Sónar apresenta um novo festival aplicando inteligência artificial à música neste outono

Save the dates! From October 27th to 30th, Sónar will present a special edition at Barcelona’s CCCB and a new cycle of immersive shows at IDEAL. Nearly 100 activities, spread between the programs of the new AI and Music S+T+ARTS Festival (October 27th and 28th) and SónarCCCB 2021 (October 29th and 30th). Concerts, lectures, demonstrations, workshops, screenings and audiovisual capsules will fill the spaces of the Centre de Cultura Contemporània de Barcelona on each day, from Thursday 28 to Saturday 30, from 11:00h to 00:00h. All this is in addition to other activities located in different spaces in Barcelona and other European cities.

This experience will be truly hybrid, with both face-to-face and digital events, and an abundance of content and formats designed to encourage cooperation and knowledge exchange between creators, cultural incubators and scientific institutions.
Both festivals will act as a hub, connecting ideas and projects and as a skills-multiplier, to stimulate cultural innovation in the city and the country, as well as expanding its reach internationally.

New to Barcelona, the festival of artificial intelligence and music, organized in collaboration with the Universitat Politècnica de Catalunya (UPC) and betevé, under the S+T+ARTS program of the European Commission will bring together experts, scientists, professionals and artists from around the world to discuss, explore and demonstrate the interaction between humans and technology through an extensive and impactful program of concerts, conferences, demonstrations and hackathons.

More than 21 musical shows integrating artificial intelligence will be presented, most of them produced expressly for the festival, including the unprecedented collaboration between Holly Herndon, Maria Arnal and Tarta Relena or other artistic projects such as Mouse on Mars, Hamill Industries & Kiani del Valle, AWWZ, Nabihah Iqbal and Libby Heaney or Reiko Yamada. On Wednesday night, October 27th, L’Auditori de Barcelona will present, in co-production with Sónar and UPC, the Inaugural Concert of the AI and Music Festival, with the pianist and composer Marco Mezquida premiering the show ‘Piano + AI’.

Concerning the SónarCCCB, it will feature 40 shows and DJ sets, from international artists at the forefront of new music including Koreless, Tirzah, Leon Vynehall Live, Space Afrika, Parrenin/Weinrich/Rollet, Object Blue A/V Live, Il Quadro di Troisi, Die Wilde Jagd or DJ Nigga Fox, as well as a wide representation of current national and local talent such as BFlecha, Rakky Ripper or Cora Novoa & The Artifacts, among others.

Tickets for the AI and Music and SónarCCCB 2021 festivals are on sale from today through sonar.es with tickets for Sónar at IDEAL, at idealbarcelona.com

Reserve as datas! De 27 a 30 de outubro, o Sónar apresentará uma edição especial no CCCB de Barcelona e um novo ciclo de shows envolventes no IDEAL. Quase 100 atividades, distribuídas entre os programas do novo Festival AI e Music S + T + ARTS (27 e 28 de outubro) e o SónarCCCB 2021 (29 e 30 de outubro). Concertos, palestras, demonstrações, workshops, projeções e cápsulas audiovisuais lotarão os espaços do Centro de Cultura Contemporânea de Barcelona todos os dias, de quinta-feira 28 a sábado 30, das 11h00 às 00h00. Tudo isso para além de outras atividades localizadas em diferentes espaços de Barcelona e outras cidades europeias.

Esta experiência será verdadeiramente híbrida, com eventos presenciais e digitais, e uma abundância de conteúdos e formatos concebidos para incentivar a cooperação e o intercâmbio de conhecimentos entre criadores, incubadoras culturais e instituições científicas.
Ambos os festivais funcionarão como um hub, conectando ideias e projetos e como um multiplicador de competências, para estimular a inovação cultural na cidade e no país, além de expandir seu alcance internacionalmente.

Novo em Barcelona, ​​o festival de inteligência artificial e música, organizado em colaboração com a Universitat Politècnica de Catalunya (UPC) e betevé, no âmbito do programa S + T + ARTS da Comissão Europeia reunirá especialistas, cientistas, profissionais e artistas de ao redor do mundo para discutir, explorar e demonstrar a interação entre humanos e tecnologia por meio de um programa extenso e impactante de concertos, conferências, demonstrações e hackathons.

Serão apresentados mais de 21 shows musicais integrando inteligência artificial, a maioria deles produzidos expressamente para o festival, incluindo a colaboração inédita entre Holly Herndon, Maria Arnal e Tarta Relena ou outros projetos artísticos como Mouse on Mars, Hamill Industries & Kiani del Valle , AWWZ, Nabihah Iqbal e Libby Heaney ou Reiko Yamada. Na noite de quarta-feira, dia 27 de outubro, a L’Auditori de Barcelona apresentará, em co-produção com Sónar e UPC, o Concerto Inaugural do AI and Music Festival, com o pianista e compositor Marco Mezquida na estreia do espectáculo ‘Piano + AI’.

Quanto ao SónarCCCB, contará com 40 shows e DJs de artistas internacionais na vanguarda da nova música, incluindo Koreless, Tirzah, Leon Vynehall Live, Space Afrika, Parrenin / Weinrich / Rollet, Object Blue A / V Live, Il Quadro di Troisi, Die Wilde Jagd ou DJ Nigga Fox, bem como uma ampla representação de atuais talentos nacionais e locais como BFlecha, Rakky Ripper ou Cora Novoa & The Artifacts, entre outros.

Os ingressos para os festivais AI e Música e SónarCCCB 2021 já estão à venda no site sonar.es com ingressos para o Sónar no IDEAL, em idealbarcelona.com

A Guided Tour of iPhone 13 & iPhone 13 Pro | Apple

Find the right iPhone for you. Let’s walk through the new iPhone 13 mini, iPhone 13, iPhone 13 Pro, and iPhone 13 Pro Max as we explore the incredible new features, sizes, and colors available.

Learning about the new models and the differences between them will help you decide which is the right one

Encontre o iPhone certo para você. Vamos examinar o novo iPhone 13 mini, iPhone 13, iPhone 13 Pro e iPhone 13 Pro Max enquanto exploramos os incríveis novos recursos, tamanhos e cores disponíveis.

Aprender sobre os novos modelos e as diferenças entre eles ajudará você a decidir qual é o certo

AJOBYAJO Fall/Winter 2021

Korean streetwear brand AJOBYAJO unveiled the lookbook for its Fall/Winter 2021 collection. The collection titled “I DO NOT SELL MY FUTURE” is inspired by Korean subcultures and the LGBTQ+ culture.

A marca coreana de streetwear AJOBYAJO lançou o lookbook de sua coleção outono / inverno 2021. A coleção intitulada “I DO NOT SELL MY FUTURE” é inspirada nas subculturas coreanas e na cultura LGBTQ +.

Take a better look at the collection below:

www.ajo-studio.com

Behind Irina Shayk’s ‘Naked Dress’ Met Gala Look | Vogue

Russian supermodel Irina Shayk also gave us an Angelina Jolie-inspired leg reveal in Moschino.

A supermodelo russa Irina Shayk também nos deu uma revelação de perna inspirada em Angelina Jolie em Moschino.

Director: Blair Waters
DP: Frank Apollonio, Bella Tan
Editor: Daniel Poler
Supervising Producer: Jordin Rocchi
AC: Alex Beebe, Zane Gan
Audio: Dylan Lappin, Christina Pomales
Filmed on Location: The Mark
VP, Digital Video Programming and Development: Robert Semmer
Entertainment Director, Vogue: Sergio Kletnoy
Director of Content: Tara Homeri
Showrunner: Lila Benaissa
Production Manager: Emily Yates
Post-Production Manager: Marco Glinbizzi
Production Coordinator: Kit Fogarty
Title Art By Erin Knutson Studio
Modeling by Philip Vanderhyden

Lebor Gabala | Fall Winter 2021/2022 | Full Show

Lebor Gabala | Fall Winter 2021/2022 | Digital Fashion Show in High Definition. (Widescreen – Exclusive Video/1080p – 080 Barcelona)

Nik Kershaw – Come Back Tomorrow

Behind Emily Ratajkowski’s Dream Met Gala Dress | Vogue

An exclusive behind-the-scenes look at Emily Ratajkowski’s Vera Wang Met Gala look.

Director: Alexandra Gavillet
DP: Emmanuella Zachariou
Editor: William Gallegos
Supervising Producer: Jordin Rocchi
Producer, On-Set: Maya Solo
AC: Sarah Penson
Audio: Michael Guggino
Location: The Carlyle, A Rosewood Hotel
VP, Digital Video Programming and Development: Robert Semmer
Entertainment Director, Vogue: Sergio Kletnoy
Director of Content: Tara Homeri
Showrunner: Lila Benaissa
Production Manager: Emily Yates
Post-Production Manager: Marco Glinbizzi
Production Coordinator: Kit Fogarty

Kim Kardashian’s Powerful Met Gala Look #shorts

Directed by Bardia Zeinali
Director of Photography: Patrick Golan
Executive Producers: Olivia Weiss and Steven Dam
Motion Producer: Ian Milan
Production Company: PRODn
Steadicam: Yousheng Tang
Movement: Luisa Opalesky
Edit and Post: Modern Post
Set Design: David White
Creative Music Production: Search Party Music, Premier Music Group, Winslow Bright
Met Production Manager: Becky Schear

Série ‘Rap na Rinha’ explora batalhas entre rappers de Buenos Aires na HBO Max

Veja os destaques da programação da televisão e do streaming nesta sexta (17)
Tony Goes

Rap na Rinha
Cena da série ‘Rap na Rinha’ – Reprodução

A Argentina não é um país muito associado ao rap, mas é de lá que vem essa minissérie dramática ambientada no mundo das batalhas freestyle de Buenos Aires.

Os protagonistas são um rapaz que precisa controlar sua ansiedade, um outro que está se descobrindo homossexual e uma jovem que interrompeu a carreira para ter um filho. O primeiro é feito pelo artista Ecko, que fez fama como rapper.

HBO Max, 16 anos

Lil Nas X é o maior ato pop do ano

Murilo Busolin Rodrigues

Lil Nas X provocou um remelexo no pop monótono de 2021. FOTO: Entertainment Weekly

Virou uma tarefa difícil não gostar de Lil Nas X em 2021. O jovem rapper despontou mundo afora com o viral Old Town Road (2018) e provou com facilidade – e uma dose colossal de carisma – ser muito mais do que um cantor de um hit só.

Nas emplacou três sucessos logo em seu primeiro EP (7) e agora ostenta números impressionantes com os singles Montero (Call By Your Name) e Industry Baby, as músicas de trabalho de seu primeiro álbum de estúdio, MONTERO, finalmente lançado na última sexta, 17.

Sem muita concorrência, o americano de 22 anos se tornou a “diva pop” de 2021. Em termos de comparação simples, seria algo como o apogeu pop para o público LGBTQia+ de Lady Gaga em sua ascensão com The Fame Monster (2009).

Músicas na ponta da língua do grande público, videoclipes superproduzidos, comunicação afiada nas redes sociais, polêmicas respondidas com seu trabalho e apresentações 100% midiáticas, daquelas que atraem a atenção de todos – inclusive dos haters.

A diferença é que Nas é um homem negro assumidamente gay. O fato de ele fazer cada vez mais sucesso faz com que o mercado reaja de diversas maneiras, e sabendo disso, Lil torna tudo ainda mais provocativo.

Ele compareceu em todos os tapetes vermelhos de premiações recentes trajando roupas de gênero fluido e virou manchete por ser “extravagante”.

Nos dias que antecederam o lançamento de MONTERO, estampou a capa da revista People com uma falsa barriga de grávida em alusão ao nascimento do seu primeiro disco.

A ‘gravidez’ de Lil Nas X atiçou mais uma vez os religiosos de plantão. Bom marketing ou exagero? FOTO: People

A “gravidez” continuou em forma de ação em suas redes sociais, que dividiu opiniões, mas acima de tudo: chamou a atenção.

“Eu quero alguém que me ame. Eu preciso de alguém que precise de mim. Porque não parece certo quando é madrugada e sou só eu nos meus sonhos.” Este é o refrão da música That’s What I Want, quarta faixa do disco.

No vídeo, Nas é um jogador de futebol americano que se envolve com outro atleta, mas tudo acaba quando Lil descobre que seu pretendente tem esposa e filho.

São cenas comuns na comunidade gay e que quase não são representadas na música mainstream global.

No Brasil, Lil Nas está na mesma pele de Rico Dalasam e da Quebrada Queer, alguns dos nomes que produzem músicas interligadas ao universo LGBTQia+, mas que não conseguem metade do impacto do produto americano.

Sucesso, controvérsia, e representatividade, Lil Nas X agora fecha o combo completo de um artista pop.

Tudo que Nas está fazendo em 2021, já foi feito por inúmeras divas pop. É a vez de um representante queer fazer sucesso diante de tanta controvérsia. FOTO: BET Awards

O astro brilhou mais nas faixas solo de seu disco do que nas com parcerias – com exceção de AM I DREAMING, belíssima canção com Miley Cyrus, que encerra o álbum de maneira espetacular.

Não deixe de ouvir: o álbum todo. O artista expressou todos os seus sentimentos de maneira linear em músicas country, trap, pop rock, mas nenhuma faixa merece ser pulada.