O modelo de trabalho híbrido é irreversível

Não faz sentido deixar de usar as facilidades que o mundo digital nos trouxe na pandemia
Por Camila Farani – O Estado de S. Paulo

Empresas terão que entender o que faz mais sentido para o colaborador no modelo de trabalho
Empresas terão que entender o que faz mais sentido para o colaborador no modelo de trabalho

De onde você se sente mais produtivo e feliz trabalhando? O conceito do anywhere worker, o trabalhador capaz de se adaptar a diferentes ambientes, está em alta, justamente porque integra a lógica da criação de sinergias entre prioridades profissionais e as nossas escolhas de estilo de vida.

Um dos aspectos da nossa vida mais transformados pela pandemia foi o mundo do trabalho. Há pouco mais de dois anos, caminhávamos lentamente no entendimento e adequação da legislação trabalhista para permitir o trabalho remoto. Um movimento liderado, especialmente, pelas multinacionais, já mais acostumadas com essa lógica.

Faltava legislação, tecnologias e cultura organizacional para esse modelo ser adotado. Com a necessidade do isolamento físico, fomos jogados para o mundo digital. 

Agora, com o retorno das nossas rotinas, cada um faz a sua aposta. Para alguns, a tendência é seguirmos no modelo remoto; para outros, é o momento de voltar com toda carga para o presencial. E tem a lógica do modelo híbrido, que na minha visão é a que deve prevalecer. Por quê? 

Nunca mais voltaremos a ser os mesmos. Pensem na bagagem de aprendizados que tivemos nos últimos anos. Seria uma pena ignorar isso. 

Não faz sentido deixar de usar as facilidades e agilidades que o mundo digital nos trouxe. Hoje, por exemplo, podemos economizar tempo e dinheiro fazendo algumas reuniões online. Da mesma forma, as trocas que acontecem quando os times estão reunidos no mesmo espaço, é algo que não podemos abrir mão. 

O figital (físico + digital) é uma tendência irreversível. A economia real conviverá com a vida digital. Será assim no varejo, nas finanças, na educação e, claro, no trabalho. 

E aqui eu volto para a minha pergunta inicial. De onde você se sente mais produtivo e feliz trabalhando? O segredo será conseguir entender o que faz mais sentido para o colaborador e para a empresa e, a partir disso, criar um modelo. Ou seja, construir algo capaz de gerar as conexões necessárias para garantir entregas diferenciadas e fortalecer uma cultura organizacional pautada pela eficiência, produtividade e bem-estar das pessoas. 

Claro, vamos usar a tecnologia. A Sociedade 5.0, termo cunhado pelos japoneses, nos desafia a caminhar na direção de uma sociedade super inteligente, capaz de usar a tecnologia para promover uma melhoria real da nossa vida, potencializando a sustentabilidade e a eficiência em tudo que fazemos. O futuro do trabalho já começou. Você está pronto?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.