Instagram: agora é possível ter 3 feeds diferentes por conta

Empresa quer que usuários tenham mais controle sobre o que veem na tela do smartphone
Por Guilherme Guerra – O Estado de S. Paulo

Sem algoritmos, Instagram adiciona mais dois feeds às telas de usuários

Usuários do Instagram poderão ver até três diferentes feeds de notícias na tela do smartphone, anuncia a companhia nesta quarta-feira, 23. Até então em testes, a novidade já havia sido antecipada pelo chefe da rede social, Adam Mosseri, em janeiro passado. 

A plataforma permitirá que sejam escolhidas até 3 telas: “Página Inicial” (em que aparecerão todas as publicações selecionadas pelo algoritmo da empresa), “Favoritos” (com posts de contas marcadas como prioritárias pelo usuário) e “Seguindo” (com postagens de perfis seguidos pelo usuário). Por padrão, a tela principal será a página inicial.

Curiosamente, as telas de “Favoritos” e “Seguindo” apresentarão o conteúdo em ordem cronológica – sem o filtro de algoritmos, portanto. A decisão reverte decisão do Instagram de 2017, quando a rede social trocou esse modelo por um em que a plataforma sugere materiais conforme o gosto do cliente.

“Pesquisas apontaram que a nossa comunidade está mais satisfeita com um feed classificado por algoritmo, por isso não estamos padronizando a experiência de todos em um Feed cronológico”, justificou a empresa em nota. “Queremos que as pessoas tenham um controle significativo sobre sua experiência no Instagram. Cada um usa o Instagram de maneira diferente e esperamos que essas opções possam ajudar as pessoas a decidirem o que funciona melhor para elas.”

Ainda, a mudança pode permitir três novas formas de o Instagram entender os hábitos dos usuários e, com isso, sugerir anúncios de forma mais efetiva ao apresentar três diferentes telas. Desde o ano passado, com a implementação da nova política de privacidade do iPhone (que restringe diretamente o microrrastreamento de publicidade), redes sociais buscam maneiras de contornar a mudança e continuar a gerar receita.

Sem algoritmos

Ao abandonar o uso de algoritmos, o Instagram, empresa do grupo Meta (junto com Facebook e WhatsApp), tenta retomar a imagem de app “inofensivo”, onde usuários podem publicar e visualizar fotos sem maiores efeitos. A estratégia, porém, continua a mesma já adotada pela plataforma nos últimos anos: ferramentas para esconder conteúdos nocivos são priorizadas em relação ao combate efetivo desse tipo de publicação.

Nos últimos anos, a empresa aprimorou a ferramenta de ocultar comentários, para opções com palavras-chave, frases ou xingamentos, em conteúdos no app. No ano passado, um movimento parecido aconteceu quando as mensagens diretas também puderam receber o filtro.

Em outubro de 2021, após revelação de documentos internos da Meta, o Instagram e o Facebook foram acusados de negligência com o bem-estar dos usuários das plataformas em prol do crescimento das companhias, que buscavam a monetização a todo custo. Desde então, as redes sociais, incluindo o rival Twitter, tentam amenizar desinformação e conteúdo odioso em suas plataformas, controladas por algoritmos que têm por objetivo “prender” o usuário à tela.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.