Vogue UK December 2021 – Aivita Muze, Shivaruby By Oliver Hadlee Pearch

SMILE: Shivaruby & Aivita Muze in Vogue UK December 2021 by Oliver Hadlee Pearch

Nomad’s Land   —   Vogue UK December 2021   —   www.vogue.co.uk

Photography: Oliver Hadlee Pearch Model: Aivita Muze, Shivaruby Styling: Jane How Hair: David Harborow Make-Up: Thomas de Kluyver

SMILE: Shivaruby & Aivita Muze in Vogue UK December 2021 by Oliver Hadlee Pearch
SMILE: Shivaruby & Aivita Muze in Vogue UK December 2021 by Oliver Hadlee Pearch
SMILE: Shivaruby & Aivita Muze in Vogue UK December 2021 by Oliver Hadlee Pearch
SMILE: Shivaruby & Aivita Muze in Vogue UK December 2021 by Oliver Hadlee Pearch
SMILE: Shivaruby & Aivita Muze in Vogue UK December 2021 by Oliver Hadlee Pearch
SMILE: Shivaruby & Aivita Muze in Vogue UK December 2021 by Oliver Hadlee Pearch
SMILE: Shivaruby & Aivita Muze in Vogue UK December 2021 by Oliver Hadlee Pearch
SMILE: Shivaruby & Aivita Muze in Vogue UK December 2021 by Oliver Hadlee Pearch
SMILE: Shivaruby & Aivita Muze in Vogue UK December 2021 by Oliver Hadlee Pearch
SMILE: Shivaruby & Aivita Muze in Vogue UK December 2021 by Oliver Hadlee Pearch

Corra!: Sindicato elege roteiro de Jordan Peele como o melhor do século XXI

Brasileiro Cidade de Deus também foi reconhecido
FLÁVIO PINTO

Blumhouse Productions/Reprodução

Corra!, o novo clássico do terror de Jordan Peele ainda acaba de adicionar mais uma honraria ao seu legado. Hoje (6), o Sindicato dos Roteiristas da América (Writer’s Guild of America) revelou uma lista com os “101 melhores roteiros do século XXI (até agora)”, que é encabeçada pelo título vencedor do Oscar.

 “Conforme votado pelos membros do Sindicato, a lista dos 101 maiores roteiros do século 21 (até agora) é uma celebração dos grandes escritores e roteiros dos últimos 21 anos e um estudo de como a escrita para a tela evoluiu e se diversificou desde o século 20”, disse Aaron Mendelsohn, presidente do Comitê de Publicidade e Marketing do sindicato.

A seleção abrange mais de 20 anos de cinema, destacando uma ampla gama de filmes aclamados e que ajudaram a definir a cultura, e os roteiristas que os escreveram, de acordo com o WGA.

Dentre os demais títulos, o brasileiro Cidade de Deus também foi adicionado à lista.

Confira a seleção completa: 

  1. Corra! (2017), por Jordan Peele
  2. Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças (2004), por Charlie KaufmanMichel Gondry e Pierre Bismuth
  3. A Rede Social (2010), por Aaron Sorkin 
  4. Parasita (2019), por Bong Joon Ho e Han Jin Won
  5. Onde os Fracos Não Têm Vez (2007), por Joel Coen e Ethan Coen
  6. Moonlight: Sob a Luz do Luar, por Barry Jenkins e Tarell Alvin McCraney
  7. Sangue Negro (2007), por Paul Thomas Anderson
  8. Bastardos Inglórios (2009), por Quentin Tarantino
  9. Quase Famosos (2000), por Cameron Crowe 
  10. Memento (2000), por Christopher Nolan
  11. Adaptação. (2002), por Charlie Kaufman e Donald Kaufman
  12. Missão Madrinha de Casamento (2011), por Annie Mumulo & Kristen Wiig
  13. O Segredo de Brokeback Mountain (2005), por Larry McMurtry e Diana Ossana
  14. Os Excêntricos Tenenbaums (2001), por Wes Anderson e Owen Wilson
  15. Sideways – Entre Umas e Outras (2004), por Alexander Payne Jim Taylor
  16. Lady Bird (2017), por Greta Gerwig
  17. Ela (2013), por Spike Jonze
  18. Filhos da Esperança (2006), por Alfonso CuarónTimothy J. SextonDavid ArataMark Fergus e Hawk Ostby
  19. Encontros e Desencontros (2003), por Sofia Coppola
  20. Conduta de Risco (2007), por Tony Gilroy
  21. Pequena Miss Sunshine (2006), por Michael Arndt
  22. Era uma Vez em… Hollywood (2019), por Quentin Tarantino
  23. Bela Vingança (2020), por Emerald Fennell
  24. Juno (2007), por Diablo Cody
  25. O Grande Hotel Budapeste (2014), por Wes Anderson e Hugo Guinness
  26. Batman: O Cavaleiro das Trevas (2008), por Christopher Nolan e David S. Goyer
  27. A Chegada (2016), por Eric Heisserer
  28. Jojo Rabbit (2019), por Taika Waititi
  29. Divertidamente (2015), por Meg LeFauvePete Docter e Ronnie Del Carmen
  30. Os Infiltrados (2006), por William Monahan
  31. Spotlight: Segredos Revelados (2015), por Josh Singer e Tom McCarthy
  32. Whiplash: Em Busca da Perfeição (2014), por Damien Chazelle
  33. Up – Altas Aventuras (2009), por Pete DocterBob Peterson Tom McCarthy
  34. Meninas Malvadas (2004), por Tina Fey
  35. WALL-E (2008), por Andrew StantonJim Reardon e Pete Docter
  36. O Labirinto do Fauno (2006), por Guillermo del Toro
  37. Inception (2010), por Christopher Nolan
  38. Quem Quer Ser Um Milionário? (2008), por Simon Beaufoy
  39. Antes do Pôr do Sol (2004), por Richard LinklaterJulie Delpy e Ethan Hawke  
  40. In Bruges (2008), por Martin McDonagh
  41. Cidade dos Sonhos (2001), por David Lynch
  42. Um Homem Sério (2009), por Joel Coen e Ethan Coen
  43. O Fabuloso Destino de Amélie Poulain (2001), por Guillame Laurant e Jean-Pierre Jeunet
  44. Toy Story 3 (2010), por Michael ArndtJohn LasseterAndrew Stanton e Lee Unkrich
  45. A Favorita (2018), por Deborah Davis e Tony McNamara
  46. Zodíaco (2007), por James Vanderbilt
  47. O Gladiador (2000), por David FranzoniJohn Logan e William Nicholson 
  48. Os Incríveis (2004), por Brad Bird
  49. Entre Facas e Segredos (2019), por Rian Johnson
  50. Ex Machina (2015), por Alex Garland
  51. Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) (2014), por Alejandro G. IñárrituNicolás GiacoboneAlexander Dinelaris Jr. e Armando Bó
  52. A Vida dos Outros (2006), por Florian Henckel von Donnerschmarck
  53. O Abutre (2014), por Dan Gilroy
  54. 12 Anos de Escravidão (2013), por John Ridley 
  55. A Grande Aposta (2015), por Charles Randolph e Adam McKay
  56. Moneyball (2011), por Steven Zaillian e Aaron Sorkin
  57. Pantera Negra (2018), por Ryan Coogler e Joe Robert Cole
  58. Conte Comigo (2000), por Kenneth Lonergan
  59. Boyhood (2014), por Richard Linklater
  60. Procurando Nemo (2003), por Andrew StantonBob Peterson e David Reynolds
  61. Guerra ao Terror (2009), por Mark Boal
  62. Roma (2018), por Alfonso Cuarón
  63. O Lobo de Wall Street (2013), por Terence Winter
  64. A Qualquer Custo (2016), por Taylor Sheridan
  65. Manchester À Beira-Mar (2016), por Kenneth Lonergan
  66. A Separação (2011), por Asghar Farhadi
  67. A Viagem de Chihiro (2001), por Hayao Miyazaki
  68. Mad Max: Estrada da Fúria (2015), por George MillerBrendan McCarthy e Nico Lathouris
  69. Fora de Série (2019), por Emily HalpernSarah HaskinsSusanna Fogel e Katie Silberman
  70. Cidade de Deus (2002), por Bráulio Montovani
  71. Homem-Aranha no Aranhaverso (2018), por Phil Lord Rodney Rothman
  72. Inside Llewyn Davis – Balada de Um Homem Comum (2013), por Joel Coen e Ethan Coen
  73. O Discurso do Rei (2010), por David Seidler
  74. Django Livre (2012), por Quentin Tarantino
  75. Onze Homens e um Segredo (2001), por Ted Griffin
  76. O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel (2001), por Fran WalshPhilippa Boyens e Peter Jackson
  77. Todo Mundo Quase Morto (2004), por Simon Pegg e Edgar Wright
  78. Erin Brockovich (2000), por Susannah Grant
  79. Me Chame Pelo Seu Nome (2017), por James Ivory
  80. Três Anúncios Para Um Crime (2017), por Martin McDonagh
  81. O Lagosta (2015), por Yorgos Lanthimos e Efthymis Filippou
  82. O Grande Truque (2006), por Jonathan Nolan e Christopher Nolan
  83. Meia Noite em Paris (2011), por Woody Allen
  84. O Mestre (2012), por Paul Thomas Anderson
  85. Argo (2012), por Chris Terrio
  86. E Sua Mãe Também (2001), por Carlos Cuarón e Alfonso Cuarón
  87. Trama Fantasma (2017), por Paul Thomas Anderson
  88. Superbad (2007), por Seth Rogen e Evan Goldberg
  89. Adoráveis Mulheres (2019), por Greta Gerwig 
  90. Infiltrado na Klan (2018), por Charlie WachtelDavid RabinowitzKevin Willmott e Spike Lee 
  91. A Despedida (2019), por Lulu Wang
  92. La La Land (2016), por Damien Chazelle 
  93. Borat – O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América (2006), por Sacha Baron CohenAnthony HinesPeter BaynhamDan Mazer e Todd Phillips
  94. O Virgem de 40 Anos (2005), por Judd Apatow & Steve Carell
  95. Ratatouille (2007), por Brad BirdJan PinkavaJim CapobiancoBrad BirdEmily CookKathy Greenberg e Bob Peterson
  96. A Garota Ideal (2007), por Nancy Oliver
  97. Nomadland (2020), por Chloe Zhao
  98. O Inverno da Alma (2010), por Debra Granik e Anne Rosellini
  99. E Aí, Meu Irmão, Cadê Você? (2000), por Ethan Coen e Joel Coen
  100. Legalmente Loira (2001), por Karen McCullah Lutz & Kirsten Smith
  101. O Lado Bom da Vida (2012), por David O. Russell

Corra! acompanha um final de semana na vida de Chris (Daniel Kaluuya), um jovem afro-americano que visita a propriedade da familia de sua namorada Rose (Allison Williams). A princípio, Chris vê o comportamento exageradamente hospitaleiro da família como uma tentativa desajeitada de lidar com a relação interracial da filha, mas, no decorrer do final de semana, uma série de descobertas perturbadoras o levam a uma verdade que ele nunca poderia imaginar.

Mariah Carey volta ao top 10 das paradas com ‘All I Want For Christmas is You’

Música natalina lançada há 27 anos foi terceira música mais consumida nos Estados Unidos na última semana e conquistou mais de 1 bilhão de streams no mundo

Mariah Carey (Foto: Divulgação)

Mariah Carey segue sendo a rainha do natal e a parada da Billboard Hot 100 desta semana é prova. Na lista divulgada nesta segunda-feira (6), a música All I Want For Christmas Is You apareceu na terceira colocação das faixas mais populares dos Estados Unidos, atrás apenas de Adele com Easy On Me e Kid LAROI e Justin Bieber com Stay.

A música natalina, lançada há 27 anos, também conquistou posições altas nas paradas globais, ficando em segundo lugar na Global 200 e em sétimo na Global 200 (excluindo os Estados Unidos).

Também na última semana, All I Want For Christmas Is You conquistou o feito de ser a primeira música natalina a somar mais de um bilhão de reproduções totais na plataforma Spotify.

Chart da Billboard (Foto: Reprodução/Twitter)

Descentralização do trabalho amplia uso de serviços gerenciados

Consolidação de modelos híbridos de trabalho gera ambientes de TI mais complexos. Especialistas explicam como os serviços gerenciados têm ajudado as empresas a enfrentar este desafio
Oi Soluções

Banco de imagens

Um dos efeitos mais evidentes dos processos de transformação digital é o aumento da complexidade dos ambientes de Tecnologia da Informação formados nessa jornada. Mesmo antes da pandemia, era crescente o número de empresas que precisavam lidar com estruturas capazes de gerenciar redes complexas, conectando uma infinidade de fornecedores e demandando o uso de diversas soluções.

Com a pandemia, esse contexto ganhou um elemento a mais: a necessidade de gerenciar todo este ambiente, agora com perímetros estendidos para além dos limites da empresa. Esse novo cenário tornou fundamental o uso de serviços gerenciados, que hoje têm impacto direto nos processos das empresas e na experiência dos usuários.

E este é um quadro com o qual as companhias devem se acostumar. De acordo com o palestrante e fundador da Plataforma AAA, Arthur Igreja, pesquisas recentes mostram que somente 3% dos colaboradores querem voltar ao trabalho 100% no escritório. Isso significa que muitas empresas terão pela frente o desafio de criar ambientes híbridos. “É um caminho sem volta, mas com desafios como manter a cultura. A tecnologia tem se mostrado habilitadora disso tudo”, afirma.

Para o head de vendas da NAVA Technology for Business, Paulo Souza, esse processo será mais simples para quem já vinha em um processo de amadurecimento digital. Ele lembra que há três tipos de empresas hoje no mercado: aquelas que já vinham em processo de digitalização e tiveram que acelerar suas iniciativas; aquelas que estavam com os projetos engavetados, mas tinham um norte e estão conseguindo passar por este momento; e aquelas que estavam muito defasadas e têm sofrido bastante.

Para Souza, independente do estágio, todas as empresas terão que se adaptar ao novo contexto e o crescimento do mercado de tecnologia mostra isso. “A tecnologia nos permitiu enfrentar essa pandemia com um impacto muito menor do que seria há 15 anos. O mercado de TI cresceu muito, saltando de 10,5% ao ano em 2019 para 23% ao ano em 2020. Falando só do setor de software, o crescimento foi de 30%. Há uma aceleração muito forte”, diz.

Esse crescimento está diretamente relacionado ao aumento da complexidade dos ambientes e, com ele, à necessidade de simplificar seu gerenciamento. O head de produtos de TI e Telecom da Oi Soluções, Renato Simões, lembra que é possível fazer isso, mas que não existe uma receita única para todos os tipos de empresa.

“Descobrimos com a experiência da pandemia a necessidade de se transformar a infraestrutura, por isso as soluções devem ser desenhadas caso a caso”, explica, lembrando que a própria Oi Soluções tem implementados modelos de conexão remota e trabalho híbrido e utiliza soluções que gerenciam estes ambientes. Para ele, se a empresa consegue determinar a infraestrutura e o gerenciamento certos para o tipo de público e de aplicação utilizada, ela conseguirá gerenciar 100% deste ambiente de forma simples.

Caminho sem volta

Para Souza, este é um caminho sem volta para todo o mercado e quem não pensar em sua jornada de transformação digital, está fadado a ficar pelo caminho. “Veja o que aconteceu na indústria nos últimos anos em segmentos que eram fortes. Hoje mudou a forma como pedimos comida, como se pede um meio de transporte. Todas as empresas vão precisar se digitalizar”, defende.

Ele cita como exemplo da necessidade de se amadurecer este viés tecnológico o orçamento de TI do banco JP Morgan, que deve chegar a US$ 12 bilhões. “Quem não entender isso vai acabar sumindo. Veja o exemplo da Blockbuster, da Xerox. Esse movimento está apenas no começo e quem está dentro vai se aprofundar cada vez mais”, prevê.

É para ajudar as empresas a iniciar e a se manter nessa jornada que a Oi Soluções e a NAVA já há alguns anos vem desenvolvendo soluções conjuntas e, cada vez mais, sofisticando suas ofertas. Simões lembra que, há alguns anos, as soluções de gerenciamento tinham a função de determinar se um determinado aplicativo, ou máquina, estava funcionando, ou não.

“Estamos evoluindo cada vez mais no gerenciamento para ter todo o controle das aplicações. As empresas não precisam mais saber apenas se o seu aplicativo está funcionando, mas o que está acontecendo com ele em tempo real e também utilizar Inteligência Artificial para prever comportamentos onde ela pode melhorar o preço de uma mercadoria ou o comportamento de um servidor em uma Black Friday”, explica.

A expectativa de Simões é que esta sofisticação chegue a um nível em que, em alguns anos, nenhum profissional de TI saiba mais como é um servidor. “No futuro, os times de TI terão que se preocupar com seus serviços online e se estarão funcionando. Os servidores estarão espalhados pelo mundo e que vai interessar é o SLA e como os serviços estão sendo entregues. É aqui que nosso portfólio entra para poder ajudar nossos clientes a fazer essa jornada de forma saudável”, afirma.

Igreja concorda que este é o futuro, mas acredita que ele ainda deve levar um tempo para chegar a todo o mercado. “O grau de intimidade tecnológica ainda é baixo em pequenas e médias empresas. Nosso desafio é simplificar tudo isso”, afirma. Para ele, o mercado encontra-se no meio de uma transição: saindo da era em que era preciso ter um expert em TI dentro da empresa e caminhando para um ponto em que pequenos comércios consigam utilizar redes neurais sem saber o que são. “A tecnologia ainda não é simples o suficiente. Ela é necessária e muda os negócios, mas é preciso levá-la para todas as empresas”, defende.

Um exemplo dessa simplificação é a DEM (Digital Experience Monitoring), parte da plataforma desenvolvida pela NAVA e oferecida pela Oi Soluções ao mercado. Trata-se de um módulo que monitora a experiência do usuário por meio de simulações. “Conseguimos simular a conexão do usuário de qualquer ponto do mundo e avaliar como está o desempenho do e-commerce do cliente, por exemplo”, explica Souza.

Para o executivo, uma empresa que tem operação complexa não pode depender de intervenções humanas para resolver eventuais problemas. Ao contrário, precisa digitalizar processos para entender seus clientes e sua demanda interna de operações. Souza ressalta que ampliar a gestão do ambiente é complexo se os processos forem antigos e manuais, por exemplo. Por isso é fundamental ter maturidade tecnológica e soluções que permitam que a tecnologia trabalhe a favor da empresa. Os benefícios não estão só relacionados a custos. “Há uma combinação de ganho de desempenho,  redução de custos e oferta de serviços de qualidade”, diz.

Simões destaca que tem sido o papel da Oi Soluções ajudar seus clientes nessas questões. “Nossa visão permite mostrar um lado que, muitas vezes, a empresa não vê. Temos diversidade para ajudar as empresas a andar”, conclui.

Laura Bailey – Lula Magazine

Must we dream our dreams and have them too
Source: lulamag.com
Published: November 2021

In this picture: Laura Bailey
Credits for this picture: Jane Mcleish Kelsey (Photographer), Phil Buckingham (Art Director), Rachel Bakewell (Fashion Editor/Stylist), Lyndell Mansfield (Hair Stylist)

All people in this editorial:

Jane Mcleish Kelsey – Photographer Phil Buckingham – Art Director Rachel Bakewell – Fashion Editor/Stylist Lyndell Mansfield – Hair Stylist Laura Bailey – Model

In this picture: Laura Bailey
Credits for this picture: Jane Mcleish Kelsey (Photographer), Phil Buckingham (Art Director), Rachel Bakewell (Fashion Editor/Stylist), Lyndell Mansfield (Hair Stylist)
In this picture: Laura Bailey
Credits for this picture: Jane Mcleish Kelsey (Photographer), Phil Buckingham (Art Director), Rachel Bakewell (Fashion Editor/Stylist), Lyndell Mansfield (Hair Stylist)
In this picture: Laura Bailey
Credits for this picture: Jane Mcleish Kelsey (Photographer), Phil Buckingham (Art Director), Rachel Bakewell (Fashion Editor/Stylist), Lyndell Mansfield (Hair Stylist)
In this picture: Laura Bailey
Credits for this picture: Jane Mcleish Kelsey (Photographer), Phil Buckingham (Art Director), Rachel Bakewell (Fashion Editor/Stylist), Lyndell Mansfield (Hair Stylist)
In this picture: Laura Bailey
Credits for this picture: Jane Mcleish Kelsey (Photographer), Phil Buckingham (Art Director), Rachel Bakewell (Fashion Editor/Stylist), Lyndell Mansfield (Hair Stylist)
In this picture: Laura Bailey
Credits for this picture: Jane Mcleish Kelsey (Photographer), Phil Buckingham (Art Director), Rachel Bakewell (Fashion Editor/Stylist), Lyndell Mansfield (Hair Stylist)
In this picture: Laura Bailey
Credits for this picture: Jane Mcleish Kelsey (Photographer), Phil Buckingham (Art Director), Rachel Bakewell (Fashion Editor/Stylist), Lyndell Mansfield (Hair Stylist)
In this picture: Laura Bailey
Credits for this picture: Jane Mcleish Kelsey (Photographer), Phil Buckingham (Art Director), Rachel Bakewell (Fashion Editor/Stylist), Lyndell Mansfield (Hair Stylist)
In this picture: Laura Bailey
Credits for this picture: Jane Mcleish Kelsey (Photographer), Phil Buckingham (Art Director), Rachel Bakewell (Fashion Editor/Stylist), Lyndell Mansfield (Hair Stylist)

Zegna The Outdoor Capsule Collection Campaign Winter 2021

Zegna The Outdoor Capsule Collection Campaign Winter 2021
Source: zegna.com
Published: December 2021

All people in this campaign:

Koto Bolofo – Photographer Ivan Bontchev – Fashion Editor/Stylist Massimo Gamba – Hair Stylist Arianna Cattarin – Makeup Artist Maggie Maurer – Model Sang Woo Kim – Model Stas Zienkiewicz – Model

Um olhar sobre o novo escritório da 1517 Media em Minneapolis, Minnesota

A editora 1517 Media contratou recentemente o estúdio de arquitetura e design de interiores Studio BV para projetar seu novo escritório em Minneapolis, Minnesota.

1517-media-office-3
Breakout space

“O conceito para o novo 1517 Media Office é a conexão entre si. A mudança do centro da cidade para o North Loop oferece à 1517 Media a chance de reescrever a estrutura de seu escritório. Como se encontram, quem vem para o trabalho, como se sentem inspirados. O trabalho que 1517 Media faz é essencial. Por meio de sua criatividade e brilho, eles traduzem o passado no presente. Criar histórias e mensagens que ressoaram através dos tempos, mas são novas novamente.

Este trabalho é essencial para sua comunidade e criar esta obra de fé requer conexões. Esses serão digitais, físicos e emocionais. O novo escritório apoiará essas modalidades. O trabalho acontecerá no escritório e fora dele. Vir para o escritório irá inspirar as equipes da 1517 Media a criar novos produtos e materiais que irão para o mercado e envolverão sua comunidade.

“O novo escritório apresenta e mostra o trabalho da 1517 Media após sua chegada”, disse Betsy Vohs, fundadora e CEO do Studio BV. “A parede da estante de produtos e mídia torna-se o centro do espaço. Traduzir informações e reunir pessoas para criar. O espaço da sala de leitura é a galeria de boas-vindas e a âncora do escritório. ”

Os espaços de trabalho fechados proporcionam criatividade e privacidade. As áreas abertas estão perto da luz. O café cria uma conexão e um hub no escritório. Os novos espaços fechados terão nova tecnologia combinada com móveis existentes para criar um novo sentido de lugar.

A próxima evolução do 1517 Media Office exige que as equipes sejam móveis. As equipes se movimentarão pelo escritório para fazer o melhor trabalho. Eles virão trabalhar para se encontrar, colaborar e se conectar uns com os outros. A maior parte do trabalho focal acontecerá fora do escritório. Este novo escritório é um catalisador para que as pessoas façam seu melhor trabalho em um local projetado para apoiar o processo criativo. ”

  • Location: Minneapolis, Minnesota
  • Date completed: 2021
  • Size: 14,000 square feet
  • Design: Studio BV
  • Photos: Corey Gaffer
1517-media-office-1
Breakout space
1517-media-office-2
Lobby
1517-media-office-5
Breakout space
1517-media-office-6
Breakout space
1517-media-office-7
Breakout space
1517-media-office-9
Kitchen / Communal space
1517-media-office-10
Kitchen / Communal space
1517-media-office-11
Corridor
1517-media-office-12
Meeting room
1517-media-office-13
Corridor

Eduardo e Mônica ganha teaser fofo ao som de Legião Urbana

Filme estreia em 6 de janeiro de 2022 nos cinemas
FLÁVIO PINTO

O filme Eduardo e Mônica, baseado na canção homônima do Legião Urbana, ganhou hoje (6) um novo — e fofo — teaser. Veja acima a nova prévia. 

Protagonizado por Alice Braga (We Are Who We Are) e Gabriel Leone (Dom), o filme vai apresentar a história de um casal muito diferente — mas que nasceu um para o outro, tal qual indica a música composta por Renato Russo

Eduardo e Mônica tem previsão de estreia para 6 de janeiro de 2022.

Kristen McMenamy: Inside The Wardrobe | Episode 16 | British Vogue

There are fantasy wardrobes, and then there is Kristen McMenamy’s wardrobe, where the supermodel’s cat can be found curled up amidst her quilted Chanel pumps, Gucci slides, and Miu Miu platforms. In episode 16 of Inside The Wardrobe, British Vogue’s January 2022 cover star throws open the doors to her closet, and models the ethereal pink lace gown she wore to Windsor Castle (leaving a trail of feathers in her wake), the classic Chanel suit that was a gift from Karl Lagerfeld, and the “sexy” Versace sweater vest that makes her feel like David Bowie. In reassuring news, Kristen reveals she spent lockdown in a tracksuit too – albeit styled with a fashion twist. “Even when I’m at home I wanna look good,” she says. “I can’t even go downstairs without thinking, do I look alright?”

Existem guarda-roupas de fantasia e, em seguida, há o guarda-roupa de Kristen McMenamy, onde o gato da supermodelo pode ser encontrado enrolado em meio a seus sapatos Chanel acolchoados, escorregadores Gucci e plataformas Miu Miu. No episódio 16 de Inside The Wardrobe, a estrela da capa da Vogue britânica de janeiro de 2022 abre as portas de seu armário e modela o etéreo vestido de renda rosa que ela usou no Castelo de Windsor (deixando um rastro de penas em seu rastro), o clássico terno Chanel que foi um presente de Karl Lagerfeld, e o suéter Versace “sexy” que a faz se sentir como David Bowie. Em uma notícia tranquilizadora, Kristen revela que ela passou o bloqueio em um agasalho também – embora estilizado com um toque de moda. “Mesmo quando estou em casa, quero ter