CINEMA I Estreias: Free Guy, Caminhos da Memória, Eternos Companheiros, Valentina

‘Free Guy’, filme da Disney com Ryan Reynolds em um videogame e outros quatro lançamentos marcam primeira semana com novas regras da quarentena nos cinemas de SP

Em ‘Free Guy – Assumindo o Controle’, um caixa de banco descobre que ele é, na verdade, um jogador dentro de um vídeo game. Reprodução

SÃO PAULO – Metralhadoras, explosões e efeitos especiais fazem o cenário de “Free Guy”, novo filme da Disney que estreia nesta quinta, dia 19. O longa conta a história de um bancário, interpretado pelo ator Ryan Reynolds, que vive uma vida pacata até descobrir estar em um videogame.

Nos cinemas americanos, o filme superou a bilheteria de “O Esquadrão Suicida”, que vinha bem em sua primeira semana de lançamento, e passou a liderar a lista de filmes mais vistos.

Ainda no campo das realidades alternativas, “Caminhos da Memória” coloca Hugh Jackman em um universo onde os pensamentos e as memórias podem ser revisitadas através de uma máquina. O filme, escrito e dirigido por Lisa Joyce, que também participou na criação da série “Westword”, da HBO, reflete sobre a importância de se viver cada momento intensamente.

Entre as estreias, dois filmes exigem uma caixa de lenços por perto: “Eternos Companheiros”, que conta a história de um cão treinado para ser guia de um cozinheiro cego; e “Valentina”, filme nacional sobre uma garota transsexual que precisa vencer o bullying e o preconceito.

Esta quinta-feira marca o primeiro dia de estreias nos cinemas com as novas regras do governo de João Doria, do PSDB, para a cultura —desde terça, dia 17, os locais podem ter 100% da capacidade e estender seus funcionamentos pela madrugada.

Nas salas, o impacto desse afrouxamento da quarentena é o maior número de sessões, sobretudo noturnas, já que ainda é preciso manter o distanciamento mínimo, com poltronas bloqueadas. Se decidir assistir a alguma das cinco estreias a seguir, use máscara.

Estreias

Caminhos da Memória
A trama que se passa numa Miami do futuro e coloca Hugh Jackman na pele de Nick Bannister, um investigador que navega nas memórias de seus clientes, fazendo eles reviverem pensamentos esquecidos e superarem traumas do passado. Dirigido por Lisa Joyce, uma das criadoras da série “Westworld”, da HBO, o filme é mais um que surfa na ideia de vida intensa.
EUA, 2020. Direção: Lisa Joy. Com: Rebecca Ferguson, Hugh Jackman e Natalie Martinez. 14 anos


Eternos Companheiros
Baseado no livro japonês “Quill – a Vida de um Cão-Guia”, esta produção chinesa fala sobre um cozinheiro amargurado que fica cego inesperadamente —é quando o labrador Little Q é enviado para guiá-lo nessa nova fase da vida. A princípio, o cachorro é maltratado pelo novo dono. Mas, como em todo filme com cachorro feito para sensibilizar o público, uma grande amizade surge.
China e Hong Kong, 2019. Direção: Wing-Cheong Law. Com: Simon Yam, Gigi Leung e Him Law. 12 anos


Free Guy – Assumindo o Controle
Ryan Reynolds interpreta um caixa de banco que vive uma vida tranquila —até perceber que ele está, na verdade, em um videogame. Com referências a “Deadpool”, último sucesso estrelado pelo ator, o filme conta com cenas absurdas, dignas dos jogos. No caso dessa mistura de game e vida, ele precisa mudar de personalidade para se tornar um super-herói.
EUA, 2019. Direção: Shawn Levy. Com: Ryan Reynolds, Jodie Comer e Joe Keery. 12 anos


Nunca Mais Nevará
O longa polonês segue um jovem imigrante ucraniano de 20 anos que, além de ser massagista, conta ser um milagroso curandeiro. Todos os clientes dele vivem em um pequeno condomínio fechado e confirmam que suas vidas mudaram de rumo depois dos serviços do rapaz. O filme recebeu o prêmio de melhor fotografia no festival polonês Polish Film Awards, neste ano.
Polônia, 2020. Direção: Malgorzata Szumowska e Michal Englert. Com: Alec Utgoff, Maja Ostaszewska e Agata Kulesza. 16 anos


Valentina
A digital influencer transexual Thiessa Woinbackk vive uma menina que se muda para uma pequena cidade no interior de Minas Gerais com a sua mãe, Márcia, interpretada pela atriz Guta Stresser —a Bebel do seriado “A Grande Família”. O filme recebeu o prêmio do público de melhor ficção brasileira na 44ª Mostra Internacional de Cinema, que ocorreu no ano passado.
Brasil, 2020. Diretor: Cássio Pereira dos Santos. Com: Guta Stresser, Rômulo Braga e Thiessa Woinbackk. 14 anos



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.