fica proibido ainda, a partir de 2028, o aluguel de casas mal isoladas termicamente e, portanto, com altos custos de energia para aquecimento e resfriamento. [Um Só Planeta]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.