Modelo portuguesa Layla da Costa de 24 anos é encontrada morta na Itália

Layla da Costa estava trabalhando em Bolonha; causa da morte ainda não foi divulgada

Layla da Costa

BOLONHA — Uma modelo portuguesa de apenas 24 anos foi encontrada morta em casa, na Itália, nesta segunda-feira. Layla da Costa era agenciada pela empresa FaceModels, com sede em Lisboa, e estava em Bolonha a trabalho.

A polícia ainda não confirmou a causa da morte. A estilista Fátima Lopes, dona da agência, disse ao jornal Observador que foi informada de que um ataque cardíaco pode ter causado o óbito. A jovem não tinha histórico de problemas de saúde.

Descrita pela estilista como sendo uma “das modelos mais promissoras” e uma das “pessoas mais incríveis” que conheceu, Layla da Costa foi Miss Mundo Guiné-Bissau, país para onde se mudou com apenas três meses de vida. Ela estreou nas passarelas na semana de moda de Paris aos 19 anos.

“É com profundo pesar que lamentamos o falecimento prematuro de um membro da nossa família Face Models, Layla Costa, aos 24 anos. A nossa modelo Layla ficará eternamente nos nossos corações, nunca esqueceremos a sua delicadeza, bondade, humildade, determinação, profissionalismo e tantas outras qualidades. Partilhamos a dor da família a quem apresentamos as nossas condolências e desejamos muita força neste terrível momento. Que a sua memória e o seu amor permaneçam vivos entre todos aqueles que tiveram a sorte de a conhecer. Até sempre”, informou a agência em comunicado.

Atualização:

O mundo da moda portuguesa parou em 1 de novembro, quando foi noticiada a morte de Layla da Costa, uma das modelos mais promissoras da atualidade, e uma das profissionais preferidas da estilista Fátima Lopes. A manequim foi encontrada sem vida na casa onde estava morando, em Bolonha, Itália. Na altura, ainda sem confirmação oficial de uma autópsia, os médicos acreditavam que Layla da Costa tinha morrido devido a um ataque cardíaco. A suspeita foi confirmada esta sexta-feira, 12 de novembro, mais de uma semana depois do óbito.

“Acabámos de receber a informação da agência que trabalhava com a Layla na Itália de que já saiu o resultado da autópsia. Confirmou-se que sofreu um ataque cardíaco, no entanto há um dado novo que nos surpreendeu”, conta Fátima Lopes, ao Correio da Manhã.

O ataque cardíaco foi provocado por uma doença que Layla da Costa tinha desde sempre, mas que escondera de todos: cardiopatia congénita.

Segundo o Hospital da Luz, “as cardiopatias congénitas são malformações cardíacas que ocorrem durante o desenvolvimento do coração do feto no útero materno. Estão presentes ao nascimento, embora, em alguns casos, só sejam diagnosticadas mais tarde, durante a infância ou mesmo na idade adulta. Podem manifestar-se por cianose (pele azulada), insuficiência cardíaca, sopro cardíaco ou arritmias.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.