Alejandre | Fall Winter 2022/2023 | Full Show

lejandre | Fall Winter 2022/2023 | Full Fashion Show in High Definition. (Widescreen – Exclusive Video/1080p – Mercedes-Benz Fashion Week Madrid/IFEMA) #Alejandre #FW22 #MBFWMadrid

Iris Law – Vogue Korea April 2022 Covers

Vogue Korea April 2022 Covers
Source: vogue.co.kr
Published: March 2022

All people in this magazine cover:

Hyea W. Kang – Photographer Jang Dukhwa – Photographer Eunyoung Sohn – Fashion Editor/Stylist Bert Martirosyan – Casting Director Jisoo – Entertainer Iris Law – Model

All brands in this magazine cover:

Dior

Buzina | Fall Winter 2022/2023 | Full Show

Buzina | Fall Winter 2022/2023 | Full Fashion Show in High Definition. (Widescreen – Exclusive Video/1080p – Moda Lisboa – Lisboa Fashion Week) #Buzina #FW22#Modalisboa

Sue Verran – Fast Light/Icarus

Sydney Sweeney Shares Her “Firsts” 🌺✨🎬 | Teen Vogue

Euphoria’s Sydney Sweeney tells us her “first” everything! From the first time she saw herself in the White Lotus meme to the first car she restored, Sydney spills all her firsts. Who was the first friend she made on the set of Euphoria? When did she first learn MMA?! Is she willing to admit her first fangirl moment?

Sydney Sweeney, do Euphoria, nos conta o seu “primeiro” tudo! Desde a primeira vez que ela se viu no meme White Lotus até o primeiro carro que ela restaurou, Sydney derrama todas as suas estreias. Quem foi o primeiro amigo que ela fez no set de Euphoria? Quando ela aprendeu MMA?! Ela está disposta a admitir seu primeiro momento de fangirl?

Sandra Bullock fará pausa na carreira de atriz: ‘Tirar um tempo para ser mãe’

Atriz diz que afastamento deve durar até que filhos sejam adolescentes

Sandra Bullock no lançamento de “The Lost City” no SXSW Film Festival em Austin, Texas – Suzanne Cordeiro/AFP

Sandra Bullock, 57, está dando um tempo na indústria cinematográfica. Após a estreia do filme “The Lost City” no SXSW Film Festival em Austin (Texas), o qual Bullock produziu e atuou, ela quer “tirar algum tempo para ser mãe”.

A informação foi dada pelo site norte-americano Fox News, que também disse que Bullock reforçou o desejo de dar uma pausa no trabalho ao ser questionada pela plateia do festival se planejava trabalhar em mais projetos nas comunidades hispânica e chicana.

“Adoro histórias que mostram a imperfeição do amor dentro das famílias e comunidades”, disse ela durante as perguntas e respostas.

“Eu adoraria [continuar fazendo isso] quando terminar de ser mãe. Voltarei a fazer isso. Não sei quando. Provavelmente quando forem adolescentes, consolidados os 16 ou 17 anos de idade”.

Bullock tem dois filhos adotivos, Louis e Laila, adotados em 2010 e 2015 respectivamente. No novo filme de comédia, ela interpreta uma romancista que é sequestrada e forçada a encontrar um tesouro escondido para um bilionário. Também integram o elenco Channing Tatum, Daniel Radcliffe e Brad Pitt.

Viagens de Uber vão subir 6,5% por alta de combustível

Medida foi anunciada pela empresa na última semana e entra em vigor a partir desta segunda-feira, 14

Escritório da Uber em São Paulo | Glassdoor

Uber informou na última sexta-feira, 11, que vai reajustar o preço das viagens em 6,5% a partir desta segunda-feira, 14, para lidar com a alta no preço da gasolina que tem assustado motoristas da plataforma. Segundo a empresa informou ao Estadão, o reajuste será repassado integralmente para os parceiros e deve ser aplicado no preço final das corridas de forma temporária. 

Segundo um comunicado da empresa, a medida é uma resposta direta ao gasto maior que os motoristas vêm tendo com o preço alto da gasolina em todas as regiões do Brasil. A iniciativa é, também, parte de um pacote de ajuda aos parceiros no valor de R$ 100 milhões, que quer ajudar a diminuir os custos e aumentar os ganhos para o motorista. 

“Sabemos que motoristas estão entre os primeiros a sentir o impacto dos preços recordes dos combustíveis, então estamos implementando essas iniciativas para ajudá-los. Esperamos que essas ações emergenciais colaborem para reduzir os impactos no dia a dia, mas continuaremos ouvindo nossos parceiros, especialmente neste momento”, afirma Silvia Penna, diretora-geral da Uber no Brasil, em comunicado.

Uma das medidas, porém, afeta diretamente o consumidor e é uma diretriz global do Uber. Nos Estados Unidos e Canadá, por exemplo, uma tarifa está sendo aplicada em cada viagem do app, em uma taxa que varia de US$ 0,45 a US$0,55. Os países também veem o crescimento do preço de combustíveis, principalmente com sanções à Rússia e a crise com a Guerra na Ucrânia.

As medidas de repasse no preço aqui no Brasil são válidas a partir desta segunda-feira, 14, e ainda não tem período definido para terminar.

Saída

99, rival do Uber no universo dos aplicativos de transporte, já havia anunciado uma medida semelhante na última semana. Também em caráter temporário, a empresa vai aumentar o repasse para os motoristas para 5% do valor por quilômetro rodado. O aumento na porcentagem quer ajudar no impacto da alta de combustíveis para parceiros da plataforma.

“A plataforma registrou um aumento de demanda acentuado pela flexibilização das regras de isolamento social. A intenção é dar mais proteção aos nossos motoristas parceiros contra as oscilações nos preços dos combustíveis.”, afirmou Thiago Hipólito, diretor sênior de operações da 99, ao Estadão

Ainda, Segundo a 99, o repasse não vai ter impacto no preço das corridas para os usuários do app, mas a empresa afirma estar estudando formas de amenizar o gasto dos motoristas com diferentes iniciativas dentro da companhia.

How Top Model Karen Elson Gets Runway Ready | Diary of a Model | Vogue

Watch supermodel Karen Elson prep for the Erdem Show. Vogue spent the day with Karen Elson during London Fashion Week.

Assista à preparação da supermodelo Karen Elson para o Erdem Show. A Vogue passou o dia com Karen Elson durante a London Fashion Week.

Director: Talia Collis
Director of Photography: Connor MacLeod
Editor: Sam Norton
Audio: Andy Watson
Color: Keyhan Bayegan
Supervising Producer, Vogue: Jordin Rocchi
With thanks to The Ritz London, 150 Piccadilly, London W1J 9BR, United Kingdom, +44 (0)20 7493 8181, http://www.theritzlondon.com/

Vogue Runway: Nicole Phelps, Steff Yotka, Laird Borelli-Persson, Irene Kim
Production Manager: Edith Pauccar
Production Coordinator: Kit Fogarty
Post Production Manager: Marco Glinbizzi
Senior Director, Production Management: Tina Magnusson
Manager, Creative Development, Vogue: Billie JD Porter
Director, Creative Development, Vogue: Anna Page Nadin
Director of Content, Vogue: Rahel Gebreyes
VP, Digital Video Programming and Development,Vogue (English Language): Joe Pickard

Especialistas falam sobre a relevância dos patrimônios e construções ucranianos que estão em risco

Para além do valor material, esses locais abrigam parte significativa da história do país e ajudam a relembrar momentos marcantes
CAMILA SANTOS

No Museu Nacional Andrey Sheptytsky, artefatos são movidos para armazenamento em caso de possíveis danos causados por bombardeios (Foto: Getty Images)

Duas semanas desde o início da guerra na Ucrânia, quando o presidente russo Vladimir Putin invadiu o país vizinho, o número de mortes ainda é incerto. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), pelo menos 516 civis foram mortos desde o início do conflito. Contudo, além da perda humana, as ofensivas têm destruído locais históricos do país e colocado uma série de construções em risco.

Prova disso foi o incêndio que atingiu o Historical and Local History Museum de Ivankiv (Museu Histórico e de História Local de Ivankiv) , no noroeste da capital Kiev. Soldados russos atearam fogo na instituição que abrigava 25 obras de Maria Prymachenko, artista do século 20, cujo trabalho encantou Pablo Picasso.  

Para evitar um destino semelhante, outras instituições têm corrido para proteger seus acervos. Um deles é o Museu Nacional Andrey Sheptytsky, em Lviv, onde funcionários tentam guardar coleções e as portas têm permanecido fechadas desde o início da invasão. Trata-se do maior museu de arte da Ucrânia.

Fotos recentes também mostram que um monumento em homenagem ao fundador da cidade de Odessa, o Duque de Richelieu, foi encoberto por sacos de areia para protegê-lo de ataques russos. A estátua fica no topo da famosa Escadaria Potemkin, que ficou mundialmente conhecida por aparecer no filme Encouraçado Potemkin, de Sergei Eisenstein. Coberturas semelhantes também foram vistas em Lviv.

Especialistas falam sobre a relevância dos patrimônios e construções ucranianos que estão em risco na guerra (Foto: Getty Images)
No centro histórico de Lviv, moradores tentam proteger esculturas que podem ser destruídas durante os ataques. A área foi construída durante a Idade Média e conta com itens que mostra a influência barroca e renascentista (Foto: Getty Images)

Ademais, há cerca de uma semana, por exemplo, as autoridades ucranianas pediram que a Rússia não destruísse a catedral de Santa Sofia, que fica na capital do país. Construído em 1037, o edifício é reconhecido como Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Aqui, nós falamos mais a respeito da catedral.

Especialistas falam sobre a relevância dos patrimônios e construções ucranianos que estão em risco na guerra (Foto: Getty Images)
A Catedral de Santa Sofia, em Kiev, é um dos edifícios mais conhecidos do país e o primeiro patrimônio ucraniano inscrito da lista do Patrimônio Mundial da UNESCO (Foto: Getty Images)

Além do edifício, a Ucrânia conta com mais seis patrimônios reconhecidos pela Unesco. São eles: o centro histórico de Lviv; o Arco Geodésico de Struve, um conjunto de triangulações geodésicas que tem o seu limite a sul em território ucraniano junto ao Mar Negro; as florestas primárias de Faia dos Cárpatos, junto à fronteira com a Eslováquia; a Residência dos Metropolitanos da Bucovina e Dalmácia, projeto do arquiteto tcheco Josef Hlávka; a Cidade Antiga de Quersoneso, colônia grega fundada há 2.500 anos; e as Tserkas de madeira dos Cárpatos, igrejas católicas e ortodoxas erguidas em madeira na Ucrânia e na Polônia entre os séculos 16 e 19.

Especialistas falam sobre a relevância dos patrimônios e construções ucranianos que estão em risco na guerra (Foto: Getty Images)
O Arco Geodésico de Struve foi elaborado e usado pelo cientista Friedrich Georg Wilhelm von Struve, de 1816 a 1855, para estabelecer o tamanho e a forma exatos da Terra (Foto: Getty Images)
Especialistas falam sobre a relevância dos patrimônios e construções ucranianos que estão em risco na guerra (Foto: Getty Images)
A Residência dos Metropolitanos de Bucovina e  Dalmácia, em Chernivtsi, foi construída entre 1864 e 1882, segundo o projeto do arquiteto tcheco Josef Hlávka (Foto: Getty Images)

Qual é a relevância dessas construções?

Especialistas falam sobre a relevância dos patrimônios e construções ucranianos que estão em risco na guerra (Foto: Getty Images)
A Igreja de Santo André, em Kiev, foi construída entre 1747 e 1754 pelo arquiteto italiano Bartolomeo Rastrelli, que assinou o Palácio de Inverno em São Petersburgo (Foto: Getty Images)

De acordo com Wesley Espinosa, professor de história do Centro de Educação e Teologia da Universidade Presbiteriana Mackenzie, esses lugares e outras áreas da Ucrânia fazem parte da memória do país e ultrapassam o valor material. “Esses locais servem para contar uma história. No caso dos monumentos, muitas vezes, eles contam sobre os vencedores e os vencidos, mas sempre reforçando a luta por reconhecimento, de certa forma. E esse reconhecimento é o lugar da memória, da lembrança”, diz.  O professor reforça que a perda dessas áreas impede que as pessoas revivam e reconstituam um processo histórico, conheçam todos os personagens que fizeram parte dele e compreendam a influência dessas ações para a realidade atual.

Especialistas falam sobre a relevância dos patrimônios e construções ucranianos que estão em risco na guerra (Foto: Getty Images)
Em Kiev, a Catedral de São Volodymyr foi erguida no século 19 e é a catedral-mãe da Igreja Ortodoxa Ucraniana.  Um dos destaques da construção é a porta de entrada, marcada por adornos com esculturas de bronze em relevo (Foto: Getty Images)

Ele enfatiza ainda que, além do lugar da memória, as construções, bairros e patrimônios, de maneira geral, são lugares que expõe escolhas. “Você tem linhas arquitetônicas e padrões estéticos, que são selecionados a partir de um grupo, de políticas e ações do Estado, que consideram esses locais relevantes para o país. E, em meio à situação atual, tudo pode ser perdido.”

Especialistas falam sobre a relevância dos patrimônios e construções ucranianos que estão em risco na guerra (Foto: Reprodução/ Instagram)
Na margem leste do rio Dnipro, uma área repleta de arranha-céus soviéticos, está o Comfort Town, subúrbio colorido de Kiev, se destaca. Este complexo residencial tem casas semelhantes a peças de LEGO, em cores do arco-íris (Foto: Reprodução/ Instagram)

Já o historiador Álvaro Allegrette, professor da Pontifícia Universidade Católica, afirma que os danos que podem ser causados a esses lugares representam o desaparecimento de elementos importantes para toda a humanidade, não apenas para a Ucrânia, e ultrapassam questões materiais. “Ao destruírem essas referências, a população perde parte da identidade. É um processo de esvaziamento cultural para a nação que deixa de ter aquilo que a representa”, pontua.