80% dos arquitetos tiveram aumento na demanda de trabalho em 2021, aponta estudo

Dados são da pesquisa realizado pela startup Archademy com mais de 900 profissionais de todo o país
BRUNA MARTINS

Cobertura dúplex de 260 m² ganha área de lazer com piscina e churrasqueira após reforma (Foto: Juliano Colodeti/MCA Estúdio )
80% dos arquitetos tiveram aumento na demanda de trabalho em 2021 (Foto: Juliano Colodeti/MCA Estúdio )

Não é novidade que o mercado imobiliário foi um dos que conseguiram sobreviver em meio à pandemia e se recuperar de forma rápida, apesar dos percalços iniciais. Segundo dados da Câmara Brasileira da Indústria e da Construção (CBIC), as vendas de imóveis novos cresceram 46,1% só no primeiro semestre de 2021. Da mesma forma, o mercado de arquitetura também viu suas demandas aumentarem durante o isolamento.

Segundo estudo desenvolvido pela Archademy, startup voltada para arquitetos e designers, 80% dos profissionais entrevistados tiveram aumento no número de projetos desenvolvidos no período.

“Hoje, pode-se dizer que há uma busca muito maior pela profissionalização das criações e adaptações dos projetos de interiores. Muitas pessoas migraram da ‘autorreforma’ para as reformas profissionalizadas, onde há a contratação do arquiteto para fazer o dinheiro e o tempo do cliente renderem mais”, opina Anna Rafaela Torino, CCO e cofundadora da Archademy.PUBLICIDADE

Segundo os 900 participantes da pesquisa, 95,5% receberam propostas para a readequação de espaços residenciais. Dentre essas mudanças, chama a atenção a porcentagem de pedidos para criação de ambientes para home office: 65,8%. Quando a mesma pesquisa foi realizada no ano anterior, 2020, o índice de demandas de reformas do mesmo tipo era de 50,5%.

Décor do dia: sala com toques industriais, home office e parede azul (Foto: Guilherme Pucci)
(Foto: Guilherme Pucci)

Essa é uma das principais mudanças de estilo de vida notadas nos últimos dois anos, período em que o trabalho remoto se tornou realidade para muitos profissionais. De acordo com a pesquisa, 59,3% dos arquitetos passaram a receber propostas de trabalho diferentes daquelas comuns antes da pandemia.

Ainda entre os principais tipos de projetos realizados por arquitetos em 2021, 67,4% foram para adequação do layout geral da casa e 58,4% relativos aos espaços de convivência.

Para Raphael Tristão, CEO e cofundador da Archademy, neste período de quase dois anos foi notado um grande pico de reformas que, provavelmente, não se repetirá, mas representa “uma grande valorização do trabalho dos arquitetos e designers de interiores, impulsionada pelas vitrines de reuniões virtuais e redes sociais, que vieram para ficar”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.