Príncipe Andrew perde títulos reais e militares após pressão por caso de assédio

Anúncio foi feito após um juiz de Nova York recusar um recurso apresentado pelos advogados do príncipe para que indeferisse uma denúncia de agressões sexuais apresentada por uma americana que teriam ocorrido quando ela era menor

Príncipe Andrew perde os títulos militares e reais devido a caso de abuso sexual

LONDRES – O príncipe Andrew, filho da rainha Elizabeth II, que enfrenta um processo civil nos Estados Unidos por agressão sexual, renunciou aos seus cargos honorários à frente de regimentos militares e associações de caridade, informou o Palácio de Buckingham nesta quinta-feira, 13.

“O duque de York continuará sem desempenhar nenhuma função pública e se defenderá neste caso na qualidade de cidadão privado”, manifestou-se o palácio em um breve comunicado.  

Segundo Buckingham, Andrew não usará mais o título ‘Sua Alteza Real’ em qualquer capacidade oficial e suas outras funções serão distribuídas entre os demais membros da família real, e não voltarão para o príncipe Andrew. 

Um juiz de Nova York recusou, na quarta-feira, um recurso apresentado pelos advogados do príncipe para que indeferisse a denúncia de agressões sexuais apresentada contra seu cliente por Virginia Guiffre, uma americana que o acusa de ter abusado sexualmente dela em 2001, quando tinha 17 anos.

Guiffre é uma das vítimas de crimes sexuais do gestor financeiro americano Jeffrey Epstein, declarado culpado de pedofilia por um tribunal da Flórida e que se suicidou na prisão em Nova York, em agosto de 2019, quando aguardava um novo julgamento por tráfico e abuso de menores.

A amizade de Andrew, de 61 anos, com o americano, que defendeu em uma polêmica entrevista com a BBC em novembro de 2019, provocou um grande escândalo que o obrigou a se retirar da vida pública.

O caso de Andrew, considerado o “filho predileto” de Elizabeth II, é um dos muitos escândalos que salpicam a imagem da monarquia britânica com os quais a soberana de 95 anos tem tido que lidar.

A revogação de títulos e cargos honorários ocorre depois que 150 veteranos britânicos assinaram uma carta aberta pedindo que a rainha retirasse seus títulos militares de seu filho.

Andrew já havia sido amplamente banido da vida pública. Mas ele continuou a deter uma série de títulos militares honorários, o que gerou protestos de ex-membros dessas unidades, dadas as acusações legais que pesavam sobre ele./AFP, AP e Reuters 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.