Ohio também quer proibir uso de AirTags para rastrear pessoas

Somente 19 estados americanos contam com legislações específicas contra quem usa rastreadores eletrônicos em pessoas

Os AirTags continuam causando muita polêmica. Recapitulando, eles foram projetados pela Apple com o objetivo de ajudar pessoas a encontrar facilmente objetos perdidos/esquecidos, mas vêm sendo amplamente usados (especialmente nos Estados Unidos) para perseguir outras pessoas.

O problema é ampliado devido ao fato de que os rastreadores estão integrados à rede Buscar (Find My) da Maçã, o que os torna praticamente onipresentes em países que contam com um grande número de dispositivos da empresa.

Por isso, há um clamor por leis mais específicas para punir esse tipo de caso. Mas como acontece em países — como os já citados EUA — que contam com legislação diferente a depender do estado? Bem, alguns deles já estão se mexendo para resolver essa questão.

Depois de a Pensilvânia apresentar um projeto de lei para proibir o uso dos AirTags para qualquer finalidade que não seja rastrear objetos, agora é Ohio que tem corrido contra o tempo, após uma brecha na legislação do estado ter sido encontrada pelo 3News em fevereiro passado.

Pelas leis de Ohio, quem não tem antecedentes criminais de perseguição e/ou violência doméstica pode ser poupado de uma punição à primeira vista caso use o dispositivo para cometer o crime. Por isso, ativistas defendem que os legisladores estaduais atualizem a lei visando garantir a proteção das vítimas em tais casos.

Agora, em resposta aos crescentes clamores, um projeto de lei foi apresentado visando alterar a legislação do estado para “proibir uma pessoa de instalar conscientemente um dispositivo ou aplicativo de rastreamento na propriedade de outra pessoa sem o consentimento da outra pessoa”.

Caso aprove a mudança, Ohio se juntará a outros 19 estados que já contam com leis específicas para combater crimes usando rastreadores eletrônicos. Isso pode indicar que, apesar dos esforços da Apple, a questão vai bem além da boa vontade da Maçã para mitigar a problemática — até porque existem outros produtos concorrentes no mercado, alguns bem mais antigos do que o AirTag.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.