Bill Cosby é considerado culpado em mais um caso de abuso sexual, na década de 1970

Ex-comediante, que foi acusado de abuso por mais de 60 mulheres, foi libertado ano passado, após cumprir dois anos em regime fechado

Bill Cosby no tribunal de Norristown, Pennsylvania, em 2018, onde foi condenado por abuso sexual — Foto: Brendan Smialowski / AFP

Libertado no ano passado, aos 83 anos, após cumprir dois anos de sentença por abuso sexual, foi considerado culpado nesta terça-feira (21) em um caso de abuso de uma menor de idade, na década de 1970.

Judy Huth acusou Cosby de tê-la levado para a Mansão Playboy e a obrigar a realizar um ato sexual em 1975, quando ela tinha 16 anos. Judy, que processou o ex-comediante em 2014, deve receber ainda US$ 500 mil, por danos morais. O júri considerou que Cosby teve contato sexualmente ofensivo com a vítima e que tinha ciência de que ela era menor de idade.

No julgamento, Cosby usufruiu de seu direito de permanecer em silêncio para não se incriminar, e sua equipe jurídica exibiu um vídeo gravado por ele em 2015.

Em 2018, o ex-comediante foi acusado por 60 mulheres de ter cometido diferentes formas de abuso sexual, sendo condenado por ter abusado de Andrea Constand, ex-funcionária da Universidade de Temple, nos EUA.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.